A maldição da residência Hill – Enfrentando os fantasmas internos

por Posted on 26 Comments 3 min leitura 1760 visualizações
A maldição da residência Hill - Enfrentando os fantasmas internos

Apesar de ter assistido muitos filmes de terror na minha adolescência, fazia tempo que algo do gênero não mexia tanto comigo. Até tentei acompanhar algumas séries, mas acabei abandonando a maioria. Com “A Maldição da residência Hill” foi diferente porque a série mistura suspense com drama familiar de uma forma assustadoramente envolvente.

Por se tratar de uma adaptação do livro A Assombração da Casa da Colina, de Shirley Jackson, imaginei que não iria me decepcionar com a história. No oeste de Massachusetts, distante de tudo, está a Residência Hill. Em 1982 Hugh e Olivia decidiram se mudar (temporariamente) para esta mansão junto com os seus cinco filhos: Steven, Shirley, Theodora, Luke e Eleanor.

Depois de acontecerem alguns eventos paranormais e, logo em seguida, uma tragédia. Hugh decide abandonar a casa junto com os seus filhos ainda pequenos. Duas décadas depois que tudo aconteceu, eles são atraídos de volta para a mansão.

É claro que essa minha descrição foi bem rasa porque muitas coisas acontecem ao longo dos 10 episódios dessa temporada. Mas logo no primeiro, você se sente envolvido a ponto de querer maratonar tudo no mesmo dia. Os 5 primeiros episódios servem para contar a história individual de cada personagem principal. Também são importantes para compreendermos como cada um lidou, após o episódio que os fizeram abandonar a casa. 

E o mais interessante nessa série, além dos sustos, são as questões trabalhada nelas. Cada membro daquela família enfrenta seus próprios fantasmas internos. O que as crianças testemunham enquanto moram na mansão, afeta muito suas vidas e relacionamentos quando adultos. Então é possível refletir e fazer diversas interpretações com as situações que aparecem. Sem falar que os personagens deixaram claro que os fantasmas surgem onde a gente menos espera e isso faz com que você fique antenado e prestando atenção em cada fala, cada detalhe. 

The Haunting of Hill House

A fotografia dessa série está espetacular. Tive que assisti-la duas vezes,  porque eu queria prestar atenção na história e em como seria finalizada. Depois quis rever os episódios para observar todos os ambientes e localizar os fantasmas escondidos. Cada ângulo usado foi pensando de forma estratégica para os fãs do gênero. E apesar do sexto episódio não ter sido o meu favorito, tenho que admitir que foi um dos melhores porque foi usado um plano-sequência e não teve nenhum corte aparente. 

No começo eu fiquei um pouquinho perdida por causa da linha do tempo usada nos episódios. Mas ela foi necessária! Essa bagunça entre passado e o presente foram essenciais para amarrar todas as pontas e até mesmo mudar nossa interpretação ao longo da história. 

A maldição da residência Hill - Enfrentando os fantasmas internos

Fiquei apaixonada pelo elenco, principalmente o infantil! Deu vontade de abraçar o Luke e a Nell em várias cenas e é incrível como os atore foram tão bem selecionados. Dá pra sentir a química entre eles e a carga emocional que cada um carrega (tanto na fase adulta, quanto infantil). De fato parecia uma família e isso valorizou ainda mais o trabalho. 

É uma série que vale muito a pena assistir! 

ASSISTA O TRAILER DE A MALDIÇÃO DA RESIDÊNCIA HILL

Receba as publicações por e-mail

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

26 Comments
  • Fábrica dos convites
    novembro 27, 2018

    apesar de preferir séries policiais, pela sua descrição esta parece ser muito boa. Vou ver se consigo dar uma olhada em alguns capítulos.
    Bjs Rose

  • Taísa
    novembro 12, 2018

    Gostei da série até o episódio 7 ou 8, o final pra mim foi bem previsível, esperava outra coisa da série, talvez menos drama e mais terror/suspense. Mas não é ruim, só não atendeu as expectativas que eu mesma criei.

    • Clayci
      novembro 21, 2018

      Realmente ficou algo previsível. Mas curti pelo fato de ter começo, meio e fim e não deixar nada em aberto, sabe? =)

  • dayhara
    novembro 12, 2018

    Eu definitivamente corro desse tipo de série, principalmente por ser medrosa, mas desde quando foi lançada, essa em especial vem fazendo um sucesso tremendo, né? Acho isso bom demais! Eu sou do tipo que se assusta fácil entao imagino como eu iria sofrer.

    • Clayci
      novembro 12, 2018

      Ahh então não recomendo mesmo não rs
      Mas se bem que o foco mesmo da história está no drama familiar, há episódios que não há tantos sustos

  • Beatriz Andrade
    novembro 11, 2018

    Eu amei demais essa série, quando vi sobre a adaptação eu fiquei louca para conferir. Eu gostei bastante do livro, mas não me assustei com ele o tanto que eu esperava, sofia mais por antecipação e quando chegava os pontos altos eu não me assustava kkkk
    MAs a série, nossa senhora, foi aterrorizante para mim e adorei isso. Eu nem conseguia ver à noite kkkkkkkk só via durante as tardes e passei semanas sem conseguir dormir direito, pesadelos todas as noites

