Vacinas – Adquirindo conhecimento em meio à pandemia

por Clayci
1 comentário 21 visualizações

Com a atual pandemia, adquirir conhecimento sobre doenças e vacinas tornou-se uma das principais atividades de busca na Internet. Há cerca de 100 anos não vivenciávamos um episódio como esse, pois desde a Gripe Espanhola, em 1918, não tínhamos uma pandemia assim. Apesar de que a cada vez que surge um novo vírus ou um vírus conhecido sofre mutação, corremos o risco de um cenário como esse acontecer. E sem vacinas, ficamos muito vulneráveis.

Elas demoram a ser pesquisadas, elaboradas e testadas. Portanto, o melhor a se fazer na atual pandemia é manter o isolamento e distanciamento social. Prevenir-se com máscaras, luvas e sempre se higienizar. Mas enquanto estamos em casa, podemos pesquisar na Internet e obter conhecimento melhor a respeito de doenças e vacinas através da leitura. Adoro ler livros de todos os gêneros, mas também tenho lido artigos científicos e documentos de pesquisas. Isso me tirou um pouco da zona de conforto e aguçou minha curiosidade.

Vacinas x Doenças

Não sei vocês, mas eu tenho baixa imunidade, então preciso sempre estar atenta e me prevenir. Estes dias estava olhando minha carteira de vacinas. Lembrei que minha mãe costuma dizer que eu era uma criança corajosa, pois quando íamos no posto para eu tomar vacina, não chorava com a picada da agulha. Sempre mantive a carteira em dia, mesmo depois de adulta. E isso é extremamente importante, pois pelo sim e pelo não, é uma maneira de estar protegido e prevenido.

Fonte da imagem

Sei que devido a isso evitei pegar diversas doenças, como por exemplo, a caxumba. Entretanto, uma coisa começou a me incomodar. Porque tomamos conhecimento parcial sobre certos assuntos e, no meu caso, essas doenças é um deles. Decidi que gostaria de saber mais sobre o tema, mas o problema é que na Internet todo mundo posta de tudo e a tarefa mais difícil é descobrir que informação é de fato verdadeira. Porém, informações acadêmicas e científicas, geralmente com referências, são as que podem indicar um melhor caminho. Inclusive, há blogs científicos e acadêmicos!

Aliás, ter bastante conhecimento é essencial para que possamos argumentar e dialogar com os outros. Inclusive, poder esclarecer dúvidas e questões que as pessoas não conheçam. Estaremos nos ajudando e sendo solidários com quem não tem a informação ou aquele conhecimento específico. Ainda mais nesse meio de redes sociais e blogs, é muito importante termos o mínimo de conhecimento e embasamento para aquilo que afirmamos.

Você sabia?

Por exemplo, eu citei acima a caxumba. É de caráter comum as pessoas associarem essa doença apenas às crianças e reconhece-la pelo inchaço das bochechas e pescoço. Mas esse conhecimento é só a ponta do iceberg.

Digo isso porque, na verdade, a caxumba também ocorre sim em adultos. Principalmente se nunca foi vacinado, pois as chances de contrair aumentam. Além disso, ela não causa apenas os inchaços das glândulas parótidas; a pessoa pode sentir dores de cabeça, no corpo, inchaço de órgãos genitais e em casos mais severos sofrer meningite. Mas o pior de tudo é que muitos casos são assintomáticos, ou seja, não apresentam sinal algum de estar infectado pelo vírus. Portanto, ela é muito propícia a causar surtos.

Por isso, ter acesso às informações e conhecimentos com leituras de artigos que falam sobre as doenças, vacinas e outros dados é bem relevante e importante. Nós conseguimos ter uma atitude mais correta, uma ação melhor para que fiquemos bem.

E aí, gostaram do texto? Me contém sobre o que andam pesquisando?

1 comentário

Adeeh Mello - BLOG ? 22 de maio de 2020 - 18:29

Olha vou te dizer uma coisa: nessas horas informação é tudo o que precisamos e se tiver como se informar até vendo pela janela do carro rapidamente passando, mas que aquilo possa salvar vidas, já é válido. Por isso é essencial o compromisso com informação verdadeira, e que seja útil pra população. Eu não tenho a imunidade baixa, mas eu me cuido como um louco no meio de tudo isso. Quanto aos artigos científicos, eu adoro pesquisas nesse formato, além de entender muito bem através da própria ciência, a gente pode olhares, pensamentos e outros sentidos atribuídos a isso! Adorei! ?
.
http://www.adeehmello.com/

resposta

Deixe um comentário