Fevereiro: Encontro de influenciadores, joguinhos e carnaval

por Clayci
1 comentário 77 visualizações

Por incrível que pareça o mês de fevereiro foi bem produtivo por aqui. Consegui ver várias séries e realizar algumas leituras quem nem estava pretendendo no momento. Tinha a intenção de participar de alguns bloquinhos, mas como tive algumas recaídas no meu tratamento, acabei ficando em casa para descansar. No entanto, posso adiantar que mês passado, conheci pessoas maravilhosas e ganhei vários mimos.

O que eu joguei em fevereiro:

Ori and the blind forest: Já faz um bom tempo que esse jogo estava na minha lista de desejados e só agora consegui dar uma chance para esta obra de arte. Na trama, assumimos o papel de Ori que é um guardião da floresta órfão que ficou sob os cuidados de Naru. Quando tudo parecia perfeito, eis que uma misteriosa catástrofe sobrenatural surge para assolar Nibel. E agora, Ori terá que embarcar em uma perigosa jornada de autoconhecimento.

Kind Words: Comecei a jogar mês passado e este jogo está me ajudando em duas coisas: treinar o meu inglês e a minha empatia. Na verdade, Kind Words é uma rede onde os jogadores se ajudam com palavras de conforto. Tudo de forma anônima! Você pode pedir auxilio ou encorajar algum membro.

Empires & Puzzles: Eu sou a louca dos Puzzles e apesar de já conhecer este game,pois ele é bem antigo, só agora que me viciei. O jogo mistura elementos de RPG com puzzle em um ambiente épico e medieval, onde um reino próspero e de luz está em embate contra um lorde das trevas e todo o seu reino obscuro. Basicamente esta é a premissa da história. E você é um comandante de exército da luz que terá a função de guiar e evoluir seus guerreiros, enquanto o rei está sob controle do lorde das trevas.

Blair Witch: Apesar das críticas, adoro o filme A Bruxa de Blair. Ele me assustou na época e este jogo se passa na clássica Floresta de Black Hills. Fiquei bem envolvida com a história e me senti sendo observada na maior parte do tempo hahaha.

Fevereiro: Encontro de influenciadores, joguinhos e carnaval

Por onde andei:

Não saí muito no mês passado, pois precisava descansar. Contudo participei de um encontro incrível com os influenciadores na editora V&R. A Plataforma 21 me convidou para tomar uma café da manhã e conhecer os lançamentos que sairão pelo selo em 2020. É claro que eu aceitei o convite e conheci pessoas incríveis nesse evento.

Fevereiro: Encontro de influenciadores, joguinhos e carnaval

Pensa em uma editora que realmente se importa com a nossa opinião? Então, imagina que máximo dividir a mesma sala com aquelas pessoas que trabalham tanto para trazer os livros que mais desejamos? Foi um dia bem produtivo, saí com mimos e com vários abraços de pessoas que admiro e acompanho.

O que eu assisti?

Não fale com estranhos: Eu nunca li nada do Harlan Coben. Várias pessoas me recomendaram, porém mesmo gostando do gênero literário, sempre fui adiando. Resolvi dar uma chance para essa série e agora quero ler os livros dele. A série fala sobre quebra de confiança e como isso afeta a todos. Senti falta de algumas explicações, mas gostei do mistério e elenco.

I am not okay with this: Essa série mistura humor, melancolia e um pouco de terror. É uma adaptação inspirada em uma HQ de Charles Forsman e maratonei de uma vez só. São apenas 7 episódios de 20min cada.  Sydney Novak é uma adolescente problemática que sofre por ter perdido o pai, vítima de suicídio. Ela não se dá muito bem com a sua mãe e é vista como aberração pelos colegas do colégio. Depois de procurar ajuda, a jovem irá relatar as coisas estranhas que aconhecem com ela em um diário.

O Rei Leão: Estou amando os títulos que a Amazon Prime está trazendo para o catálogo. Mais uma vez pude me emocionar e sorrir com esse clássico que marcou a minha infância.

também assisti:

Meu amigo Totoro: A Netflix disponibilizou as animações do studio Ghibli no catálogo e estou tentando me controlar para não assistir todos de uma vez. O Di assistiu Meu amigo Totoro pela primeia vez e se apaixonou pela história.

O Serviço de Entregas da Kiki: Da mesma forma que ele adorou conhecer a bruxinha Kiki. Foi bom rever e se apaixonar pela história mais uma vez.

Por Lugares Incríveis: Esse livro mexeu bastante comigo, por isso quis assistir a adaptação logo que ela saiu. O filme não ficou perfeito, mas transmitiu a mensagem principal e fiquei apaixonada pelo elenco. Falei sobre o filme (O que aprendi com Theodore Finch) aqui no blog.

O que eu li:

A Criatura – Andrew Pyper

Sinopse: A Criatura é muito mais do que uma homenagem aos mestres do passado. Sua narrativa costura elementos de thriller policial e terror psicológico com forças sobrenaturais além de nossa compreensão. O mal se apresenta em diversas formas, e ele pode estar vigiando o seu lar neste exato momento.

A história se inicia quando a dra. Lily Dominick, uma psiquiatra forense, precisa avaliar a sanidade de um criminoso. Só que este não é o típico psicopata com quem ela está acostumada a lidar. Há algo diferente neste homem. Algo mágico, sinistro e íntimo, que, de alguma maneira, parece conectado com sua infância, no Alasca. Quando tinha apenas seis anos, sua mãe morreu de forma brutal e misteriosa. Ao contrário do que concluiu a polícia na época, ela sabe que o responsável não foi um urso faminto. Entre lembranças imprecisas e pesadelos constantes, Lily esconde uma certeza: quem matou sua mãe foi… um monstro real. Tem resenha do livro aqui (A Criatura) no blog.

Fevereiro: Encontro de influenciadores, joguinhos e carnaval

Não era você que eu esperava – Fabien Toulmé

Sinopse: Como lidar com uma filha com deficiência? Nesta graphic novel autobiográfica, Fabien Toulmé fala com emoção, humor e humildade sobre um encontro inesperado de um pai com sua filha que possui Síndrome de Down. O casal enfrenta o nascimento de uma criança especial. É como uma tempestade inesperada, um furacão. Quando a menina nasce com a síndrome, até então não diagnosticada, a vida de Fabien desmorona. Indo da fúria à rejeição, da aceitação ao amor, o autor fala sobre a descoberta de como é ser diferente.

Mais velozes, mais fortes, mais belos – Arwen Elys Dayton

Sinopse: Seis histórias interconectadas num futuro distópico. Uma obra extraordinária que explora as incríveis possibilidades da manipulação genética e extensão da vida, bem como os dilemas éticos que podem trazer esses avanços. Os resultados vão do divino ao monstruoso. Profundamente reflexivo, comovente, aterrorizante e cheio de ação, um livro inovador tanto na forma como no conteúdo.

Destaques:
Leitura para fãs de Black Mirror e Westworld. Um olhar distorcido para o futuro, que investiga o quão longe podemos ir em busca da perfeição.

Fevereiro: Encontro de influenciadores, joguinhos e carnaval

Os noivos do Inverno – Christelle Dabos

Sinopse: Honesta e cabeça-dura, Ophélie não se importa com as aparências. Mas, por baixo de seus óculos de aros largos e cachecol desgastado, a garota esconde poderes únicos: ela pode ler o passado dos objetos e atravessar espelhos. A vida tranquila que leva em Anima se transforma quando Ophélie é prometida em casamento à Thorn, herdeiro de um distante e poderoso clã.

Agora, ela terá que deixar para trás tudo o que conhece e seguir seu noivo até a Cidade Celeste, a capital flutuante de uma gelada arca conhecida como Polo. Ali, o perigo espreita em cada esquina, e não se pode confiar em ninguém. Sem se dar conta, Ophélie torna-se um peão em um jogo político mortal, capaz de mudar tudo para sempre.

Perfil da Mishu

Criei um perfil para a Mishu no Instagram:

Como foi o seu mês de fevereiro?

Você também poderá gostar

1 comentário

Liv 3 de março de 2020 - 07:19

Ah eu adorei ver que tem as animações do Miuazaki na Netflix agora! Adoro os filmes dele!

resposta

Deixe um comentário