Livros


Ariadne – Jennifer Saint
a princesa de Creta, desejada por homens e deuses... e irmã do temível Minotauro

Eram as mulheres, sempre as mulheres, fossem elas aias indefesas ou princesas, que pagavam o preço.

Ariadne

Jennifer Saint fez uma releitura da história mitológica grega de Ariadne, princesa de Creta, filha do rei Minos e sua rainha Pasífae. Quando jovem, Ariadne gostava de dançar ao lado de sua mãe e amava a companhia de sua irmã mais nova Fedra. Elas cresceram em um lar completamente hostil, pois conviviam com um pai cruel e lidavam com a maldição que Posêidon projetou em sua mãe, resultando no nascimento de seu monstruoso meio-irmão Asterion, o minotauro.

Ela até tenta se aproximar do irmão e ajudar a sua mãe a cuidar do minotauro, mas percebe que não existe nenhum traço de humanidade em Asterion. E aos poucos vai vendo o brilho da mãe se apagar e os comentários sobre a sanidade de Pasífae surgirem. Ariadne fica ainda mais horrorizada quando seu pai decide se vingar pela morte de seu filho mais velho em Atenas. Uma vez por ano, Minos escolhe sete jovens e sete donzelas que devem ser enviados à Creta todos os anos. Assim, eles devem ser trancados no labirinto onde Asterion vive e serem devorados pelo monstro.

Isso se repete até que Teseu, filho do rei Egeu se junta aos jovens como tributo para ser devorado pelo Minotauro. Ao vê-lo, Ariadne fica surpresa pelo altruísmo do rapaz e enxerga uma saída para acabar com a crueldade de seu pai. Mas ela sabe que, se sair de Creta, nunca poderá voltar. Em sua ingenuidade, ela decide ajudar Teseu e fugir com ele, pensando em um possível casamento. Entretanto, descobre que os heróis nem sempre são honestos e honrados como as histórias nos fazem acreditar.

Ariadne aprendeu da pior forma que nem todos os heróis são honestos e honrados como as histórias nos fazem acreditar

Se havia uma coisa que eu tinha aprendido, era que a dor de um Deus podia ser perigosa.

Ariadne

Eu sei pouquíssimo sobre a Ariadne, por isso não me incomodei com os detalhes da autora. Digo isso porque vi algumas pessoas comentando que não curtiram o excesso de informações. Mas quando se trata de Ariadne, a única coisa que sei é sobre o seu papel dentro do mito do Minotauro. Então, essa releitura foi maravilhosa não só para imaginar a sua perspectiva, mas pra conhecer um pouco mais sobre a sua história. Assim como não fazia ideia sobre Fedra!

A trama se desenrola com Ariadne escolhendo Teseu em vez de sua família e acaba se tornando uma exilada condenada em Naxos. Ele dá um jeito de voltar e se casar com sua irmã Fedra, que mesmo desconfiando de sua história, não vê outra saída a não ser se casar com o príncipe. Achei a narrativa de Fedra um pouco mais interessante, principalmente quando ela ganha um novo ambiente para explorar. Tão jovem, assume uma responsabilidade para si! Tanto que gostei de como ela se envolveu com o governo da cidade de Atenas. Só senti que ela merecia um desfecho melhor, mas pesquisando mais sobre Fedra, achei que a autora costurou bem o mito.

Não temia a destruição de tudo que era bom porque tudo já estava destruído desde antes que eu pudesse lembrar, e eu tinha crescido nas ruínas sujas e destroçadas dos dias de ouro de minha irmã. Ela sabia o que significava perder tudo, mas eu já não tinha nada desde o começo.

Ariadne

Me joguei no livro acreditando que Ariadne seria o foco, contudo fui surpreendida. Gostei da relação de confiança entre ela e Dédalo. Sempre que ele surge nas releituras, fico contente! Também curti a vulnerabilidade de Dioniso, por um momento até me esqueci que se tratava de um Deus. E gostei de ver um pouquinho do submundo de Hades.

Este livro foi bem escrito com uma narrativa adorável e fluiu com facilidade por aqui. A história é carregada de tragédia, mas temos pequenos momentos doces e de felicidade. No entanto, se você estiver esperando gentileza, pode se decepcionar. Existem muitas traições, crueldades e personagens não confiáveis. O mais incrível é que a autora não economizou nos detalhes, então pude me sentir na Grécia antiga. Uma releitura feminista que valeu a pena ler =)

Eu não poderia deixar que um homem que não conhecia o valor de coisa alguma me fizesse duvidar do meu valor.

Ariadne
Compre na Amazon

Ariadne

Jennifer Saint

Autoria:
Jennifer Saint

Editora:
Planeta Minotauro

Páginas:
352
Uma releitura potente, ambiciosa e envolvente de um dos maiores mitos da Antiga Grécia: Ariadne, a princesa de Creta, desejada por homens e deuses… e irmã do temível Minotauro. Para leitores de Circe, A canção de Aquiles e Mythos! Ariadne, a princesa apaixonada pela luz da manhã e pela beleza da dança, cresceu ouvindo histórias de deuses e heróis. Mas essas histórias, contadas pela aia do castelo do grande rei Minos, não eram os únicos sons que ecoavam pelos corredores do palácio dourado: abaixo, muito abaixo das opulentas galerias, vindos dos cantos mais obscuros de um labirinto, os urros de um monstro demandavam sangue. E esse monstro era seu irmão, o Minotauro. Quando Teseu, jovem guerreiro e príncipe de Atenas, chega disposto a derrotar a terrível criatura, Ariadne enxerga uma saída nos belos olhos verdes do herói. Desafiando a ira dos deuses, traindo a própria família e arriscando sua vida por amor, Ariadne ajuda Teseu a matar o Minotauro. Em um mundo em que mulheres parecem ser meros peões nas mãos de homens poderosos, será que a decisão de Ariadne a levará ao final feliz que ela tanto deseja? Ou a ambição de seu amado a conduzirá à ruína? “Uma releitura perspicaz e cheia de lirismo.” – Daily Mail

newsletter receba novidades

Receba atualizações do blog por email

veja também

  • um cenário intrigante, perturbador e tocante

    Livros

    Como se fôssemos vilões – M.L.Rio

    Por

  • Maggie O'Farrell conseguiu me destruir

    Livros

    Hamnet – um livro que me fez chorar até soluçar

    Por

  • Quando a escuridão é convidada a entrar, imediatamente os problemas virão atrás dela

    Livros

    Reino das bruxas – Kerri Maniscalco

    Por

comentários

  • Leslie

    Oi Clayci,
    Eu amo mitologia, então fiquei super empolgada com a sua resenha. E tratando-se de seres mitológicos, é sempre esperado tragédias e deuses vulneráveis, então acho que a autora conseguiu uma boa versão da história nesse livro.
    Beijo,Blog Apenas Leite e Pimenta ?

    responder
ir ao topo

Buscar no site

plugins premium WordPress
Tatuagem Literária: A vida invisível de Addie LaRue Frases do livro: A casa no mar Cerúleo Trechos do livro A sociedade de Atlas Trechos do livro: Mansão Gallant