O dia em que todo mundo resolveu ser coach

por Clayci
45 comentários 2115 visualizações

Olá! Hoje vim falar sobre um assunto super delicado, mas já adianto que a intenção da publicação não é atingir negativamente os profissionais da área. E muito menos fazer com que você desista da área caso queira fazer dela a sua profissão. Quero apenas desabafar algo que tem me tirado do sério.

Acho que você já deve ter ouvido a palavra coaching, né?  Ela tem conquistado – cada vez mais –  espaço no mercado de trabalho. Há um tempo atrás eu encontrava esses profissionais dentro de empresas, treinando funcionários e ajudando na tomada de decisões naqueles momentos em que enfrentamos dilemas na nossa carreira  Só que esses profissionais foram ganhando mais espaço e com isso foram surgindo várias oportunidades em várias áreas e a procura foi ficando cada vez maior. Mas a questão é: Você serve para ser um coach?

tumblr_nbrlcgen7z1slnrcyo1_400

Para quem não conhece, Coaching é um processo que facilita na transformação pessoal e profissional. Esses profissionais estão preparados para estimular a capacidade das pessoas de se reinventarem e encontrarem o caminho certo. Se você está vivendo um dilema ou não se sente confortável na situação em que vive, este profissional te ajudará a encontrar uma alternativa e a entender que pra tudo se dá um jeito.

Coach, Coaching ou Coachee?  Coach é uma palavra em inglês que significa treinadores/instrutores, ou seja, quando a usamos como verbo significa ensinar ou treinar. É este instrutor que aplica o Coaching! E Coachee são as pessoas que participam desse treinamento.

12646990_675250835946357_670719583715541248_n

O maior problema dessa profissão é que muitas pessoas não a levam a sério.  Algumas acreditam que são capazes de exercê-la depois de fazer um simples curso e não é verdade. Trabalhar com o motivacional de alguém é uma responsabilidade muito grande e você precisa ter certeza disso antes de investir na sua ideia.

A pessoa que vai te contratar é aquela que se sente insegura. Ela quer melhorar a comunicação, desenvolver competências e conseguir crescer na função que exerce. Você será o responsável por estimular o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal dela, sentiu o peso da responsabilidade?

Eu estou dizendo isso porque percebi que há vários blogueiros oferecendo esse serviço e não consigo sentir a preparação da parte deles. Quando uma pessoa quer motivar alguém, ela faz isso naturalmente! Existem blogueiras que sempre levaram essa profissão a sério e sempre ofereceram apoio aos seus visitantes antes de tornar isso uma profissão. Mas, dá pra sentir que existem pessoas que estão se aproveitando da situação e vendendo o seu peixe sem nunca ter pescado na vida.

E fico mais chateada porque existem pessoas que pagam pelo serviço na esperança de ter melhorias na vida delas. E nem sempre tem! Investem o que não tem e não absorvem nenhuma informação, porque a pessoa não tinha nada de eficaz para oferecer. Elas acabam desmotivadas, se sentindo incapazes por não alcançar um objetivo que muitas vezes elas não estavam preparadas e saem achando que todo profissional da área é igual e não acredita em mais ninguém (ás vezes nem nelas mesmas).

weekclick_1_5

Não sei se vocês conhecem, mas a Paty Pegorin é uma pessoa que sempre trabalhou com a criatividade.  A acompanho há bastante tempo e já vi vários trabalhos dela ganharem destaque. E merecido, né?! Só de entrar na página dela conseguimos sentir que tudo que ela faz é com amor e que se dedica ao máximo para continuar no lugar que está. Ela disponibilizou gratuitamente um material para te ajudara transformar o seu sonho em realidade. Além do Workbook, Pegorin cria conteúdos para te ajudar no desenvolvimento pessoal,  produtividade, empreendedorismo digital, propósito de vida e muito mais.

workbook-a-peca-que-faltava

Sobre o Workbook: Você já sentiu como se sua vida fosse um grande quebra-cabeças com peças faltando? Parece que ainda falta alguma coisa para sentir-se realmente pleno? Você até sabe que tem um potencial enorme dentro de si, mas ainda não descobriu como colocá-lo para fora? Sabe que é um ser único, mas as vezes se sente frustrado por não conseguir expressar sua autenticidade? Dentro de si tem uma voz que sempre te convida para algo maior em sua vida? Então você não está mais sozinho. Baixe “A peça que faltavaaqui.

Eu também quero indicar o trabalho do meu amigo Eddie Felix! O trabalho dele é um pouquinho diferente, mas é ideal para quem quer desenvolver a criatividade.  Perguntei como funciona o trabalho dele:

Projeto Ninja Criativo

Projeto Ninja Criativo

A resposta que eu dou quando me perguntam o que eu faço costuma variar, mas geralmente é a seguinte: “Eu ajudo você (ou pessoas como você) a despertar o seu potencial criativo”. E o motivo de responder assim é porque em 99% das vezes desperta uma curiosidade na pessoa, e acaba gerando uma conversa, geralmente com a pergunta “Ah é? E como você faz isso?” (sei que parece uma coisa besta, mas funciona) E aí eu explico para a pessoa o que eu faço, que basicamente se resume em dar aulas, seja para grupos, seja individual. No caso da comunicação e oratória (focado em apresentações impactantes) é só individual, uma mistura de mentoria com coaching. Digo mistura porque em um processo de coaching, o coach não dá respostas e nem fala o que o coachee tem que fazer, mas eu falo sim, quando necessário (tanto na oratória quanto na criatividade). O objetivo é fazer com que a pessoa seja capaz de falar muito bem em público e fazer apresentações sensacionais. No caso da criatividade eu trabalho de duas formas, a primeira é através de cursos e treinamentos, onde faço uma mistura legal entre teoria e prática – os alunos passam por experimentações e exercícios práticos em todos os tópicos estudados. A formatura dos alunos nesses cursos é apresentar um problema que resolveram com o que foi aprendido nas aulas, ou criar alguma coisa a partir de materiais alternativos. Nesses cursos e treinamentos os principais temas abordados são: a importância da criatividade, como eliminar bloqueios mentais, como desenvolver o pensamento criativo, técnicas e ferramentas para gerar ideias novas e originais, como colocar as ideias em ação e etc.

Se você precisa de um profissional de verdade, eu recomendo visitar empresas que são especializadas no assunto. Visite uma palestra gratuitamente – elas oferecem isso tanto virtual quanto presencial – converse com amigos que já contrataram o serviço. Todavia evite contratar o serviço se baseando apenas no número de seguidores da pessoa. Se decidir contratar mesmo assim, olhe o conteúdo do blog. Não os recentes, os antigos! Se alguém quer te mostrar o caminho do sucesso, ela terá que pelo menos ter alcançado o dela, não é verdade?

Lembre-se: O Coach vai te ajudar a encontrar o seu melhor lado, mas isso depende de você!

Você também poderá gostar

45 comentários

Valéria 27 de março de 2018 - 16:36

Exatamente, disse tudo no artigo!

resposta
Clayci 23 de setembro de 2016 - 17:53

Exatamente, Kah!

resposta
Mariana 22 de setembro de 2016 - 15:21

Nossa, penso exatamente comoe você. Que surreal isso. Tanta gente se auto-intitulando coach e agregando tão pouco com vídeos e textos que não passam de auto-ajuda rasa e com milhares de seguidores!

Não conheço esses dois profissionais que você citou, vou dar uma olhada. 🙂

resposta
Clayci 23 de setembro de 2016 - 17:43

Infelizmente né?! Acham que visitando uma palestra, lendo um livro sei lá.. já é o suficiente para trabalhar com o emocional de outras pessoas =/

resposta
Bárbara Nassar 20 de setembro de 2016 - 18:06

Eu não acho que é só para Coach, vejo muitas blogueiras dando dicas para blogueiras apenas porque estão vendo que é um assunto que está crescendo e sendo muito procurado. Contar experiências próprias, acho super válido. Mas hoje em dia um blog envolve muitos assuntos complexos, principalmente SEO e Marketing em suas mil formas.

Mas mesmo muitos sites de coaching são feitas por outras blogueiras, que criaram um site bonito para vender o serviço e parecer profissional. Acho o seu post sensacional, e que vale como alerta para muitas blogueiras, até mesmo para mim que dou dicas para blogueiras. Parabéns.

Love is Colorful

resposta
Clayci 26 de setembro de 2016 - 11:46

Oi Bárbara!! Como é bom ter seu comentário por aqui e ver sua visão sobre o assunto…
Tbm acho super válido compartilhar as experiências (e claro ganhar com elas né?), mas existem algumas pessoas que não sabem cobrar ou que não estão prontas para tornar o assunto didático =/

E eu conheço várias blogueiras que estão trabalhando com isso e que levam a profissão a sério.. Que não começaram da noite pro dia sabe? Estão sempre se atualizando e interagindo e acho isso fantástico..

Beijos

resposta
Anny 20 de setembro de 2016 - 10:29

Eu já percebi isso tbm, mas eu procuro nem dá atenção sabe, porque as vezes vc tá passando por uma fase difícil e procura uma pessoa assim pra te mostrar um rumo, uma visão diferente da que vc tem e acaba conseguindo o que? Nada!
Eu lembro que quando eu comecei com o blog, era raridade um blogueiro que te deixasse pra baixo, tinhas aquelas boas almas que sempre te davam dicas, não julgava se vc resolvesse colocar uma placa em gif piscante no topo do blog.
Hoje em dias o que eu mais vejo é blogueiro que te faz sentir um lixo, esfregando na cara que teu conteudo não presta e tudo mais, se achando o rei da cocada preta. Logico que tem muita gente sem noção sabe, mas ai diminuir o colega por causa disso, acho desnecessário.

resposta
Clayci 26 de setembro de 2016 - 11:26

Sim..
completamente desnecessário =/

resposta
Bruna WB 20 de setembro de 2016 - 10:13

Sim, Clayci, você colocou em palavras o que tem me incomodado há tempos! Faz pouquíssimo tempo que eu tenho pesquisado sobre a questão de blogs, já que antes de eu colocar o meu no ar eu era apenas uma leitora e acabava não tendo noção do que tinha por trás. Mas, bom, um amigo meu começou a falar sobre a oferta de cursos de empreendedorismo digital, porque “é inútil só ter um blog, ele precisa gerar uma renda”. E, sabe, eu sempre pensei que, se fosse pra acontecer isso, a coisa se construiria com o tempo – até porque todos os casos de sucesso que eu admiro aconteceram assim. Só que, bom, tem gente que te promete uma renda de 3 mil no primeiro mês se você seguir tais passos que aparecem no curso ofertado por ele por 2 mil reais. E não importa se você não tem experiência em tal coisa: você pode pesquisar e aprender bem rapidinho. Nossa, sério, eu não aguento mais essa abordagem. Tenho visto tanto trabalho ruim por aí e fico meio nervosa com o tanto de profissionais bons que perdem o espaço porque o mercado está saturado de gente achando que pode tudo.
Enfim, peço desculpas por ter desabafado nos seus comentários, mas realmente gostei muito da sua abordagem. 🙂
Beijos,
Bru
Blog Moderando

resposta
Clayci 26 de setembro de 2016 - 11:26

Nem precisa se desculpar pois o seu comentário complementou a publicação!!
Existem muitas pessoas que só entram na blogosfera hoje atrás de dinheiro e sucesso =/

resposta
Carol Espilotro 20 de setembro de 2016 - 07:19

Clay, eu amei seu post e você está certíssima. Nunca trabalhei com um coach de verdade e os que conheço por aí, acham que sabem alguma coisa. Para você ter noção só vi coach de verdade em e-sports sabe? Irei pesquisar todos esses nomes, não conheço o pessoal dessa área. Uma das coisas que você falou “o cara faz curso e acha que manja tudo”, acho que é com qualquer profissão… os “micreiros” argh ódio

ps: seu post tá todo lindo com essas imagens

bjs, Carol | Espilotríssimo
http://carolespilotro.com

resposta
Clayci 26 de setembro de 2016 - 11:19

ahhh Carol sua linda *_*
sempre bom ter vc aqui

resposta
Paloma 20 de setembro de 2016 - 00:33

Não sabia desse nova profissão achei bastante interessante seu ponto de vista. Eu acho que como tudo na vida tem sempre aqueles que realmente são bons no que fazem, e aqueles que estão ali só por dinheiro ou status. Por mais que demore os melhores sempre serão mais destacados e isso é fato, o resto como se diz é resto e não a lugar nenhum!!! Bjos

resposta
Clayci 26 de setembro de 2016 - 10:56

Essa profissão existe há muito tempo, mas só agora que está ganhando espaço no mercado de trabalho do país..
Concordo com vc, Paloma, sempre vai existir pessoas que só irão pensar nos lucros né? =/

Beijos

resposta
hellz 20 de setembro de 2016 - 00:05

Clayci

a gente anda em tempos de tanta facilidade de se dizer ser isso ou aquilo sem formação anterior que é até difícil acreditar nas pessoas, né? Precisa de capacitação prévia pra poder ligar com a insegurança alheia. Espero que as pessoas sejam mais conscientes sobre essa questão!

beijo
beinghellz.com

resposta
Clayci 26 de setembro de 2016 - 10:55

Eu tbm, Hellz! =(

Beijos

resposta
Paloma Viricio 19 de setembro de 2016 - 23:11

Adorei as dicas.Realmente há muitas pessoas que oferecem serviços sem nenhum tipo de conhecimento. Vou visitar esses sites que você indicou.
Obs.:Desculpe pela demora em responder. Estou de volta.
Beijos,
Monólogo de Julieta

resposta
Clayci 26 de setembro de 2016 - 10:54

Oi Paloma, que bom ter vc de volta!!!

Beijos

resposta
Dai Castro 19 de setembro de 2016 - 19:28

Acho que é necessário se preparar para qualquer profissão que você vá exercer com o coach não deve ser diferente. Infelizmente sempre encontramos pessoas oportunistas que querem tirar vantagem de todas as situações sem oferecer o que realmente prometem :/ Mas, como você bem destacou, há sempre profissionais competentes, temos que analisar muitos aspectos antes de contratar esse tipo de serviço!

resposta
Clayci 21 de setembro de 2016 - 18:46

Sim!! É sempre importante analisar o trabalho antes de contratar o serviço =D

resposta
Bruna 19 de setembro de 2016 - 17:04

Às vezes acho que moro em outro mundo, ou me enfio demais no trabalho e esqueço que há vida lá fora pois havia ouvido muito pouco sobre esse tipo de trabalho. Achei super interessante e realmente, precisa ser feito por pessoas capacitadas. É muito fácil pegar alguém desqualificado e acabar de vez com o que a pessoa sente, com a auto estima dela. Fora que fica igual serviço de ‘sobrinho’ sempre tem aquele que cobra mais baratinho mas não sabe o que está fazendo. Adorei o post e já estou pesquisando mais sobre eles. Adorei Clay! beijos linda!

resposta
Clayci 21 de setembro de 2016 - 18:46

Esse tipo de sobrinho eu conheço bem, viu?
Na fotografia sempre aparece alguém que faz mais barato

resposta
Aline Amorim 19 de setembro de 2016 - 13:08

Acho que em toda área existem pessoas que acham que entendem do assunto e acabam desvalorizando a profissão.
Uma vez eu escutei a frase: “meu irmão é um super engenheiro, só falta fazer faculdade”.
E não seria diferente com um coach.
Acho que essa é uma profissão super importante, por isso é essencial pesquisar bem o assunto e sobre referências antes de escolher um profissional né!
Beijos

resposta
Clayci 21 de setembro de 2016 - 18:23

Exatamente Aline!!!!!

resposta
Lilian Moraes 19 de setembro de 2016 - 08:23

É tanto oportunismo que acaba desvalorizando o trabalho da pessoa que é realmente profissional no assunto. Gostei de você ter abordado o assunto aqui, também já vi isso e pensei “a pessoa não perde tempo mesmo”.
Gostei da sua indicação, o trabalho da Paty Pegorin parece incrível.

Beijos
http://orangelily.com.br/

resposta
Clayci 19 de setembro de 2016 - 11:02

O pior é que isso acontece em todas as profissões né =/

resposta
Luciana 18 de setembro de 2016 - 23:16

Clayci maria ? Sensacional esse seu post!

resposta
Clayci 19 de setembro de 2016 - 11:05

Obrigada Lu <3

resposta
Nati 18 de setembro de 2016 - 18:42

Acho que em qualquer atividade que você se propoe a fazer, tem que saber fazer com propriedade e não de qualquer maneira pra não sujar o restante dos profissionais da área. Infelizmente sempre tem uma fruta podre no cesto. Beijo

resposta
Clayci 19 de setembro de 2016 - 11:06

Exatamente Nati <3

resposta
Sheyla - DMulheres 18 de setembro de 2016 - 17:44

Clayci
Amei esse post, esclarecedor e muito instrutivo. às vezes, tem gente que acha que o mundo virtual pode tudo, até de dia para a noite ser o que não é! Esse tal de Coaching tem me incentivado cada vez mais , a contratar seu trabalho, pois gostaria muito de mudar alguns aspectos na minha vida! Obrigada , amore por compartilhar.

Beijos e bom início de semana!
?DMulheres?Instagram?

resposta
Clayci 19 de setembro de 2016 - 11:07

Muito obrigada!
Fico feliz que tenha gostado <3

resposta
Paula Reggiori 18 de setembro de 2016 - 15:44

Nossa, eu não fazia ideia que isso de coisa estava acontecendo, mas se eu parar e pensar: desde que o mundo é mundo existem bons profissionais e aqueles que acham que tudo é fácil e poder fazer também…

Eu nunca procurei o trabalho de um coach e nem acompanhei nenhum, vou ver melhor o a Paloma e o Eddie fazem ^^

Um beijo,
Foca no Glitter

resposta
Clayci 19 de setembro de 2016 - 11:09

Sim!! Infelizmente sempre foi assim..
E o que me deixa mais triste é que existem pessoas que contratam essas pessoas..

Sim..
veja o trabalho maravilhoso deles *_*

resposta
Priscila 18 de setembro de 2016 - 14:16

Uau, que post tocante. Eu tenho gostado bastante de coach ultimamente e bem especificamente o blog da Paty Pegorin. Gosto de outras também, como a Paula Abreu. Agora, realmente tem muita gente aproveitando a facilidade de crescer com a internet e achando que publicar textos e, principalmente, vídeos no YouTube basta. Tem canais com 10000000 seguidores, todo mundo ama (ótimo!!) mas não sei porque. Comecei a assistir um que, caraca, ele falava falava e não falava nada. Era só propaganda e se quisesse saber tinha que se inscrever no curso dele e pagar *caro* para assistir. Não consigo confiar, não deu nenhuma ideia de como é o trabalho dele. Agora a parte mais doída é, e vc tocou muito bem, quem não tem preparo e realmente nunca estudou e oferece o serviço. Acha que é só ficar falando que tudo bem. Acho perigoso. Às vezes posto coisas assim, já fiz vídeos assim e sempre fico com medo de falar alguma bobagem. Acho uma responsabilidade gigantesca.
Enfim, vou pesquisar agora o espaço do seu amigo Ninja Criativo, adoro conhecer gente nova 🙂

