O Diário de Myriam - Um relato sensível e necessário sobre a guerra da Síria[penci_review id=”21687″]

Meu nome é Myriam, tenho treze anos. Cresci em Jabal Sayid, bairro de Alepo, onde também nasci. Um bairro que não existe mais.

Eu sempre sinto dificuldades na hora de resenhar Histórias de Guerra porque nunca sei como abordar essa minha paixão pelo assunto. Não gosto do período (muito menos das consequências causadas por ela), no entanto, gosto dos aprendizados e de conhecer outras realidades. E quando a história é narrada na perspectiva de uma criança, faz com que o conteúdo fique ainda mais delicado.

Não faz muito tempo que eu li O Diário de Anne Frank, ele foi escrito por uma garota que vivenciou um dos períodos mais turbulentos da História. Durante dois anos, Anne viveu escondida junto com a sua família em um conjunto de cômodos nos fundos da empresa onde seu pai trabalhava. E conseguimos perceber como ela amadureceu em tão pouco tempo. Foi uma leitura dolorosa, pois deu pra sentir como a guerra mexeu com ela e todas as pessoas com as quais ela convivia.

O Diário de Myriam - Um relato sensível e necessário sobre a guerra da Síria

[penci_blockquote style=”style-2″ align=”left” author=”MYRIAM RAWICK” font_weight=”bold”]Os cheiros, os gostos, a felicidade agora estavam aqui, sob as ruínas, abafados sob os tetos desabados. [/penci_blockquote] E ler O Diário de Myriam não foi muito diferente, ainda mais sabendo que se trata de uma guerra que ainda encontra-se em curso. Myriam tinha apenas 7 anos quando tudo começou; Ela morava em um bairro de classe média, com seus pais e sua irmã caçula. Ela relata os seus dias e conta como ficou o seu bairro, que já nem existe mais. Logo nas primeiras páginas, podemos sentir a leveza e a inocência dessa garotinha. Ela compartilha as lembranças da sua infância e ainda se recorda das brincadeiras, aulas, amizades, dos cheiros e gostos.

O Diário de Myriam - Um relato sensível e necessário sobre a guerra da Síria

[penci_blockquote style=”style-2″ align=”right” author=”O Diário de Myriam”]Foi ali, pela primeira vez, que entendi o que significava a guerra.  A guerra era minha infância destruída sob essas ruínas e fechada em uma caixinha.[/penci_blockquote] Foi em 2011, com o início da guerra, que a sua infância e inocência chegaram ao fim. Myriam passa a compartilhar os seus dias carregados de pânico, medo e dúvidas. Seus relatos são curtos, mas cheios de emoção. A sua forma de escrever faz com que a gente tenha uma pequena noção do que ela vive diariamente.

Tive que pausar a leitura diversas vezes, pois é muito angustiante ver uma criança narrando a guerra e vivendo diante do caos. Por mais que o objetivo seja mostrar o cotidiano e relatar coisas pessoais, é possível enxergar com muita clareza o cenário político e econômico da Síria. Sem falar da oportunidade de conhecer melhor as questões históricas que são omitidas.

O Diário de Myriam - Um relato sensível e necessário sobre a guerra da SíriaÉ uma leitura que recomendo para todos. O Diário de Myriam traz um relato emotivo e inocente de uma criança que foi obrigada a compreender, desde cedo, assuntos que nem deveria. Ela vivenciou uma chacina, teve que aprender como se esconder de uma bomba e viu pessoas que amava sofrerem e partirem. Aqui temos uma descrição cruel dos dias de guerra, onde é capaz de sentir os medos, as privações e algumas vezes a esperança.

São poucas páginas e até pensei que realizaria esta leitura em um único dia. No entanto, precisei ler de forma mais lenta para absorver as palavras e entender melhor os conflitos da Síria. Assim que finalizei a leitura, fui atrás de mais informações e esta guerra está longe de chegar ao fim. O que me deixa mais esperançosa é saber que a história de Myriam não existe só em sua memória, seus relatos estão alcançando o mundo.

O Diário de Myriam - Um relato sensível e necessário sobre a guerra da Síria

[penci_blockquote style=”style-2″ align=”none” author=”O Diário de Myriam”]Não tem bombardeios hoje. Está quase calmo. Mas, ainda assim, não fomos para a escola. […] Papai diz que o presidente americano e o presidente francês querem nos bombardear e guerrear com a gente. Não entendo por que eles querem nos bombardear ainda mais.[/penci_blockquote]

[penci_button link=”https://www.bbc.com/portuguese/internacional-43296308″ icon=”” icon_position=”left” align=”center” full=”1″ size=”large” text_color=”ffffff” background=”000000″ text_hover_color=”666666″ target=”_blank” nofollow=”1″]CLIQUE AQUI E SAIBA COMO AJUDAR REFUGIADOS SÍRIOS[/penci_button]