As Brigadas Fantasma – John Scalzi

por Clayci
23 comentários 103 visualizações

As Brigadas Fantasma é o segundo volume da série de ficção científica “Guerra do Velho” do autor John Scalzi e foi publicado pela editora Aleph.

SOBRE A HISTÓRIA

“Imagine se toda espécie se batizasse com seu maior defeito? Poderíamos chamar nossa espécie de arrogância”

As Brigadas Fantasma

No volume anterior conhecemos o John Perry e a sua transformação ao fazer parte da FDC. Ele enfrentou vários perigos, conseguiu sobreviver a diversos ataques e tudo com bom humor. Ele também levou um choque quando conheceu a tenente Sagan e soube da existência das Forças Especiais.

Em As Brigadas Fantasma a raça humana está correndo perigo. A tenente Sagan descobriu uma traição durante uma investigação e uma guerra está sendo tramada contra a humanidade. Três raças alienígenas planejaram tudo nos mínimos detalhes e agora é preciso correr contra o tempo. Após essa descoberta, os generais das Forças de Defesa Coloniais decidiram transferir a consciência do cientista traidor Charles Boutin para um novo corpo.

As Brigadas Fantasma - John Scalzi

Para isso criaram um clone para carregar a consciência dele. Jared Dirac – o nome dado para esse clone – pode ser a única esperança para salvar a humanidade. Mas é claro que Jared não faz ideia do que está acontecendo, ao menos por enquanto. Ele foi enviado para treinar com outros soldados e – sem saber – estava sendo avaliado enquanto agia nas Forças Especiais.

Para a surpresa e insatisfação de Sagan, ele foi recrutado para o seu pelotão e a tenente será a responsável por monitorá-lo. Mesmo sem saber o que está acontecendo exatamente, Dirac tentará descobrir o seu verdeiro “eu” e no decorrer da trama vamos identificar o que diferencia Boutin desse soldado. Será que ele vai recuperar todas as memórias do traidor? Teremos a soma de suas experiências? Como será que ele vai reagir ao descobrir toda a verdade?

MINHA OPINIÃO

Ao contrário do livro anterior, As Brigadas Fantasma teve um ritmo mais lento. A escrita continua leve e até que divertida. Entretanto, demorei um pouco para finalizar, pois o autor traz questionamentos introspectivos sobre a natureza da humanidade. Scalzi nos faz pensar sobre consciência e livre arbítrio. É claro que ainda temos ações envolvendo armas, tecnologias e biomodificações; mas senti que a trama foi mais tocante e complexa se comparada ao volume anterior.

Os soldados das Forças Especiais foram criados para cumprirem ordens. Eles dependem de seus BrainPals (um computador interno) para se comunicarem. Consequentemente não são muito receptivos, pois não sabem lidar com humanos. Mas se arriscam para cumprir as missões recebidas. O John Perry não está presente nesse volume e acabei sentindo falta do seu bom humor, justamente porque os soldados são mais sérios.

Somos projetados para sermos mais fortes, rápidos e espertos que outros seres humanos. Mas somos assim como consequência do que nos torna diferentes. O que nos torna diferentes é que, entre os humanos, somos os únicos que nascem com um objetivo. E esse objetivo é simples: manter os seres humanos vivos neste universo.

A ética no uso de tecnologias avançadas

Mas o protagonista Dirac fez com que eu enxergasse que nem tudo é o que parece. O autor apresenta uma discussão interessante sobre ética no uso de tecnologias avançadas. Ver este soldado tentando entender quem verdadeiramente é, faz com que a gente pense em que identidade alguém clonado pode desenvolver. E isso torna tudo ainda mais interessante, pois comecei a reparar e até mesmo comparar as ações do Dirac com o cientista Boutin.

Não vou revelar muito da história para evitar spoilers, mas nesse volume tem um cientista alienígena mantido em cativeiro pela União Colonial. Por mais que ele seja um “refém”, ajudará Dirac a encontrar o seu caminho. Esse alienígena me marcou bastante quando trouxe assuntos relacionados à ética.

Estou cada vez mais apaixonada pela escrita criativa do Scalzi, Tanto que finalizei essa leitura e já me joguei em “A última colônia”.

As Brigadas Fantasma Book Cover As Brigadas Fantasma
Guerra do Velho
John Scalzi
Aleph
376

As Brigadas Fantasmas são as Forças Especiais das Forças de Defesa Coloniais, tropas de elite criadas a partir do DNA dos mortos e transformadas em soldados perfeitos para as operações mais difíceis da CDF. Eles são jovens, são rápidos e fortes, e eles estão totalmente sem escrúpulos humanos. O universo é um lugar perigoso para a humanidade - e está prestes a se tornar muito mais perigoso. Três raças com as quais os humanos enfrentaram antes aliaram a nossa expansão para o espaço. Seu linchpin: o cientista militar Turnoard Charles Boutin, que conhece os maiores segredos militares da CDF. Para prevalecer, a CDF deve descobrir por que Boutin fez o que fez. Jared Dirac é o único humano que pode fornecer respostas - um híbrido sobrehumano, criado a partir do DNA de Boutin, o cérebro de Jared deve poder acessar as memórias eletrônicas da Boutin. Mas quando o transplante de memória parece falhar, Jared é dado às Brigadas Fantasmas. Em primeiro lugar, Jared é um soldado perfeito, mas quando as memórias de Boutin se estendem lentamente, Jared começa a intuir o motivo da traição de Boutin. Como Jared procura desesperadamente por seu "pai", ele também deve enfrentar suas próprias escolhas. O tempo está acabando: a aliança está preparando sua ofensiva, e algumas delas planejam coisas piores do que a mera derrota militar da humanidade .

Você também poderá gostar

23 comentários

A Última Colônia (Guerra do Velho #3) - John Scalzi - Sai da Minha Lente 11 de setembro de 2019 - 12:00

[…] cheguei a comentar na resenha de As Brigadas Fantasma que tinha achado o ritmo desse livro mais lento; todavia em A Última Colônia o desenvolvimento da […]

resposta
Ps amo leitura 9 de setembro de 2019 - 21:41

Eu não conhecia esse livro e jamais imaginaria que é um segundo hahaha gostei da premissa dele. Achei bem diferente e interessante. Já quero ler!!

Beijos,

resposta
Clayci 11 de setembro de 2019 - 09:16

Essa série é maravilhosa <3

resposta
Mara Santos 8 de setembro de 2019 - 12:52

Não conhecia o livro, mas fiquei bem curiosa, pelo tema e pelo fato da história nos fazer refletir.
Adorei seu post e já anotei a dica!

resposta
Janaína 6 de setembro de 2019 - 12:38

Olá,

Ainda não tinha visto esse livro, a primeira impressão é que é uma leitura bem densa, mas fiquei feliz de saber que é leve.

resposta
milca abreu 6 de setembro de 2019 - 08:09

parece ser uma história legal e envolvente, gosto muito de fantasia, aventura e depois de ler sobre o primeiro livro (e agora o segundo) fiquei mega curiosa pra ler eles.
bjss

resposta
Clayci 6 de setembro de 2019 - 12:25

É uma série que vale a pena <3

resposta
Maria Ferreira da Conceição 2 de setembro de 2019 - 20:47

Oi, Clayci.
Lembro que na época em “Guerra do velho” foi lançado eu fiquei bastante curiosa para ler, mas depois o tempo foi passando e eu ainda não tive oportunidade de fazer essa leitura. Agora a vontade voltou, ainda mais porque tem a continuação.
Também acho interessante essa discussão sobre ética no uso de tecnologias avançadas.
Abraços.

resposta
Joanice da Silva Oliveira 1 de setembro de 2019 - 22:56

Olá
Suas fotos estão divinas como sempre .
Ando namorando essa série desde que vi pelo insta da Aleph e gosto de algo mais lento, porque só os suspensas podem ser elétricos para mim haha

resposta
Clayci 2 de setembro de 2019 - 12:24

Muito obrigada.
Eu acredito então que vc vai gostar dessa série, viu?
Recomendo

resposta
Carol Nery 31 de agosto de 2019 - 14:30

Eu amei suas fotos, e amei seu blog!! Só não vou conferir a resenha toda, porque tô desde o lançamento de A Guerra do Velho, com ele na TBR. MORRO de medo de qualquer tipo de spoiler.
Prometo ser mais coerente nos próximos comentários. Gostei mesmo do seu cantinho.
Abração’

resposta
Clayci 2 de setembro de 2019 - 12:26

ahahah então foge da publicação <3
Mesmo não tenho nada que comprometa, spoiler é spoiler =D

resposta
cris 30 de agosto de 2019 - 16:23

Oi Clayci!
Não conhecia esse livro, mas fiquei curiosa com a história, parece ser uma aventura incrível. Por ser segundo volume deduzo que tenha mais ou não? Parabéns pela resenha e sua sinceridade em relação a história, obrigado pela dica. Bjs!

resposta
Clayci 2 de setembro de 2019 - 12:27

É uma série de 6 livros, mas esse ciclo encerra no livro três =D

resposta
Alice Lacerda Montiel 29 de agosto de 2019 - 20:04

Oiii Clayci

Coincidência que ontem mesmo estava lendo sobre esse livro e foram criticas igualmente positivas, apesar do ritmo mais lendo do que a primeira parte parece ser uma história bem escrita, diferente, acho legal apostar em autores que não conhecia e fiquei bem curiosa em ler a primeira parte pelo menos, achoq ue pode me agradar.
Espero que a última parte te encante, e seja uma grande leitura pra ti.

Beijos, Alice

http://www.derepentenoultimolivro.com

resposta
Clayci 30 de agosto de 2019 - 09:13

Foi uma experiência maravilhosa <3

resposta
Marijleite 29 de agosto de 2019 - 17:44

Oi Clayci, amei conferir suas considerações sobre esse segundo volume, a história parece continuar tão interessante quanto no primeiro livro, preciso ler essas tramas!

resposta
Clayci 30 de agosto de 2019 - 09:13

Foi uma experiência maravilhosa <3

resposta
Mari 28 de agosto de 2019 - 23:19

Oi, Clayci!!! Primeiro porque eu tenho que comentar: que foto linda. Olha a River!!!

Ok, vamos ao livro. Eu confesso que não tenho tanta paciência mais para livros desse gênero, então quando escolho algum tem que ser muito bem escolhido. Gostei da maneira franca como você avaliou o livro e senti que conheci um pouco da história, mesmo esse sendo o segundo na sequência. Achei a história interessante, assim como os pontos que ela levanta para discussão. Vou considerar ler.

Beijos
Mari
Pequenos Retalhos

resposta
Clayci 30 de agosto de 2019 - 09:15

hahaha a River tem tudo a ver com essa história <3

resposta
No Conforto dos Livros 28 de agosto de 2019 - 15:20

OLá!! 🙂

EU confesso que nao conhecia este livro antes, mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura!! 🙂 Enfim, acho otimo que tenhas gostado!

Fiquei algo curioso com as questoes levantadas, e fico curioso com isso do cientista em cativeiro. Mas percebo a razao da tua demora.

Boas leituras!! 😉
no-conforto-dos-livros.webnode.com

resposta
Kelen de Oliveira Vasconcelos 26 de agosto de 2019 - 11:11

Oi Clayci,
Eu não conhecia esse tipo de livro e nem o autor, achei bem diferente dos livros que leio. Provavelmente vou testar esse gênero em algum momento, sempre gosto de testar coisas novas 😀
Ótima resenha.
Bjo
http://www.kelenvasconcelos.com.br/

resposta
Clayci 27 de agosto de 2019 - 12:55

Testa sim!
A escrita do autor é deliciosa =D

resposta

Deixe um comentário