Fotografia


Parábola dos Talentos – Octavia E. Butler

A Parábola dos Talentos é o segundo livro da duologia Semente da terra, publicado pela editora Morro Branco. Já fiz a resenha do primeiro livro “A Parábola do Semeador” aqui no blog e pode conter spoilers nessa publicação.

SOBRE A HISTÓRIA

Depois de acompanhar as crises e todo aquele cenário destruído em a Parábola do Semeador, iniciamos esse segundo volume com um sentimento de esperança. Olamina lutou para sobreviver e agora mais do que nunca acredita no poder da Semente da Terra. As pessoas que a acompanharam, mesmo não acreditando em sua religião, conseguiram ter uma vida mais digna através da fé dela. Lauren conseguiu um lugar “seguro” e atribuiu tarefas para as pessoas que foram acolhidas pelo seu grupo. Mais do que isso, a jovem tem planos para o futuro e acredita que poderá viver sua vida amorosa ao lado de seu marido e continuar levando a palavra da Semente adiante. Mas de repente, tudo desaba.

O ano agora é 2032 e a comunidade de Lauren continua a crescer com novas pessoas. A comunidade passou a negociar com grupos vizinhos e aos poucos as coisas começaram a melhorar com a sua liderança. A jovem continua relatando tudo o que acontece em seu diário e seu otimismo fica evidente. No entanto, as coisas começam a desandar quando a sua comunidade é invadida por fanáticos religiosos influenciados pelo governo dos EUA.

O problema é que não dá para separar Jarret da “bobagem religiosa”. Com Jarret, viriam também as agressões, os incêndios, as humilhações. Estão no pacote. E pode ser que haja coisas ainda piores nesse pacote. Os militantes de Jarret são bem seduzidos pela conversa dele de tornar a América grande de novo.

A Parábola dos Talentos
Parábola dos Talentos - Octavia E. Butler

“Deus é a mudança”

Nesse volume teremos a perspectiva de outros personagens e isso deixou a leitura mais interessante. Gosto da visão da Lauren e da forma com que ela narra a suas experiências, porém ter outro ponto de vista facilita enxergar melhor o ambiente. Teremos alguns relatos do passado e outros futuros feitos pela própria filha dela. Quando a comunidade foi invadida e os moradores foram capturados, Lauren não conseguiu relatar tudo o que acontecia. Eles foram escravizados e torturados por esses fanáticos.

Eu mencionei na resenha anterior que há cenas angustiantes que causam repugnâncias. Em A Parábola do Semeador teve algumas cenas de estupro e torturas que ficaram na minha cabeça. Entretanto, esse volume me deixou ainda mais desconfortável. Eles tiveram que usar coleiras e eram forçados (principalmente as mulheres) a fazerem coisas horríveis. Eu realmente não via a hora de acabar essa fase da história. Mas acredite, vale a pena insistir! A habilidade de Octavia E Butler desenvolver personagens críveis em poucos parágrafos é impressionante.

Acho que era positivo o fato de o Deus da minha mãe ser Mudança. A vida dela costumava mudar de modo abrupto e significativo. Acho que ela não estava mais preparada para mudanças do que qualquer outra pessoa estaria, mas suas crenças a ajudaram a lidar com elas, até mesmo tirar vantagem delas quando aconteciam.

A Parábola dos Talentos
Parábola dos Talentos - Octavia E. Butler

Concluindo

No volume anterior é possível ver o desenvolvimento e amadurecimento da protagonista. Ela fundou a Semente da Terra e acreditou que a sua religião melhoraria as coisas. Apesar de ter me irritado diversas vezes com a repetição de “Deus é a mudança”, Lauren mostrou que é possível ter esperança em um cenário tão caótico. Já em a Parábola dos Talentos entramos na discussão de teologia política; que investiga e estuda a ligação entre a comunidade e a crença individual.

Mesmo sendo cética, me incomodei um pouco com a forma com que os evangélicos foram apresentados. Acredito que isso tenha sido proposital e de fato há pessoas fanáticas que se utilizam da religião como justificativa para cometer crueldades. Mas mesmo Lauren não obrigando as pessoas a seguirem sua religião, ela ficou cega com outras possibilidades. Como a visão religiosa do seu pai e do seu irmão. E é triste pensar que mesmo sendo uma ficção, muitas coisas ali são reais. Eu realmente recomendo essa leitura.

Parábola dos Talentos - Octavia E. Butler

newsletter receba novidades

Receba atualizações do blog por email

veja também

  • "Fisicamente, habitamos um espaço, mas, sentimentalmente, somos habitados por uma memória."

    Livros

    Mansão Gallant – V.E. Schwab

    Por

  • Melhor te amado, e deopis perdido, do que jamais saber o que é amo?

    Livros

    As musas – Alex Michaelides

    Por

  • É melhor ser inteligente ou permanecer na ignorância?

    Livros

    Flores para Algernon: o melhor livro de todos os tempos

    Por

comentários

  • Luana Souza

    Eu amo suas fotos, mas você já sabe disso, né, moça? *-*
    Vi você falando desse livro no instagram, e não sabia exatamente do que se tratava. Agora entendi que é uma sequência hehe. A história parece ser tão profunda! Eu amei as quotes que você separou!

    responder
  • Beatriz Andrade

    Olha, eu adoro livros de terror, thriller, suspense, livros sobre guerras, cenas pesadas, livros que me fazem refletir, mas se tem uma coisa que eu não suporto ver em livros (independente do gênero dele) é estupro e se for com crianças então eu definitivamente não consigo ler. Fico mal por dias, dependendo da intensidade da cena a coisa fica feia mesmo para mim e por isso evito tramas que detalham estupro. Mas eu quero muito ler esse livro, mesmo sabendo que alguns momentos ele não vai me fazer bem eu estou curiosa com a leitura.

    responder
    • Clayci

      Eu também fico muito mal com as cenas de estupro, mas por mais que me incomode é um assunto extremamente necessário.

      responder
  • Ana Caroline Santos

    Olá, tudo bem? Ler Octavia para mim é uma das maiores metas do ano. Sempre vendo elogios rasgados das obras da mesma, cada vez mais me sinto impelida a ler algo dela. Adorei a sua postagem, que me deixou mais curiosa ainda. Espero poder mudar o status de não lido em breve.
    Beijos,

    responder
  • Maria Luíza Lelis

    Olá, tudo bem?
    Eu nunca li nada da autora, mas tenho MUITA curiosidade. Só não sinto que chegou o momento ainda. Quero ler os livros dela quando tiver um feriado prolongado ou eu esteja de férias, para poder realmente mergulhar na leitura. Acredito que os livros dela tragam muitas reflexões e mereçam uma atenção maior.
    Essa trilogia parece ser muito interessante e me interessei muito por esse livro. Acho sempre interessante livros que abordem religião e política, assuntos sempre polêmicos mas que fazem parte da nossa realidade.
    Adorei sua resenha e essas fotos maravilhosos. A dica já está anotada e espero ler em breve.
    Beijos!

    responder
    • Clayci

      Quando surgir oportunidade, leia.
      Essa autora é maravilhosa e fico triste por ter demorado tanto para conhecê-la.

      responder
  • Larissa Dutra

    Olá, tudo bem? Estou vendo falarem bastante desses livros ultimamente, e parecem ser realmente bons, hahaha. Estou bem curiosa para ler. Que fotos mais lindas, ameiii!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    responder
  • Kaila Garcia

    Sempre que passo no seu cantinho fico encantada com essas suas fotos, são maravilhosas demais. Ainda não conhecia os livros, mas já entraram para a minha lista de desejos!

    https://www.kailagarcia.com

    responder
  • Bianca

    Meu Deus, eu não sei lidar com suas fotos, real oficial! ?? Eu preciso muito ler os livros dessa mulher, todo mundo fala super bem Dela e eu fico sem entender o que tá rolando, vou providenciar os livros! Adorei suas considerações!

    responder
  • Samara Silva

    Gostei do seu artigo, sempre com dicas e informações importantes. Seu site é um dos meus sites favoritos que estou sempre visitando..

    Parabéns!

    responder
    • Cibele

      Confesso que não conheço muito da duologia, mas gostei de conhecer um pouco mais.. Acho as capas incríveis, e por isso sempre tive curiosidade de conhecer..
      Adorei as suas fotos e os quotes que você trouxe. ??
      Adorei sua resenha, beijos!

      responder

newsletter receba novidades

Receba atualizações do blog por email

veja também

  • "Fisicamente, habitamos um espaço, mas, sentimentalmente, somos habitados por uma memória."

    Livros

    Mansão Gallant – V.E. Schwab

    Por

  • Melhor te amado, e deopis perdido, do que jamais saber o que é amo?

    Livros

    As musas – Alex Michaelides

    Por

  • É melhor ser inteligente ou permanecer na ignorância?

    Livros

    Flores para Algernon: o melhor livro de todos os tempos

    Por

ir ao topo

Buscar no site

Trechos do livro A sociedade de Atlas Trechos do livro: Mansão Gallant Dark Academia O que é? Ficção Científica: 5 livros pra quem quer começar