Rede de Sussurros – Chandler Baker (uma visão realista do ambiente corporativo)

por Clayci
2 comentários

Foi impossível ler Rede de Sussurros e não me identificar com o meu antigo ambiente de trabalho. Na trama, vamos conhecer as amigas: Sloane, Ardie e Grace. Elas são advogadas e trabalham na empresa Truvit há alguns anos. A Truvit é uma das maiores empresas de roupas esportivas do mundo. E mesmo trabalhando em funções diferentes, elas sempre buscam apoio uma na outra; além de manter essa amizade fora do trabalho.

A rotina dessas advogadas mudam quando o presidente da empresa morre repentinamente. Porém, por se tratar de um ambiente corporativo, os funcionários não tiveram tempo para viver esse “luto”. Pois, Ames Garret, um homem completamente machista, abusivo e misógino é cotado para substitui-lo.

As três conheciam muito bem a conduta e a reputação de Ames, por isso ficaram preocupadas com essa nomeação. Foram anos carregando segredos e escondendo o verdadeiro comportamento do chefe delas. A situação piora quando ele faz de uma funcionária recém-contratada sua nova vítima. Esse foi o fim, elas não querem mais permanecer caladas e sabem que é preciso tomar uma atitude. No entanto, não esperavam que uma fatalidade acontecesse.

Rede de Sussurros: uma visão realista do ambiente corporativo

Começamos a nos perguntar: ao sussurrar, estávamos guardando os segredos de quem, afinal? Os nossos ou os deles? Nosso silêncio acabava protegendo os interesses de quem no fim das contas?

Rede de Sussurros

Assim que Rede de Sussurros foi lançado aqui no Brasil, fiquei interessada pela leitura. Contudo, acabei esperando a hype passar para dar uma chance e só posso dizer que gostei da experiência. Entretanto, apesar de ter gostado da forma com que Chandler desconstruiu a imagem da mulher perfeita, não pude deixar de reparar que todas da história eram privilegiadas.

A única personagem pobre e de estereótipo diferente das demais era a empregada. No mais, todas eram bem sucedidas e viviam no conforto. Não quero menosprezar, pois para manter esse padrão, todas eram obrigadas a aturar piadas de mal gosto e conviver com comportamentos abusivos dentro da empresa. Entretanto, uma das personagens mais importantes- ao meu ver – foi deixada de lado e usada apenas para o desfecho.

Não serei injusta, todavia; mesmo trabalhando em uma empresa de outro segmento; eu vivi em um ambiente semelhante. E quando leio alguma história que se passa em um ambiente corporativo, estou acostumada a encontrar personagens femininas inesgotáveis. Então, devo admitir que gostei da maneira como Chandler desfez essa imagem de perfeição. Em Rede de Sussurros, as mulheres estão cansadas, insatisfeitas e batalham diariamente para serem levadas a sério.

O livro traz mensagens importantes sobre a importância do feminismo

O thriller mesmo em si, não me atraiu. O que me conquistou foi a mensagem transmitida por Baker. Ver como as personagens foram humilhadas ao denunciar os abusos vividos dentro e fora da empresa, me deixou revoltada. Já que vivemos isso diariamente; vivemos em uma sociedade onde somos ensinadas a nos calar para não perdermos o espaço que conquistamos (ou que podemos conquistar).

Queríamos ser tratadas como homens no ambiente de trabalho pelo mesmo motivo que as pessoas têm smartphones: porque isso facilita a vida

Rede de Sussurros

Ames é repugnante! Sempre que ele aparecia na história eu revirava os olhos. Ver como a sua reputação era vista e defendida pelos seus colegas de trabalho, me deixou enjoada. Mas não é sempre assim? Toda vez que um homem é acusado por atitudes abusivas; mesmo diante de provas, sempre aparece alguém para defendê-lo. Ames não é só machista e misógino; também é ambicioso e manipulador. Não se importa com a opinião dos outros, pois gosta de mostrar que está no poder.

Senti que a personalidade de Ames ficou bem exposta para – ajudar quem estiver lendo – identificar e reconhecer no dia a dia pessoas como ele. Sem falar que ler tais acontecimentos, na perspectiva de uma mulher, fica mais fácil e doloroso, ainda mais por se identificar com a mesma e se colocar em seu lugar. Recomendo a leitura!

Você também poderá gostar:

2 comentários

Thami Sgalbiero 10 de dezembro de 2020 - 15:19

Nossa, gostei muuuito da trama da história! Ainda mais por saber que vou identificar também com toda a situação do ambiente de trabalho com energia pesada, já passei por isso. Agora vou ficar aqui atenta para as promoções de fim de ano pra poder comprar o meu. To MUUUITO tentada de ler!

resposta
Luciano Otaciano 2 de dezembro de 2020 - 07:41

Oi, Clayci. Como vai? Eu particularmente adoro thrillers, este aí eu não li, entretanto tenho vontade de o ler. Que bom que sua leitura tenha sido agradável para você. Já anotei a dica para o ler futuramente. Abraço!

https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

resposta

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Aceitar

Privacidade