Beijos floooor

resposta
Clayci 19 de setembro de 2016 - 11:11

Eu vou procurar o trabalho da Paula para conhecer tbm <3
hahahahaha e simmmmm eu concordo com vc Pri..
Existem canais que se diferenciam no Youtube, mas existem uns que não acrescentam em nada =/

resposta
Clayci 18 de setembro de 2016 - 13:46

A Loma tem o espírito de liderança em cada publicação que ela faz.
É por isso que ela merece estar em destaque sempre, inclusive eu deveria ter citado o trabalho dela na publicação..

resposta
Sâmia Laços 18 de setembro de 2016 - 11:58

O tema tratado no post me faz pensar no seguinte, trazendo para o mundo conectado: enquanto a web se transforma em um cenário de oportunidades, também assume o perfil de cenário do oportunismo. E pra mim isso fica muito claro, por exemplo, quando personagens ofertam cursos de ‘como estimular a criatividade’, ‘dê asas ao seu negócio’, ‘estimule seu espírito empreendedor’ por bagatelas que ultrapassam os R$ 3 mil, o que é um puta investimento em algo que vai apenas te ajudar a refrescar e estruturar as ideias, mas que não são mágicas, quando muita gente que busca motivação, inspiração, acaba achando que é.
Independente da área, as pessoas que possuem algo a compartilhar devem fazer isso com bastante clareza, sem nada implícito, afinal, coaching trata-se de um ato profissional que vai influenciar as pessoas envolvidas. Isso envolve técnica, modos de comunicação, relacionamento, metodologia…
Ufa, falei demais! haha

resposta
Clayci 18 de setembro de 2016 - 13:37

Sâmia não falou demais nada, seu comentário complementou a minha publicação e penso exatamente como vc <3

resposta
Lorraine Faria 17 de setembro de 2016 - 19:26

É MUITA responsabilidade MESMO encarar um desafio desse. Em qualquer área! Ser, de certa forma, responsável pelo crescimento de um indivíduo, é uma baita carga. De vida, de experiências, de erros e acertos! E hoje tá mais do que claro que nem tudo é o que parece né? Bel Pesce que o diga…

resposta
Clayci 21 de setembro de 2016 - 18:22

Pois é.. Bel Pesce é um bom exemplo sobre isso.. ou melhor bom não ahiuahuihauihaiuhauiha

resposta
Thaynara 17 de setembro de 2016 - 10:59

Penso exatamente como você e achei incrível abordar isso no seu blog.

resposta
Clayci 18 de setembro de 2016 - 13:41

Muito obrigada, Thaynara!
Beijos

resposta
Ana Sousa 17 de setembro de 2016 - 10:31

Pensa num cara que se dedica integralmente ao seu próprio aperfeiçoamento, digamos o dia todo, não é porque convivo com ele que estou falando isso – um pouco talvez XD – mas não é balela, ensinar outros tem que saber o que esta falando, tem que viver o que esta ensinando é com o Eddie é assim.
Também já vi muita gente que acha que sabe o que esta falando e fazendo, mas nem sempre o problema é do coach a mudança tem que vir de dentro, da pessoa, e um coach mal “trabalhado” não sabe lidar com isso, e ai que se pega o mal profissional.
Enfim, é um assunto que dá bastante pano para manga, adorei a matéria ^^.

resposta
Clayci 18 de setembro de 2016 - 13:44

Oi Ana!
Sim!!!! o Eddie deixa isso evidente em cada publicação.
A gente sente amor pelo que ele faz e como ele se sente responsável por passar a imagem certa sabe?
Admiro muito o trabalho dele..

E infelizmente existem várias pessoas que só pensam no lucro e não se preparam o suficiente para merecer o que ganha..

resposta

Deixe um comentário