Andando por São Paulo Week Click

Week Click: 40ª Festa da Cerejeira – Parque do Carmo

Paciência – Lenine

Será que é tempo
Que lhe falta pra perceber?
Será que temos esse tempo
Pra perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara

Como foi a semana de vocês? A música que está na publicação se chama Paciência e é do Lenine. Se você está acessando o blog pela primeira vez, Week Click é um projeto fotográfico e funciona como um diário. Aqui coloco registros da minha semana e aproveito para conversar.

Nos dias 03, 04 e 05 de agosto teremos a 40ª festa das cerejeiras no Parque do Carmo (zona leste de São Paulo). Infelizmente não conseguirei ir este ano, mas quis passar pelo parque, uma semana antes, para ver se elas já floresceram. Para a minha alegria já tinha algumas floridas e consegui fazer algumas fotos por lá. Gosto de ir todos os anos, mas este foi um pouco diferente porque meu pai foi comigo.

O Week Click esta semana será um pouquinho diferente. Gosto de usar essa categoria para desabafar e mostrar como foram os meus dias, mas desta vez falarei apenas de um. Fazia tempo que não saíamos juntos para fotografar e gostei tanto deste dia que ele já foi para o meu diário. Meu pai é fotógrafo e foi por causa dele que segui essa profissão maravilhosa. Dividimos o mesmo estúdio e já fotografamos juntos em alguns eventos, todavia faz tempo que não saíamos juntos para curtir um dia em família. Cresci no parque do Carmo e a primeira foto que eu fiz foi lá. 

Não me lembro da data exata, contudo foi no dia em que meu pai me presentou com uma analógica (uma Minolta que tenho até hoje). Junto com a câmera, ganhei um filme de 24 poses e a minha primeira foto foi de um peixe. Bom, ao menos era esta a intenção… meu pai disse que ainda lembra da minha cara quando as fotos chegaram da revelação. As fotos ficaram superexpostas porque eu não sabia configurar e perdi quase todas os clicks.

Mas isso não era problema porque íamos naquele parque todo final de semana fazer pique-nique, ou seja, consegui fazer a foto do peixe em outro dia. E foi tão bom relembrar dessa época! Ele levou a filmadora e filmou todas as nossas palhaçadas e aproveitou para fazer algumas fotos minhas. E a música escolhida para essa publicação foi pensando nele, pois é a nossa favorita do Lenine <3

Tenho dificuldades para expressar o meu sentimento para as pessoas que eu amo. Meu pai sempre foi presente e me ajudou em tudo que pôde (e continua ajudando) e sou muito grata por tê-lo ao meu lado. Ele tem uma personalidade difícil de lidar, mas a gente se entende tão bem (deve ser porque eu sou assim também). Ter esse final de semana me ajudou a enxergar algumas coisas e valorizar outras. Espero tê-lo ao meu lado por muito tempo, pois como disse o Lenine: “a vida é tão rara”.

Também aproveitei para levar o Link e fazer algumas fotos dele por lá. Se você estiver em São Paulo nesse fim de semana, aproveite para ir até o Parque do Carmo e acompanhar as programações do evento. Sente embaixo de uma cerejeira e aproveite o dia, foi o que fizemos!

Beijos

Leia também

Conheça: Trekos & Trokos

Clayci

Evento: Estação Expo Cafa

Clayci

Week Click: Calopsita, Silence Day e Link fazendo pão

Clayci

23 comentários

Andrea 14 de agosto de 2018 at 12:44

Aaah, que história linda, Clayci!!!
Eu adoro ler como a fotografia nos traz tantas lembranças, não é mesmo?
E que privilégio você teve por ter crescido perto desse parque!!! Meu sonho é ver sakuras ao vivo, mas nunca vi… só uma sequinha, com 3 flores em São Francisco.
Adorei as fotos 🙂

Responda
Clayci 14 de agosto de 2018 at 18:15

Muito obrigada *_*

Responda
Wesley Ítalo 13 de agosto de 2018 at 17:09

Que coisa mais linda!
Amei seu post! Eu acho essas festividades incríveis, pois além da beleza nos permite relaxar um pouco a mente e sair da rotina para contemplar essa obra-prima da natureza. Suas fotos ficaram lindas!!
Beijos do Wes ^^

Responda
Clayci 14 de agosto de 2018 at 18:41

Muito obrigada Wes <3

Responda
Fernanda Barroso 9 de agosto de 2018 at 17:33

Olá! Eu vi a sua foto no insta e fiquei babando. Sempre quis ir ver as “Sakuras” (oi, fã de Naruto aqui). Mas acho que gostei ainda mais de saber como foi e porque o lugar e a profissão são tão importantes e significativas. Adorei, obrigada por compartilhar conosco.

Abraços

Responda
Clayci 11 de agosto de 2018 at 09:46

Oi Fe <3
Ahhh como fico feliz que tenha gostado e sou eu que te agradeço pelo comentário e visita. <3

Responda
Dai Castro 8 de agosto de 2018 at 16:18

Aiii que post mais amor e cheio de sentimento!
As cerejeiras são tão lindas e acima de tudo nos inspira a observar e aproveitar a simplicidade da vida, né?
Que dia gostoso com o seu pai!
Que se repita muitas e muitas vezes!
Um beijo!

Responda
Clayci 9 de agosto de 2018 at 12:27

Que assim seja, amiga *_*

Responda
Camila de Moraes 8 de agosto de 2018 at 12:25

Aii que postagem mais linda!
Não sou fã de flores, mas a cerejeira tem o seu charme, principalmente nas fotos.
Ficou linda!
Amo essa música do Lenine, dá uma paz essa canção.
Assim como você também tenho muita dificuldade em demonstrar sentimentos, mas ao longo dos anos acho que tenho conseguido mudar pelo menos um pouquinho.
Beijos!

Responda
Clayci 9 de agosto de 2018 at 12:36

Muito obrigada, Ca <3

Responda
Lilian de Souza Farias 6 de agosto de 2018 at 15:48

Paciência é uma das músicas que mais amo na vida, geralmente, quando me sinto mais triste a ouço mais, entretanto, ouço com bastante frequência. ela é perfeita.

Responda
Clayci 6 de agosto de 2018 at 21:12

Concordo! Amo a letra e a paz que ela transmite <3

Responda
Larissa Dutra 6 de agosto de 2018 at 15:32

Olá, tudo bem? Festa da Cerejeira? Que show! As fotos ficaram lindas, aliás, esse lugar é lindo demais! Obrigada por compartilhar com a gente estes momentos!

Beijos,
Duas Livreiras

Responda
Clayci 6 de agosto de 2018 at 21:12

<3 Eu que agradeço

Responda
Daniela Santos 6 de agosto de 2018 at 12:28

As fotografias estão maravilhosas e compreendo a sensação, porque também foi com familiares que começou o bichinho da fotografia. Vou acompanhar de perto o teu blog, não conhecia 😀

Beijinhos

Responda
Clayci 6 de agosto de 2018 at 21:13

Muito obrigada! Seja bem vinda

Responda
Silvana Crepaldi 4 de agosto de 2018 at 11:31

Olá, Clayci.
Eu acho essas flores tão lindas. E só vim a conhecer recentemente porque aqui na minha cidade não tem elas. Gostei muito das suas palavras. Eu não tenho mais meu pai comigo, mas o tempo que passamos juntos foi maravilhoso.

Prefácio

Responda
Clayci 6 de agosto de 2018 at 21:31

Muito obrigada <3
Eu acho essas flores lindas tbm, mas foi recentemente que as conheci no festival tbm =)

Responda
Nana 4 de agosto de 2018 at 01:35

Olá,
Eu acho essa florzinha tão fofa. Queria que tivesse aqui em casa…e amo cereja hahaha.
Achei bem lindo que você e seu pai seguem a mesma profissão!
Lindas as fotos e Lenine é tudo de bão.

até mais,
Nana – Canto Cultzíneo

Responda
Clayci 6 de agosto de 2018 at 21:31

Muito obrigada, Nana <3

Responda
Emy 3 de agosto de 2018 at 13:03

Oi Clay!
Esse ano também não conseguirei ir ao festival (com esse tempo de chuva, acho que nem dá pra curtir muito por lá também, né). Outro festival de cerejeiras que tenho muita, muita vontade de ir, é a do Japão (o Hanami).

A sua relação com o seu pai é muito bonita ?

Um beijo!

Responda
Emy 3 de agosto de 2018 at 12:52

Oi Clay!
Esse ano também não conseguirei ir ao festival (com esse tempo de chuva, acho que nem dá pra curtir muito por lá também, né). Outro festival de cerejeiras que tenho muita, muita vontade de ir, é a do Japão (o Hanami).

A sua relação com o seu pai é muito bonita ?

Um beijo!

Responda
Clayci 6 de agosto de 2018 at 21:51

Ahhh deve ser lindo, né?
*_*

Muito obrigada Emy =D

Responda

Deixe um comentário

* Seu comentário será enviado para aprovação.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE