{Tag} Livros Esteticamente Agradáveis

por Posted on 12 Comments 8 min. de leitura 51 visualizações

Faz tempo que não respondo nenhuma tag por aqui, não é mesmo? Encontrei essa de Livros Esteticamente Agradáveis no blog da Carol e fiquei com vontade de responder. Sei que não devo, mas tenho o péssimo hábito de julgar um livro pela capa. Já me arrependi de ter comprado alguns por causa da estética, mas geralmente me surpreendo com a obra.

1. Melhor combinação de cores na capa de um livro.

O jardim das borboletas - Dot Hutchison

Acho a capa de O Jardim das Borboletas linda. Li este livro por recomendação de uma amiga e não fazia ideia do que se tratava a história. Geralmente, quando falamos em borboletas, pensamos em algo colorido, alegre e leve. No entanto, este livro fala sobre assuntos pesados e dolorosos. Achei que a capa combinou com o enredo, pois mesmo se tratando de algo tão sombrio conseguiu transmitir a delicadeza do assunto.

Sinopse: Quando a beleza das borboletas encontra os horrores de uma mente doentia. Um thriller arrebatador, fenômeno no mundo inteiro. Perto de uma mansão isolada, existia um maravilhoso jardim. Nele, cresciam flores exuberantes, árvores frondosas… e uma coleção de preciosas “borboletas”: jovens mulheres, sequestradas e mantidas em cativeiro por um homem brutal e obsessivo, conhecido apenas como Jardineiro. Cada uma delas passa a ser identificada pelo nome de uma espécie de borboleta, tendo, então, a pele marcada com um complexo desenho correspondente. Quando o jardim é finalmente descoberto, uma das sobreviventes é levada às autoridades, a fim de prestar seu depoimento. A tarefa de juntar as peças desse complexo quebra-cabeça cabe aos agentes do FBI Victor Hanoverian e Brandon Eddinson, nesse que se tornará o mais chocante e perturbador caso de suas vidas. Mas Maya, a enigmática garota responsável por contar essa história, não parece disposta a esclarecer todos os sórdidos detalhes de sua experiência. Em meio a velhos ressentimentos, novos traumas e o terrível relato sobre um homem obcecado pela beleza, os agentes ficam com a sensação de que ela esconde algum grande segredo.

2. Melhor tipografia/fonte na capa de um livro.

Eu fiquei apaixonada pela história de Aristóteles e Dante descobrem os segredos do Universo e achei a tipografia da capa linda.

Sinopse: Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão.

Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas – e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.

 

3. Melhor capa simples.

Esta edição comemorativa de Forrest Gump vem com um jacket onde você pode escolher o lado para usar. Mas a capa mesmo não tem muitas informações e colocaram um banco de referência com a história. O nome só aparece em relevo e achei lindo e delicado.

Sinopse: O livro apresenta a história original de Forrest, o inocente e sincero protagonista de um dos mais memoráveis romances norte-americanos. Foi dele que saíram as principais situações que ganharam o público nos cinemas: desde a dificuldade de Forrest com as palavras até a viagem a China comunista. Tudo isso em uma trama emocionante que aliada à simplicidade do personagem é capaz de cativar qualquer um – e que foi tão bem representada pelo ator Tom Hanks. Com direção de Robert Zemicks, o filme homônimo fez bastante sucesso entre o público e a crítica e conquistou 6 Oscar, incluindo a categoria de Melhor Filme.

 

4. Melhor contra guarda.

Achei a contra guarda do livro Bem-vindos ao Paraíso maravilhosa. Essa foi uma das melhores leituras que fiz no ano e gostei do trabalho da editora Morro Branco nessa edição.

Sinopse: Em um resort luxuoso nas belas praias de areia branca da Jamaica, Margot luta para manter Thandi, sua irmã mais nova, na escola. Ensinada desde pequena a usar o corpo para sobreviver, ela está determinada a proteger Thandi do mesmo destino. Mas quando a construção de um novo hotel ameaça sua vila, Margot enxerga uma oportunidade de independência financeira e a chance de admitir um segredo chocante: seu amor proibido por outra mulher.

Bem-Vindos ao Paraíso é um romance de estreia poderoso e um hino sensível aos dramas de um mundo escondido na vasta extensão de mar turquesa, um lugar que muitos turistas veem apenas como um paraíso.

5. Melhor mapa.

Achei difícil escolher um livro para essa categoria. Eu amo mapas e como sou fã de fantasia é a primeira coisa que reparo em uma história. Rangers Ordem dos Arqueiros é uma das séries mais longas que acompanhei e já decorei os mapas, por isso escolho essa saga. Mas também gosto dos mapas da série Asas de Fogo e do livro The Girl From Everywhere.

Sinopse: Durante a vida inteira, o pequeno e frágil Will sonhou em ser um forte e bravo guerreiro, como o pai, que ele nunca conheceu. Por isso, ficou arrasado quando não conseguiu entrar para a Escola de Guerra. A partir daí, sua vida tomou um rumo inesperado: ele se tornou o aprendiz de Halt. O misterioso arqueiro, que muitos acreditam ter habilidades que só podem ser resultado de alguma feitiçaria. Relutante, Will aprendeu a usar as armas secretas dos arqueiros: o arco, a flecha, uma capa manchada e… um pequeno pônei muito teimoso. Podem não ser a espada e o cavalo que ele desejava, mas foi com eles que Will e Halt partiram em uma perigosa missão: impedir o assassinato do rei. Essa será uma viagem de descobertas e aventuras fantásticas, na qual Will aprenderá que as armas dos arqueiros são muito mais valiosas do que ele imaginava

6. Melhor capa dura.

Acho as capas da série de The Legend of Zelda na editora Dark Horse bem resistentes.

7. Melhor contracapa.

A Darkside Books geralmente investe na contracapa e acho isso muito legal. Acho que é a melhor forma de fazer a pessoa parar pra ler a sinopse. Escolhi a contra capa da série Chronos Viajantes do tempo.

Sinopse: Os eventos da premiada Trilogia Chronos se iniciam quando Kate descobre que sua avó é uma historiadora viajante do tempo — nascida alguns séculos à frente, mas presa ao presente por conta de um acidente — e possui um artefato, um medalhão azul reluzente, que permite realizar saltos temporais para qualquer época e local.

Tudo parece um absurdo no início, mas uma leve interferência na linha temporal faz com que os pais de Kate sumam do mapa e ela seja a próxima da lista. Arriscando sua vida, ela aceita a missão de tentar voltar no tempo para evitar um homicídio que é a chave de tudo e colocar as coisas no seu devido lugar. Mas se ela for bem sucedida, a interferência também terá um custo pessoal.

 

8. Melhor entrada de capítulo.

Estou amando a nova edição da série Poderosa e achei que a Fundamento caprichou em todos os detalhes. Cada entrada de capítulo é como se fosse um diário.

Sinopse: O pai e a mãe estão se separando, o irmão caçula é o garoto mais implicante do planeta e a avó passa os dias na cama, descascando a parede com as unhas, sem saber o que acontece ao redor. É este o habitat de Joana Dalva, que aos 13 anos sonha em ser escritora. Tudo o que ela desejava era criar histórias que distraíssem os futuros leitores. Mas um dia faz uma redação sobre a quase xará Joana d’Arc e provoca uma reviravolta na História.

Se uma simples redação podia mudar o passado, por que não usar a literatura para consertar o presente? Joana Dalva não hesita em converter a ficção em realidade. O problema é que cada texto produz conseqüências imprevistas, dando origem a outros textos que trazem novos problemas. E o jogo de gato e rato acaba escapando do controle.

[penci_related_posts taxonomies=”undefined” title=”Não deixe de ler:” background=”” border=”” thumbright=”yes” number=”4″ style=”list” align=”none” displayby=”cat” orderby=”date”]

9. Melhor folha de rosto.

Para ser sincera, o livro todo dessa série está lindo. Eu amo a história de Asas de Fogo e achei lindo os detalhes de cada volume.

Sinopse: Sete tribos de dragões vivem em guerra há gerações, travando uma batalha interminável por um antigo tesouro há muito perdido. Uma organização secreta chamada Garras da Paz resolve pôr fim ao conflito e para isso conta com a ajuda de uma… profecia! Uma profecia que prevê grandes sacrifícios, mas que ninguém sabe como será cumprida.

Lamur é um dragão da raça Asas de Lama. Ele e outros quatro dragões vivem em uma caverna escondida embaixo da terra. Mas mesmo sem contato com o exterior, Lamur sabe que existe uma terrível guerra lá em cima – uma guerra que ele e seus companheiros estão destinados a encerrar, como diz a antiga profecia.

10. Melhor lombada.

Amo a lombada de “Os Condenados” da Darkside Books

Sinopse: Danny Orchard conseguiu enganar a morte e ganhou uma segunda chance para viver. Só que ele não voltou do inferno sozinho. Em Os Condenados, Andrew Pyper, autor do fenômeno O Demonologista, explora as conexões de amor e ódio entre irmãos gêmeos, numa história sobrenatural digna de pesadelos.
Danny passou por uma experiência de quase-morte em um incêndio há mais de vinte anos. Sua irmã gêmea, Ashleigh, não teve a mesma sorte. Danny conseguiu transformar sua tragédia pessoal em um livro que se tornaria um grande best- seller. Ainda que isso não signifique que ele tenha conseguido superar a morte da irmã. Claro, ela nunca mais o deixaria em paz.
Mesmo depois de morta, Ash continua sendo uma garota vingativa e egoísta, como sempre. Mas agora que seu irmão finalmente tenta levar uma vida normal, ela se torna cada vez mais possessiva. Danny parece condenado à solidão.

 

11. Melhor Ilustração.

Não tive dificuldades para escolher o livro dessa categoria. Pollyanna com as ilustrações da Sabrina Eras (que tanto admiro).

Sinopse: A pequena Beldingsville, uma típica cidadezinha do início do século XX na Nova Inglaterra, Estados Unidos, nunca mais seria a mesma depois da chegada de Pollyanna, uma órfã de 11 anos, que vai morar com a tia, a irascível e angustiada Polly Harrington. Por influência da menina, de uma hora para outra, tudo começa a mudar no lugarejo. Tia Polly aos poucos torna-se uma pessoa melhor, mais amável, e o mesmo acontece com praticamente todos os que conhecem a garota e seu incrível “Jogo do Contente”. Uma otimista incurável, Pollyana não aceita desculpas para a infelicidade e empenha-se de corpo e alma em ensinar às pessoas o caminho de superar a tristeza.

O que acharam das minhas respostas? Já leram algum desses livros?
Beijos

Receba as publicações por e-mail

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 Comments
  • Dai Castro
    outubro 3, 2018

    Eu adoro observar os detalhes da edição! Acho que faz parte de todo o processo de leitura ne?
    Essa edição de forest gump está indescritivelmente linda, socorro <3

  • Jaqueline
    outubro 2, 2018

    Suas fotografias ajudam mais ainda a apreciar esses detalhes… “Melhor lombada”, OMG! Amei a capa simples ?

    http://www.blogflorescer.com

  • iza
    outubro 2, 2018

    Amei a tag, acho que não saberia escolher para este post. Eu já comprei muitos livros pela capa (ainda compro), mas acabo me decepcionando muito com o conteúdo. Agora tem que lançar a tag “livros feios que comprei por algum motivo “

    • Clayci
      outubro 3, 2018

      Esse ano estou com sorte, viu?
      Comprei vários pela estética e tenho me surpreendido positivamente rs
      Mas sei que não devo me apegar a isso rs

  • Thaís Sgalbiero Ramalho
    outubro 2, 2018

    Uau, quanto livro diferente, sou louca para ler Chronos e Aristóteles e Dante. Com sua resenha fiquei com vontade de ler O Jardim das Borboletas. Amei o mapa que você escolheu, mas vou ser sincera que prefiro ainda mais o Mapa do Maroto de Harry Potter. Amei a tag, com certeza irei fazer um dia em meu blog!
    Um beijo grande e muito GORDO
    https://thaissgalbiero.blogspot.com

    • Clayci
      outubro 3, 2018

      Ahh o mapa do maroto <3
      Sou doida para ter um hahahahahahahha

      E quando puder, leia O jardim das Borboletas. <3

      Beijos

  • Renata
    outubro 2, 2018

    Oi Clayci!
    Ah que TAG mais amor! Não sou muito de responder, mas fiquei imaginando quais livros da minha estante eu enquadraria em cada item e fiquei com vontade de fazer também!
    E acho que apareceriam algumas caveirinhas na minha lista também, como não amar essas edições!?
    Eu nunca tinha visto essa edição branquinha de Forrest Gump, e apaixonei! Fiquei querendo ler! <3
    xoxo

    • Clayci
      outubro 3, 2018

      Faz sim! Fiquei curiosa pela suas respostas, Rê.

  • Anny
    outubro 1, 2018

    Eu gostei do primeira capa, e da poderosa tbm, ele bem fofinho..eu tenho em casa o 1 e o 2.

    • Clayci
      outubro 1, 2018

      Eu quero continuar a leitura dessa série <3

Previous
Week Click: David Bowie, Harry Potter e Comida Mexicana
{Tag} Livros Esteticamente Agradáveis

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE