[penci_review id=”22007″]

Poderosa é uma série de livros do autor Sérgio Klein, publicado pela editora Fundamento em 2006.

[penci_blockquote style=”style-2″ align=”none” author=””]Só então descobri que a literatura podia mudar o mundo – pelo menos, a minha literatura.[/penci_blockquote] No volume anterior, Joana Dalva estava acompanhando o fim do casamento dos pais dela. E depois de tanta confusão, ela descobriu o seu poder com as palavras. A jovem quis que seus pais se reconciliassem, assim como tentou ajudar a todos com o seu poder, mas acabou entendendo que ela não tinha o direito de interferir no destino. 

SOBRE A HISTÓRIA

Nessa sequência, Joana se vê diante de um problema maior e terá que encará-lo de frente. Sua querida avó, Dona Nina, não resistiu e acabou partindo. Joana até pensou em trazê-a de volta, porém ela decidiu deixar a ideia de lado e realizar o último desejo dela: morrer em paz. Dona Nina também pediu para ser cremada e queria que as suas cinzas fossem jogadas em um jardim de rosas (já que eram as flores favoritas do seu avô).

Sua mãe não queria que ela fosse cremada, mas acabou compreendendo e aceitando o desejo de Dona Nina. Mesmo assim, ela encarregou Joana a escrever uma frase para seu epígrafo. Depois de tanto pensar, Joana decidiu homenageá-la da seguinte forma “Nina está viva e forte dentro da gente”.

Mesmo sentindo falta da sua avó, Joana Dalva tentou seguir em frente e focar nos estudos e relacionamento. Em uma de suas aulas, surgiu um trabalho em que era preciso visitar os idosos no asilo municipal e entrevistá-los para conhecer suas particularidades.

Foi então que Joana conheceu Adalgisa, uma das moradoras que havia feito uma denúncia e esperava que algum dos alunos fizesse algo a respeito. No entanto, o mais curioso, foi quando Joana estava de saída e descobre que a colega de quarto de Adalgisa era a sua vó Nina. COMO ASSIM?

[penci_related_posts dis_pview=”yes” dis_pdate=”yes” title=”Não deixe de ler:” background=”” border=”” thumbright=”yes” number=”4″ style=”grid” align=”none” withids=”” displayby=”cat” orderby=”random”]

MINHA OPINIÃO

Não sei porque demorei tanto tempo para conhecer essa série. Joana Dalva é uma personagem incrível, completamente apaixonada pela escrita. No livro anterior eu me diverti com as suas descobertas e aventuras, mas apesar de também ter dado algumas risadas nesse volume, ele foi muito mais reflexivo.

Quando surgiu o trabalho onde precisava entrevistar os idosos, Joana Dalva não fazia ideia do que encontrar em um asilo. Chegando lá, ela foi surpreendida com tanto descaso e maus tratos, pois a dona desviada as doações recebidas e “dopava” os idosos porque a incomodava. Acho que essa foi a parte da história que mais mexeu comigo e ao mesmo tempo abriu os olhos, sabe?

É claro que autor escreveu tudo de uma forma leve e isso ajudou muito, mas Joana Dalva não imagina que ao realizar a denúncia, se meteria com pessoas perigosas. Entretanto, mesmo com essas partes tensas, a jovem conseguiu se aproximar ainda mais de sua avó. Ela conheceu pessoas e situações que fizeram parte do passado da Dona Nina.

Sem dúvidas comecei o ano bem! Adorei essa leitura e recomendo para todas as idades.