Meu tratamento da Hipófise

por Clayci
0 comentário

Quando descobri o meu tumor na hipófise há 5 anos atrás, entrei em desespero. Eu sentia que tinha alguma coisa errada com o meu corpo, mas não sabia o que era. Foram meses fazendo exames e investigando o problema, antes de ser diagnosticada. E quando foi solicitado uma ressonância magnética do meu cérebro, fiquei bem preocupada. Já tive câncer, passei por um tratamento severo e só de ouvir a palavra “tumor” fico paralisada.

Cometi o meu primeiro erro: recorrer ao Google. Depois que fiz a ressonância, marquei o meu retorno com o médico. Só que a ansiedade era tanta, que não conseguia esperar essa visita clínica. Entrei em várias páginas e as únicas palavras que eu conseguia focar eram: “remédio controlado” e “cirurgia”. O grande dia chegou e fiquei mais tranquila quando ouvi o médico explicando a situação.

hipófise (glândula pituitária) é uma glândula de 8mm de diâmetro localizada na parte central da base do cérebro. Embora seja muito pequena, seu desempenho correto regula o desenvolvimento e funcionamento do corpo humano. E quando há uma disfunção desta glândula, pode ser um tumor de hipófise. Meu tumor é benigno e faço o uso de remédio controlado para acompanhá-lo.

Tudo sob controle com a minha hipófise

Quando eu mencionei que sentia algo errado com o meu corpo, foi porque os meus hormônios estavam todos bagunçados. A hipófise é considerada a principal glândula do corpo humano, cuja função é regular o trabalho de outras glândulas (como a adrenal, a tireoide, os testículos e os ovários). A hipófise também produz a prolactina, hormônio importante para a amamentação, inclusive foi assim que descobri sobre o meu problema. Eu estava produzindo leite, sem estar grávida.

Eu faço tratamento nas clínicas há alguns anos e lá conheci vários casos hipofisários. No início eu achava que esse problema só afetava as mulheres; mas conversando e pesquisando vi que tem vários casos masculinos. Como o meu problema é com a prolactina, se não tratado, pode causar saída de leite pelo mamilo (isso já aconteceu com homems tbm), além das alterações menstruais. No homem é comum a diminuição da libido (apetite sexual) e por vezes isso pode ocorrer nas mulheres, ainda com a desregulação do ciclo menstrual.

E por ser um tratamento hormonal, necessitar de acompanhamento médico regular e uso de medicamentos em doses controladas, também é necessário ter muita paciência. É algo longo e demorado, porém não precisa mais ser penoso e impactante psicologicamente. Pois há diversos medicamentos e fármacos que podem ser utilizados em conjunto com o tratamento principal. Dessa maneira, alguns problemas decorrentes dos efeitos da disfunção hipofisária podem ser mitigados. Por exemplo, o uso da  tribulus terrestris auxilia no ganho de libido para os homens. Com ela, o eventuais problemas nas relações sexuais podem ser reduzidos e assim também resultar em benefícios psicológicos para a autoestima da pessoa.

Você também poderá gostar:

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Aceitar

Privacidade