Tea time


Studio Ghibli – 5 lindos filmes e o que podemos aprender com eles

Esta semana fomos agraciados com a surpresa de que o Studio Ghibli lançará uma nova animação chamada Aya e a Bruxa. Esta animação será baseada em um romance da mesma autora que inspirou O Castelo Animado (Diana Wine Jones); uma das histórias que mais gostei. A propósito, há muito tempo que não temos lançamentos do Studio. Portanto, espero que este seja um novo início de uma série de lançamentos feitos por Hayao Miyazaki e seu filho, Goro. A novidade principal fica por conta do formato de produção: 3DCG. Algo muito mais moderno em comparação com as primeiras produções.

Além disso, os produtores esperam que esta animação seja inspiradora em meio à pandemia e que possa ajudar as pessoas de alguma maneira. A produção do longa era até então desconhecida pelos fãs, que já estão ansiosos. Nós, por exemplo. Mas o que quero falar rapidamente agora é sobre 5 filmes do Studio Ghibli e o que aprendi com eles.

Studio Ghibli e suas animações

O Castelo Animado

Studio Ghibli – 5 lindos filmes e o que podemos aprender com eles

Aqui a protagonista Sophie sofre uma maldição que a deixa idosa. Ela é artesã em sua chapelaria, porém tudo muda quando é amaldiçoada e encontra-se com o feiticeiro Hao e seu castelo animado. Diante da situação, qualquer pessoa ficaria desesperada ao se ver idosa de um instante para o outro, mas não Sophie. Ela procura manter-se calma e seguir o seu caminho, muito mais devido à sua intuição. E conforme passa a conviver com Hao e seu ajudante, ela começa a descobrir um novo propósito para sua vida. Algo muito além de apenas fazer chapéus. Aprendi que situações difíceis e desesperadoras podem nos mostrar uma força e determinação que há dentro de nós e que muitas vezes desconhecemos.

Meu Amigo Totoro

Ahhhh, esse filme do Studio Ghibli é muito bonito. Eu e a Clay adoramos ele por causa do Totoro. Ele é uma criatura mágica com aparência de gato com raposa, mas para nós é uma chinchila gigante ahahaha.  Na história, as irmãs Satsuki e Mei se mudam para o campo junto com o pai, enquanto sua mãe se recupera de uma doença no hospital. Mas o filme é tão bem estruturado que você começa a se perguntar se é ou não real o contato com o Totoro. E percebe que é preciso ter esperança, bem como temos muita força e apoio guardados em coisas simples da vida. Acredito que Totoro representa isso. Aquele apoio que só a mente jovem costuma alcançar com facilidade.

A Viagem de Chihiro

Se não me engano foi o primeiro do Studio Ghibli que eu assisti. Mas ele é uma animação complexa, se comparar com os anteriores. A quantidade de informação e a mensagem passada tem um teor mais adulto no meu ver. Chihiro está se mudando com seus pais, mas no meio do caminho acabam por se deparar com um lugar onde espíritos e seres místicos se encontram. Um vilarejo com uma famosa casa de banhos. Lá, os pais de Chihiro viram porcos e ela é ajudada por Haku, passando então a trabalhar no local. Entendo que ela passou por um processo que a amadureceu. Sua personalidade se torna mais forte e determinada conforme ela trabalha e enfrenta os problemas e os frequentadores da casa de banhos. Ao final ela se torna uma garota muito mais assertiva, determinada… como se aquilo sempre estivesse dentro dela.

Studio Ghibli – 5 lindos filmes e o que podemos aprender com eles

O Mundo dos Pequeninos

Aqui somos apresentados aos pequeninos. Seres que convivem nos mesmos lugares que os humanos, coletando itens para montar suas casas. Por isso, às vezes, as coisas simplesmente somem. Nessa história, Arriety é a filha única do casal de pequeninos que vivem há muito tempo em uma casa. Mas ela é muito aventureira e acaba sendo vista por Sho em uma de suas coletas. Ele é um menino que passou a habitar a residência de sua tia para se tratar de uma doença. E eles acabam se conhecendo; assim somos agraciados pelo sentido real da amizade. Não importando as diferenças, a amizade pode prevalecer e as pessoas podem se entender. Ainda que por ventura venham a se distanciar, sempre se lembrarão uma das outras.

Studio Ghibli – 5 lindos filmes e o que podemos aprender com eles

O Serviço de Entregas da Kiki

Uma das animações mais carismáticas do Studio Ghibli, pois você passa o tempo todo torcendo pela bruxinha Kiki e para que ela consiga conquistar seus objetivos. Pois como de costume, ela deixa a cidade onde viveu para buscar seu lugar em algum outro local, aprimorar suas magias e conseguir se virar sozinha. Acredito que aqui a lição fica por conta da força da determinação. Pois ela passa cada perrengue e as coisas não dão certo de jeito algum. Porém, ela consegue encontrar algumas pessoas que começam a gostar dela por ela ser quem é; e a querem bem, sempre tentando ajuda-la. O que também mostra que precisamos de apoio, por mais que queiramos realizar os nossos objetivos por conta.

Diz aí, vocês já assistiram a alguma animação do Studio Ghibli? Estão ansiosos pela nova animação?

newsletter receba novidades

Receba atualizações do blog por email

veja também

  • e lidando aos poucos com a agorafobia

    Tea time

    Aprendendo a curtir minha própria companhia

    Por

  • Parei de querer “chegar lá” e decidi investir no “aqui

    Tea time

    O que a vida me ensinou nesses 34 anos

    Por

  • O que ninguém te conta sobre "ser a sua melhor versão todos os dias

    Tea time

    O que Encanto me ensinou sobre burnout

    Por

comentários

  • Marina Scarlet

    Olá, Diego, tudo bem?
    Gostaria de compartilhar que eu simplesmente amo os filmes do Studio Ghibli! Talvez o único que não tenha me agradado muito até hoje foi Ponyo. O meu favorito sempre será O castelo animado, mas os outros que citou, além de O castelo no céu, Sussurros do coração, Da colina Kokuriko, mereciam uma chance do público ocidental <3
    Obrigada por ter compartilhado aqui e a ajudar a divulgar mais 🙂

    responder
  • Mari Barros

    Talvez eu esteja me sentindo um pouco como um peixe fora d’água? talvez hahaha porque eu não conheço nenhuma dessas animações, mas sei que seriam do tipo que eu com certeza assistiria, pois parecem trazer muitos valores morais e eu amo essas animações que são bem construídas e sempre tem algo a passar

    responder
  • Mara Santos

    Oi, Diego!

    Não conhecia essas animações, mas você me deixou curiosa por elas! Já anotei as dicas e espero conseguir assisti-las.
    A que mais me chamou atenção foi O Mundo dos Pequeninos.

    responder
  • PS Amo Leitura

    Eu não conhecia nenhum, tenho que confessar, mas fiquei bem curiosa para assistir O Castelo Animado. Adoro filmes que nos proporcionam reflexões… dicas anotadíssimas!

    responder
  • Marijleite

    Oi, eu, infelizmente, ainda não assisti nenhuma das animações que listou, mas me lembro de ter ficado doida pra ler o livro do Castelo Animado quando li uma resenha do filme. Todos os que você comentou parecem ter enredos integrantes e boas lições, coloquei os cinco na lista pra ver.

    responder
Mais comentários
1 2

newsletter receba novidades

Receba atualizações do blog por email

veja também

  • e lidando aos poucos com a agorafobia

    Tea time

    Aprendendo a curtir minha própria companhia

    Por

  • Parei de querer “chegar lá” e decidi investir no “aqui

    Tea time

    O que a vida me ensinou nesses 34 anos

    Por

  • O que ninguém te conta sobre "ser a sua melhor versão todos os dias

    Tea time

    O que Encanto me ensinou sobre burnout

    Por

ir ao topo

Buscar no site

plugins premium WordPress
Tatuagem Literária: A vida invisível de Addie LaRue Frases do livro: A casa no mar Cerúleo Trechos do livro A sociedade de Atlas Trechos do livro: Mansão Gallant