Maternidade


5 lições que aprendi no meu puerpério até agora
O que eu gostaria que me contassem sobre o puerpério

Assim que eu anunciei a minha gravidez surgiram várias pessoas com comentários desnecessários como: “aproveita para dormir agora”, “vai ser parto normal, né?”, “Posso colocar mão na sua barriga?” e por aí vai…

Mas foram poucas as pessoas que me acolheram e conversaram sobre a fase que eu iria enfrentar: o puerpério! E por mais que eu pesquisasse sobre, não imaginava que as mudanças seriam imensas. Tive dificuldades para lidar com o meu próprio corpo após a gestação, com o sentimento de culpa e responsabilidade pela nutrição de um ser tão pequeno, além da disponibilidade física e emocional que eu precisei encontrar para cuidar da minha filha.

Sem falar que eu não imaginava que o puerpério poderia ir além dos quarenta dias após o nascimento. Foi um momento único e confuso, repleto de angustias e dúvidas. Por isso, se você está prestes a embarcar nessa experiência ou já está no meio do caminho, prepare-se para descobrir algumas verdades que, muitas vezes, ficam fora dos “manuais”.

Quero compartilhar 5 lições que aprendi no meu puerpério até agora. A experiência tem sido intensa, cheia de desafios, mas cada momento me trouxe uma valiosa descoberta.

Coisas que Eu Gostaria que Me Contassem Sobre o puerpério:


1. A Bagunça é Real

Ela transcende além dos brinquedos e roupas espalhados pelo chão; ela se funde com a complexidade da nossa mente e emoções. Aqui, desfazer-se da ideia de uma casa sempre impecável é libertador, pois a bagunça se torna uma narrativa de risadas compartilhadas, lágrimas de cansaço e, acima de tudo, um toque de caos que transforma nossa casa em um lar autêntico.

Tudo conta uma história, seja um dia de descobertas ou um momento precioso compartilhado com a Cora. Mas, além disso, a bagunça representa também as sutilezas da nossa mente e emoções. A pilha de roupa que aumenta, a louça acumulando na pia e a sala bagunçada são como pensamentos e sentimentos que surgem de forma espontânea.

No meio desse caos, encontramos a verdadeira essência da maternidade real: a aceitação de que, às vezes, tudo estará fora do lugar, tanto na casa quanto dentro de nós. É aprender a abraçar a desordem como parte integral do lar, onde cada bagunça e cada lágrima de cansaço é compensada por sorrisos espontâneos e abraços aconchegantes.

Essa bagunça é a arte de construir memórias não apenas físicas, mas também emocionais. Na maternidade, a bagunça é mais do que visível, é palpável – uma expressão tangível de uma vida plena e significativa, tanto na casa quanto dentro de nós.

5 lições que aprendi no meu puerpério até agora

2. Noites sem fim

O conceito de uma boa noite de sono muda radicalmente. Esqueça as oito horas ininterruptas; aqui, o sono se transforma em uma dança entre cochilos intercalados, mamadas noturnas e o zumbido da babá eletrônica. Não, não é uma lenda urbana, e sim a realidade materna.

A madrugada se torna um cenário, onde você aprende a distinguir os diferentes choros e a se movimentar com agilidade no escuro. Cada noite é uma aventura única, onde o cansaço é mitigado pelo amor que flui nas tranquilas horas da madrugada. Os olhos sonolentos contam histórias silenciosas de comprometimento e dedicação.. As noites sem fim não são apenas sobre privação de sono, mas sobre o fortalecimento de vínculos e a construção de uma conexão única que só o silêncio da madrugada pode oferecer.

3. O corpo no puerpério

Ninguém realmente menciona que seu corpo se tornará um território completamente diferente após o parto. É um mergulho no desconhecido, onde estrias, cicatrizes e todas as mudanças físicas se revelam como parte da nova realidade. Mas entenda que todas as mudanças físicas não são falhas, mas evoluções. Seu corpo se transformou para acomodar, nutrir e amar o seu filho. Cada curva, cada marca é um lembrete tangível de uma maternidade que transcende a estética superficial. As cicatrizes, são vestígios visíveis do caminho percorrido para dar vida a um novo ser. Não são sinais de fraqueza, mas de uma força incrível que só as mães conhecem.

4. Equilíbrio? É um Malabarismo…

Esqueça a ideia convencional de equilíbrio. Aqui, é um malabarismo constante entre fraldas, mamadas e a sincera tentativa de resgatar um pedaço da sua antiga rotina. O equilíbrio não é uma fórmula pronta, mas uma arte que você aprenderá na prática durante esta jornada pós-parto.

Nos momentos imprevisíveis, você descobre uma força interior que jamais imaginou possuir. É no malabarismo entre as demandas do bebê e o desejo de manter um vínculo com quem você era antes da maternidade que você percebe sua incrível capacidade de se equilibrar. A adaptação se torna sua aliada, e cada ajuste é uma expressão do amor incondicional que você dedica ao seu pequeno.

5. Mamãe sabe tudo? Nem sempre…

Deixa pra lá a ideia de que mãe sabe tudo. Às vezes, você não terá as respostas. E adivinha? Isso não faz de você uma mãe ruim, mas uma mãe humana. Aprender é uma parte vital do pacote na maternidade real.

A expectativa de ter todas as respostas pode ser esmagadora, porém é importante lembrar que você está vivendo uma jornada de descobertas contínuas. Às vezes, os livros e conselhos não têm todas as soluções. Isso não é um sinal de falha, mas uma oportunidade de crescer e se adaptar.

Ser uma mãe humana significa aceitar que está tudo bem não ter todas as respostas desde o início. É normal sentir-se perdida e buscar orientação, seja dos avós, amigos ou da comunidade online de mães. A verdadeira magia acontece quando você abraça a incerteza, aprendendo e crescendo junto com seu filho.

Cada desafio no puerpério é uma oportunidade de crescimento. Estou aprendendo, me adaptando e descobrindo a força interior que nem imaginava ter. E compartilhar essa fase com vocês me ajuda e lidar com a complexidade e beleza da maternidade.

Alguma mamãe que está passando pelo puerpério?

newsletter receba novidades

Receba atualizações do blog por email

veja também

  • Maternidade

    Tentando lidar com a solidão Materna

    Por

  • Dois Meses de Cora: Descobertas, Desafios e Muito Amor

    Sobrevivendo ao Combo 'Hora da Bruxa' e Crise dos Três Meses

    Maternidade

    Dois reais ou um salto de desenvolvimento misterioso?

    Por

  • Maternidade

    Dois Meses de Cora: Descobertas, Desafios e Muito Amor

    Por

comentários

  • Claudia Hi

    Eu não fazia ideia de nada disso! Nunca convivi com alguém que estava passando pelo puerpério. Acho que só quem vivencia sabe como realmente é. Espero que você e sua filhota estejam bem e que tenham se adaptado à nova rotina. PS. Amei a fotinho do coração no pé ?

    responder
  • Ba Moretti

    nossa, me fez relembrar um pouco da minha experiência. e é muito essa sensação de que não lemos o suficiente pra estarmos preparadas para tantas mudanças né? lembro de desabafar isso também e comentarem justo isso. pode ler o que for, podem aconselhar o que for. parece não ser o suficiente e o pós parto nos atravessa sem dó. facilmente entra na lista de experiências mais doidas da nossa vida HAHA

    uma frase que me diziam muito e eu ODIAVA era o tal do “calma, vai passar” e eu ficava CACETA MAS VAI PASSAR QUANDO QUE DIA QUE HORASSSSS HAHAHAHAHA

    responder
  • Luly Lage

    Benzinha, que vontade de ir aí, segurar sua mão, lavar uma pilha de louça suja, te deixar dormir mais um pouco ou tudo ao mesmo tempo.., É tudo tão grande, né, quando você foi casa de alguém e agora é a nutrição desse mesmo alguém, que você tanto ama ainda por cima!

    Seus relatos estão me pegando de jeito… Sei que do seu lado tá difícil, mas daqui eu te agradeço muito por compartilhar tudo isso, está sendo importante acompanhar.

    Fiquem bem! Feliz ano novo!

    responder
  • Aline Amorim

    A frase “aproveita para dormir agora” é a pior de todas, como se pudéssemos estocar o sono. E me dá uma agonia quando a pessoa já encosta na minha barriga, e olha que agora que ela começou a crescer. Até então nunca nem perguntaram se podiam.
    Enfim, acho tão legal ler sobre diferentes experiências de puerpério, e ao mesmo tempo fico com medo da incerteza de como vai ser.

    responder
ir ao topo

Buscar no site

plugins premium WordPress
5 lições que aprendi no meu puerpério até agora Ritual de Leitura A canção de Aquiles: 5 motivos para ler Conheça a Quanti Café