Livros, Questão de Diálogo


Meu querido Abismo -Raphael Gancz
uma reflexão a respeito da mente humana

Meu querido Abismo - uma reflexão a respeito da mente humana

Meu querido abismo é um livro ilustrado, monocromático, com frases curtas, mas de extrema profundidade em seu conteúdo. A princípio ele não irá chamar a atenção, mas é justamente isso que o torna especial e mágico. Como parte componente do selo Caveirinha, da editora Darkside Books, esta graphic novel é direcionada ao público infantil, mas que pode, e deve, ser descoberto junto com os pais. De autoria de Raphael Gancz e Mariana Coan, ilustradora; o livro propõe uma reflexão a respeito das ideias e da mente humana.

Por vezes deixamos de lado certas questões existenciais ou questões filosóficas. Questões que são necessárias para nossa formação e para constituição da nossa mente e pensamento crítico. E em tempos modernos, globalizado e dinâmico, a busca por esse tipo de conhecimento acaba sendo solapada por uma necessidade de informação rápida e prática. Portanto, seguindo a ideia do autor, o que mais vemos à nossa frente são ideias rasas e comuns, reproduzidas constantemente. Não há aprofundamento.

Para realmente pensar…
… você não pode ter medo de afundar.

Meu querido abismo

Um momento de autorreflexão

E em Meu querido abismo tal crítica, se assim podemos dizer, é colocada em pauta… na verdade, trata-se mais de uma proposta de reflexão. Inclusive de autorreflexão! Com uma escrita curta e direta, Raphael consegue levantar questões que mexem com nossa mente. Ele consegue nos fazer parar o pensamento por um instante em meio a um mundo acelerado que nunca para. E nesse pequeno intervalo de minutos eu pude começar a rever inúmeras ideias que sempre estiveram guardadas em minha mente. Mas que permaneciam submersas e ocultas.

Passo muito tempo ponderando ideias rasas, que são constantemente reproduzidas a torto e a direito por muitas pessoas. E olha que sou adulta, estou na casa dos 30 anos, imagine então o seu filho(a), ou sobrinho(a)… alguma criança que possui a mente mais livre e sem amarras. Pense nas conclusões que ela pode tirar dessa história. E não se esqueça que o livro é ilustrado por Mariana, que com desenhos monocromáticos e minimalistas, faz nossa mente trabalhar ainda mais.

Eu diria que temos aqui uma perfeita combinação de imagem e texto. Capaz de abranger um público grande, mas com efeitos maiores nas crianças, mostrando que cada um de nós podemos ser originais. Cada um de nós temos nossas ideias guardadas lá no fundo, esperando para serem descobertas. Que não devemos ter medo de explorar as profundezas de assuntos diversos ou da própria mente. Algo maravilhoso está lá. Com certeza isso contribuirá e muito para a formação humana de uma criança. Recomendo! Ahh, mais uma coisa, esse é um daqueles livros que quando você retorna para ler mais uma vez, sua visão terá mudado completamente.

Questão de Diálogo: Meu querido abismo

“Meu Querido Abismo propõe um diálogo sobre a existência, a criatividade e o saber. Como criar, como produzir arte? Como romper o medo do papel em branco?” Ao contrário do que muitos pensam, criatividade não é algo fácil! E quem trabalha com ela, sabe como é difícil renovar o estoque de ideias. Muitas vezes temos que lidar com vários fatores que dificultam o trabalho da nossa mente (família, trabalho, prazos, relacionamento, cobranças,). Por isso temos que treiná-la sempre. Então, esqueça esse papo de que grandes ideias caem do céu, porque não é verdade.

É claro que cada profissão exige soluções diferentes, porém é necessário pensar fora da caixinha para conseguir se diferenciar no mercado de trabalho. Você pode trabalhar em uma área completamente diferente da minha, contudo você precisa estimular a sua criatividade para encontrar a solução de um problema, inventar algum método e até mesmo descobrir maneiras diferentes de fazer a mesma coisa.