    • Clayci
      novembro 12, 2018

      hahahahahaha entendo esse sentimento.
      Eu assistia de dia pq ficava com as cenas na cabeça

  • Debyh
    novembro 11, 2018

    Olá,
    Parece ter sido bem feita a série, não é meu estilo porém ouvi bons elogios. Acho legal quando uma produção valoriza bem a história que veio do livro

    • Clayci
      novembro 12, 2018

      Ahhh eles capricharam nessa temporada <3

  • Delmara Silva
    novembro 11, 2018

    Olá,
    eu amei essa série, não esperava a carga dramática que encontrei. A trama é bem amarradinha e tudo possui uma razão de ser. O personagens são incríveis, meus preferidos são os gêmeos que no meu ponto de vista foram os que mais sofreram, vendo tudo quando os outros não viam quase nada, morri de dó da Nell com a mulher do pescoço torto e do Lucky tentando fugir de tudo através das drogas. Sinceramente não sei como eles aguentaram tantos anos sem enlouquecer. Depois que assisti essa série procurei outras produções no mesmo estilo e só me decepcionei, acho que levarão anos até surgir outra tão boa quanto esta.

    Abraços!

    • Clayci
      novembro 12, 2018

      Eu me apaixonei pelos gêmeos tbm e em como tudo afetou a vida deles.
      E chorei muito no sexto episódio com a Nell e a mensagem que ela transmitiu, nossa.. foi forte =/

  • Lucy
    novembro 9, 2018

    Oi, Clayci!
    Olha, eu nem curto muito filmes ou séries de terror, mas desde que vi o trailer dessa série eu fiquei mega curiosa. Será que vou sentir muito medo? rsrs Eu fico me perguntando isso, às vezes acabo amarelando, mas espero conseguir criar coragem suficiente pra assistir. rs
    Bjs
    Lucy – Por essas páginas

    • Clayci
      novembro 12, 2018

      Lucy não senti tanto medo não.
      Tem algumas cenas fortes, mas o foco mesmo está no drama familiar.
      então eu acredito que vc aguentaria assistir sim =D

  • No Conforto dos Livros
    novembro 8, 2018

    Olá!! 🙂

    Eu confesso que ja tentei começar a ver essa serie, mas não consegui passar de metade do primeiro episodio… Enfim, para mim a historia nao esta a rolar!

    Seja como for, acho otimo que tenhas gostado tanto. E sim, ja tive ideia de que cada personagens tem os seus fantasmas pessoais! A fotografia realmente é linda!

    Boas leituras!! 😉
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

  • Larissa Dutra
    novembro 8, 2018

    Olá, tudo bem? Eu quero muito assistir essa série, está na minha lista desde que lançou, porém sou muito medrosa, então estou me preparando psicologicamente antes, hahaha. Adorei tua postagem!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    • Clayci
      novembro 9, 2018

      Ahhh tem algumas cenas que me deu susto sim, na verdade várias.
      Mas quando as coisas começam a fazer sentido, até esquecemos do terror rs

  • Leslie Leite
    novembro 8, 2018

    Eu sou fissurada em terror e suspense, mas evito tudo o que tem fundo sobrenatural, eu prefiro aquele suspense inteligente do que sangue e demônios, entende?! Gostei da ideia da série em mostrar que os fantasmas que nos assustam podem ser internos, e melhor é que há poucos episódios, já que eu geralmente não consigo me apegar a séries longas.
    Gostei da dica, talvez eu dê uma chance.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ?

    • Clayci
      novembro 9, 2018

      Ahh espero que dê uma chance sim e que curta <3

  • Ben Oliveira
    novembro 8, 2018

    Eu amei como brincaram com a linha do tempo e como tudo se amarrou no final. A Netflix sabe trabalhar muito bem o poder da nostalgia. As séries que fazem sucesso geralmente conseguem captar essa atmosfera.
    Adorei teu texto! ?
    Abraços

    • Clayci
      novembro 9, 2018

      Simmmmm
      achei genial a forma que usaram a linha do tempo =D

  • Karini Couto
    novembro 7, 2018

    Tudo bem?
    Eu assisti assim que saiu com minha filha.
    Adoramos.
    Também gostei bastante do elenco.
    E apesar de estar um tanto quanto diferente do livro, ainda assim amei.
    Vi algumas pessoas que não curtiram, talvez por esperar apenas aqueles terror mesmo .. Achei super a pegada de misturar o sobrenatural ao psicológico.

    Beijos.

    • Clayci
      novembro 8, 2018

      Acredito que muitos pensaram que teria várias cenas de sangue..
      Mas adorei o drama =)

  • Lizzie
    novembro 7, 2018

    COncordo com você, as fotografias estão espetacular, amei os angulos que elas foram tiradas. Chamam bem a atenção!
    Eu vi o trailer e já fiquei com medo, aí vi na internet que tem pessoas que assistem a série e passam mal.. Já fiquei “Erguei as mãos e dai gloria à Deus” rsrs

    • Clayci
      novembro 8, 2018

      Ahh eu vi essa reportagem.
      Confesso que não senti nada disso enquanto assistia hahahah.
      Teve algumas cenas pesadinhas, mas pelo menos aqui não interferiu em nada =)

Previous
Book Haul: Os livros que entraram ma minha estante em setembro
A maldição da residência Hill – Enfrentando os fantasmas internos

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE