Tea time


Você já sentiu vontade de abandonar uma leitura?

Olá como vocês estão? Hoje eu tirei o dia para limpar a minha estante e um dos meus objetivos era me desapegar de alguns livros que estavam encostados por aqui. Fui separando os livros por categorias (lidos, não lidos e não terminados) e me dei conta de que a pilha de livros não finalizados era a maior. Você já sentiu vontade de abandonar uma leitura?

É incrível como o meu gosto literário mudou muito nos últimos dois anos. Sempre que encontrava alguma resenha de romance de época, por exemplo, ficava com vontade ler, pois era o meu gênero favorito. Eu até tentei! Comprei alguns livros em promoção com a expectativa de retornar essa paixão, contudo não consegui finalizar nenhum deles. Tinha alguns que não consegui nem chegar na metade e estavam ali me esperando. Então, foi com muita dor no coração que decidi passá-los para frente.

Você já sentiu vontade de abandonar uma leitura?

Não sei se vocês são assim, mas tenho um carinho muito especial pelos meus livros. É raro emprestar algum título para alguém e mesmo sabendo que não terei tempo para ler todos, deixo ali na estante. E quando olhei para a pilha de livros não finalizados, me senti culpada por abandoná-los. Sempre segui o mandamento “não abandonarás um livro” a risca, mas justamente por saber que não conseguirei ler todos os livros que quero, decidi repensar essa atitude.

Sempre fui aquele tipo de leitora insistente. Por mais que um livro não estivesse me agradando, eu sentia que devia continuar aquela leitura. Seja pela trama, personagens, assuntos discutidos, ambientação, enfim eu tinha que dar uma chance, pois tinha esperanças de me surpreender com o final. E hoje parando para pensar a respeito, me dei conta de que foram poucos os livros que li com essa convicção, que me agradaram. Ler com aquele sentimento de “obrigação” não é legal. Já basta o tempo do colégio onde precisávamos ler algo que não queríamos para conseguir uma nota.

Da mesma forma que mudei o meu gosto literário, acredito que devo amadurecer esse pensamento. Entender que abandonar uma leitura talvez não seja algo tão ruim quanto parece. Que se uma leitura não está me agradando, talvez não seja hora de ler aquela história. Acho que ser mais seletiva e me cobrar menos  fará com que eu otimize meu tempo e conheça outros trabalhos.

Você já sentiu vontade de abandonar uma leitura?

Esse foi um dos motivos que me fez desistir de várias parcerias literárias aqui no blog. Além de não ter tempo para ler todos os lançamentos, não eram todos que eu sentia vontade de ler. Se você tem (ou já teve) parcerias, sabe como é legal receber pacotes na sua casa e conhecer obras novas. Mas também sabe que algumas editoras exigem prazos e que surgirão livros que você não estará tão interessado assim.

Eu já me arrependi de abandonar algumas leituras, ainda mais depois de encontrar resenhas elogiando a história. E quem gosta de ler me entende quando digo que sentimos uma espécie de obrigação moral para finalizar um livro. Mas pra que insistir em uma leitura que não está servido para você naquele momento? Ler deve ser uma atividade prazerosa, por isso não devemos nos sentir culpados por abandonar um livro. Não temos que ler o que não gostamos (a não ser que você realmente tenha que ler para aprimorar uma determinada capacidade que precise).

Então, decidi encarar essa situação como um “até logo” e não um “adeus”. E vou tentar não ter mais medo de abandonar aquele livro que não estou gostando. Vocês conseguem abandonar uma leitura sem aquele sentimento de culpa?

Beijos

newsletter receba novidades

Receba atualizações do blog por email

veja também

  • O que Moonage Daydream, Projeto e Spencer tem em comum?

    Life

    O mês de setembro e suas influências

    Por

  • alguns livros conseguem tocar sua alma de uma forma inusitada.

    Livros

    O Circo da noite – Erin Morgenstern

    Por

  • "Fisicamente, habitamos um espaço, mas, sentimentalmente, somos habitados por uma memória."

    Livros

    Mansão Gallant – V.E. Schwab

    Por

comentários

  • Jéssica Melo

    Olá Clayci, adorei seu texto, eu costumo fazer esse tipo de limpeza uma vez por ano na minha estante, gosto de passar pra frente livros que eu não curti tanto a leitura, gosto de pensar de que o que não foi uma experiencia legal para mim pode ser para outra pessoas *-* Faz bastante tempo que eu não abandono uma leitura, mas estou com dois parados que não sei se vou voltar a lê-los em algum momento, eu como sou uma pessoa ansiosa gosto de ter um fim para a historia que eu estava lendo e quando a leitura esta muito ruim, não esta fluindo, as vezes leio o final para poder abandona-la sem ficar com aquela historia inacabada na cabeça.

    responder
  • Lilian Farias

    Leitura para mim é algo muito sério, então, se sinto vontade de abandonar a leitura, eu o faço sem problema algum e indico isso aos meus alunos, já abandonei vários livro que anos mais tarde retomei a leitura e outros não tive paciência para continuar em hipótese alguma. que ao menos na literatura eu tenha liberdade.

    responder
  • Marijleite

    Olá, eu já abandonei e-books, se li quase metade e não estou gostando, abandono.
    Já com livros físicos, quando não estou curtindo, dou umas espiadas nas próximas páginas e vou lendo mais rápido para ver se encontro algo interessante. Talvez eu faça isso por causa de A menina que roubava livros, um livro pelo qual só fui me encantar nos últimos capítulos, O Sol é para todos é outro título maravilhoso que só nos capítulos finais foi me emocionar e se tornou um favorito. Mas acho muito válida a ideia de não se obrigar a ler e de passar adiante o que realmente não se pretende ler.

    responder
  • Hozana

    Primeiramente, que lindo o seu blog menina! Parabéns! Amei demais!
    Eu já abandonei alguns livros, mas teve um em especial que resolvi me forçar a ler até o fim, e pasme, é um dos livros que amo. As vezes a gente precisa dar uma chance pra o livro antes de desistir.

    responder
    • Clayci

      Muito obrigada <3
      Eu acredito que cada leitura tenha o momento certo.
      Por isso quando desisto de ler, vejo com um até logo rs
      Pq se surgir oportunidade, em outro momento, darei uma outra chance.

      Beijos

      responder
  • Maria Luíza Lelis

    Oi, Clayci! Tudo bem?
    Eu te entendo perfeitamente. Sempre tive muita dificuldade para abandonar leituras, porém, tenho tentado me cobrar menos nesse sentido. Minha estante, atualmente, tem mais livros não lidos do que lidos, não dá para ficar arrastando e me cobrando com leituras que não estão me agrandando. Recentemente, eu fiz um limpa na estante e doei para biblioteca livros que eu tinha parado a leitura e outros que eu recebi, mas tenho certeza de que não irei ler. Assim, sobra espaço para os livros que eu quero realmente ler.
    Sobre as parcerias, eu estava comentando sobre isso com algumas amigas hoje. Tenho ficado muito mais seletiva em relação às parcerias, porque estava me sentindo muito cobrada em relação a prazos, muitas vezes deixando de lado livros que eu realmente queria ler em detrimento daqueles que tinha obrigação. Eu, felizmente, nunca tive problema com editoras, mas quando é diretamente com autores acho mais complicado.
    Enfim, adorei o post e concordo muito com os aspectos que você citou. E claro que não poderia deixar de comentar que as fotos estão maravilhosas <3
    Beijos!

    responder
    • Clayci

      Ahhhh como fico feliz em saber que se identificou de alguma maneira.
      E concordo com vc, é bom liberar espaço na estante e colocar apenas o que realmente desejamos ler =)

      Beijos

      responder
  • Jessica Rabelo

    Oi Clayci, Eu não tenho muito problema em abandonar livros, até porque eu acho que a vida é muito ruim para ler livros ruins.
    O interessante desa postagem, ou melhor, a parte que mais me chamou atenção no todo, foi a questão das parcerias. É muito ruim a gente sentir obrigação de ler alguma coisa porque a editora mandou.
    Muito bom o post.
    Beijos.

    Blog: Fantástica Ficção

    responder
    • Clayci

      É ruim não é?
      É maravilhoso ter a chance de conhecer livros novos, mas odeio pressão e cobrança =/

      responder
  • Larissa Xavier

    Olá,
    Vou te confessar eu nunca tive medo de abandonar uma leitura que não esta me agradando, tem livros que eu sei que não chegou aquele momento de eu ler ele pois se eu me forçar eu não irei gostar, tirando isso não tenho medo de abandonar eu aproveito o meu tempo lendo livros que eu realmente gosto e isso faz toda a diferença

    responder
  • Bruna Morgan

    Antigamente eu tinha culpa, mas hoje em dia penso “a vida é muito curta para ler livros ruins”, não que o livro seja mesmo ruim, mas no caso, não me atraiu e não me agrada

    responder
  • Debyh

    Olá,
    Alguns anos trás eu pensava assim, sobre não abandonar um livro, na minha cabeça era ‘errado’ e eu até me sentia mal em não conseguir finalizar rapidamente a leitura. Hoje em dia me desapeguei disso, claro que leituras de parceria eu leio (quando o livro empaca eu coloco meta e me obrigo a ler uma quantidade por dia), e tento pegar outro que eu goste mais ao mesmo tempo. Porém livros meus (sem parceria) não tenho problemas em abandonar, eu me libertei disso e me senti muito bem. E até mesmo consigo me desapegar deles hoje em dia colocando para troca alguns por mês, quando você aceita tudo fica mais leve e fácil, a leitura volta a ser prazerosa.

    responder
Mais comentários
1 2 3 4

newsletter receba novidades

Receba atualizações do blog por email

veja também

  • O que Moonage Daydream, Projeto e Spencer tem em comum?

    Life

    O mês de setembro e suas influências

    Por

  • alguns livros conseguem tocar sua alma de uma forma inusitada.

    Livros

    O Circo da noite – Erin Morgenstern

    Por

  • "Fisicamente, habitamos um espaço, mas, sentimentalmente, somos habitados por uma memória."

    Livros

    Mansão Gallant – V.E. Schwab

    Por

ir ao topo

Buscar no site

Frases do livro: A casa no mar Cerúleo Trechos do livro A sociedade de Atlas Trechos do livro: Mansão Gallant Dark Academia O que é?