E se você acha que a criatividade está ligada apenas à arte está muito enganado. Se não existissem pessoas criativas e inovadoras nas áreas de ciência e tecnologia, por exemplo, não teríamos evoluído tanto. Tem uma frase do Picasso que diz o seguinte: “Toda criança é um artista. O problema é o como manter-se um depois de crescido. ” Esse livro é perfeito para os pais ajudarem os pequenos a estimularem esse talento. As crianças são livres para criar, inventar e fazer tudo o que a cabecinha deles imaginarem.

O projeto Questão de Diálogo nasce com o intuito de expandir a divulgação de trabalhos de literatura ilustrada que focam temas sociais dos mais diversos e que possibilitem gerar conversas construtivas entre o público, levando a uma consciência mais ampla sobre os assuntos. Saiba mais sobre o projeto.

Meu querido abismo

Raphael Gancz e Mariana Coan

Autoria:
Raphael Gancz e Mariana Coan

ISBN:
9788594542014

Editora:
Darkside Books

Páginas:
80
A imensidão do mar e da nossa mente são dois universos amplamente desconhecidos. Três quartos do planeta Terra estão cobertos de água, mas conhecemos apenas uma ínfima quantidade do que existe nele. Até o início deste século, o homem havia identificado cerca de 230 mil espécies marinhas. A estimativa, porém, é que o número real de espécies que habitam o universo marinho ultrapasse um milhão. Assim como nos oceanos, a nossa mente ainda não foi mapeada e explorada no seu limite. Não sabemos todo o potencial criativo que existe dentro de cada um de nós. O que mais pode haver no mar? O que pode haver dentro de cada um de nós?, é o que perguntam Raphael Gancz e Mariana Coan nesta belíssima e poética obra dedicada às pequenas e aos pequenos leitores. Meu Querido Abismo parte dessa curiosidade que todos temos ao mergulhar na imensidão do oceano ou dos compartimentos secretos escondidos em nossa mente. Uma jornada que nos estimula a descobrir o novo, e nos aproxima da magia e do mistério diante da vida. Meu Querido Abismo propõe um diálogo sobre a existência, a criatividade e o saber. Como criar, como produzir arte? Como romper o medo do papel em branco? A obra investiga esses caminhos de maneira poética e lúdica, com ilustrações deslumbrantes que se transformam em ferramentas para estimular e aguçar o poder criativo de toda criança. O convite da dupla é para vasculharmos a imensidão em nossos oceanos particulares e encontrar novos horizontes diante do mar aberto. Essa é chance de dar vazão para aquilo que ainda não conhecemos mas que pode nos dizer muito sobre o que somos, e quem somos. Meu Querido Abismo se propõe a visitar esse enorme e desconhecido universo marinho da nossa consciência e a nos mostrar o que ele tem de mais verdadeiro, raro e inusitado. A prosa de Raphael Gancz forma um par perfeito com as imagens de Mariana Coan e encanta a cada página virada, provoca deslumbramento e reflexões sobre o mundo que estamos criando para as nossas crianças.

newsletter receba novidades

Receba atualizações do blog por email

veja também

  • Uma pessoa no início de uma história não tem como saber que a história começou

    Livros

    O Mar sem Estrelas – Erin Morgenstern

    Por

  • Livros

    Sapiens – de onde a humanidade veio e para onde caminha

    Por

  • um mangá sombrio cheio de suspense

    Livros

    Deathdisco – Atsushi Kaneko

    Por

comentários

  • Liv

    Adorei a ideia do livro e concordo muito com você sobre o trabalho criativo. É muito difícil! Tentar se destacar e se renovar exige demais!

    Adorei a estética e o tema do livro, é o tipo de obra que eu gostaria muito de ler e compartilhar com uma criança sim!
    Abraço,
    Liv | Resenhas Caóticas | A Odisseia | Instagram

    responder
    • Clayci

      O livro está bem minimalista, perfeito pra refletir com as imagens <3

      responder
ir ao topo

Buscar no site