Life


Meus planos que 2020 adiou

Eu não sei vocês, mas ano passado eu fiz muitos planos para a minha vida profissional e pessoal. A ideia era colocá-los em prática em 2020 ; e até que consegui iniciar alguns projetos. Porém, a pandemia chegou para esfregar na minha cara que não iria concretizá-los tão cedo.

Setembro Amarelo: Vivendo um dia de cada vez 2020

O que você tinha planejado para esse ano e que a pandemia dificultou? Eu noivei ano passado. Foi um dos dias mais felizes da minha vida. Recebi o pedido em um restaurante que eu gosto e criamos expectativas com os objetivos seguintes. Mas devido aos últimos acontecimentos, precisamos adiar os preparativos e não fazemos ideia de quando iremos retomá-los.

Contudo, não foi só na vida pessoal que precisei dar uma “pausa”, na profissional também. Acabei perdendo alguns trabalhos, o Di perdeu o estágio e consequentemente acumulamos algumas dívidas pelas quais não estávamos esperando. Mas quem estava? O novo vírus pegou a todos de surpresa, por assim dizer. Mesmo tendo a consciência da crise sanitária e da necessidade de respeitar o isolamento social, os boletos não pararam de chegar.

Vivendo um dia de cada vez

O mercado nunca esteve tão oscilante e todos estão perdidos em relação ao que fazer nesse momento. Não vou mentir, pensamos em várias opções. E mesmo sabendo que o momento não é favorável, pensamos até em investir em algum negócio próprio. Pesquisamos por financiamentos e empréstimo para negativado (oi boletos atrasados, tudo bom?), e estamos cogitando essa possibilidade para desafogar.

Mantemos algumas prioridades: 1) faculdade. O Di está fazendo a segunda graduação e devido ao período em que está, optamos por não trancar o curso; 2) meu trabalho com a internet. Por incrível que pareça é o que está me ajudando a segurar as pontas. Então, tenho criado artigos, fotos e conteúdos para empresas e quero manter essa ocupação (até porque, eu amo o que faço).

Todavia precisamos abrir mão de alguns “confortos” para conseguir economizar nesse período. Cancelei algumas assinaturas e sinto falta de comprar os livros da minha wishlist – que nunca diminui. No entanto, mais do que isso, sinto falta de sair de casa. Ainda estou na quarentena e saindo em extrema necessidade, mas queria sair para visitar os lugares que eu gosto.

Realmente, 2020 está sendo cruel com todo nós. Perdemos pessoas, momentos e objetivos. Espero que 2021 seja um ano melhor para todos nós.

newsletter receba novidades

Receba atualizações do blog por email

veja também

  • Redefinindo Minha Jornada Literária

    Tea time

    Maternidade e leitura: Redefinindo minhas Prioridades

    Por

  • Dois Meses de Cora: Descobertas, Desafios e Muito Amor

    Desvendando o Mito da Mãe Perfeita

    Tea time

    Além das Aparências: A Verdade por Trás da Maternidade Perfeita

    Por

  • Se entregando a maternidade e Valorizando os Pequenos Momentos

    estou aprendendo a dançar conforme a música

    Tea time

    Vivendo a Maternidade e Descobrindo Novas Versões de Mim

    Por

comentários

  • Karolini Barbara

    Oi Clay!

    Eu tinha alguns planos, que não foram para a frente, mas meus planos levando em consideração a minha carreira, continuaram. Inclusive tenho novos planos para o ano que vem.
    Eu não acredito que 2020 está sendo cruel com todos nós, mas para mim é fruto das escolhas que todos nós, seres humanos, fizemos. E isso é claro se reflete no nosso cotidiano e no mundo como um todo. São momentos difíceis, com toda certeza. No entanto, é um momento que nossos antepassados já passaram e de uma forma muito pior. Eu só penso que quanto maior pressão colocamos em nós mesmos em relação a expectativas e realizações frustradas, levando em consideração o momento atual, nós definhamos de uma forma não saudável. É um momento difícil que veio com o intuito de nos ensinar. Bom, mas é só minha forma de pensar.

    responder
ir ao topo

Buscar no site

plugins premium WordPress
5 lições que aprendi no meu puerpério até agora Ritual de Leitura A canção de Aquiles: 5 motivos para ler Conheça a Quanti Café