Ikigai – Os segredos dos japoneses para uma vida longa e feliz

por Posted on 18 Comments 2 min. de leitura 1555 visualizações

Olá, hoje vim falar deste livro: Ikigai – Os segredos dos japoneses para uma vida longa e feliz. A princípio pode parecer outro livro de auto-ajuda, porém é um documentário e um registro de dados e fatos, compilando entrevistas com as pessoas mais longevas do mundo. Pessoas que em seus plenos 90, 100 anos de idade ou mais, estão totalmente dispostas e sã. Realizam suas atividades diárias em casa e em sua comunidade, saem e se divertem com seus amigos; vivem no fluxo da vida.

Ikigai é um livro curto e trabalhado por dois pesquisadores que visitaram esses locais e comunidades onde as pessoas possuem idades muito avançadas, mas que aparentam ser muito mais jovens. Sempre houve um mistério e um questionamento sobre as pessoas que conseguem atingir idades muito avançadas, ainda mais quando permanecem em perfeita saúde. Inevitável fazer um contra-ponto com a nossa vida, pensando se conseguiremos atingir tal patamar.

Ikigai - Os segredos dos japoneses para uma vida longa e feliz

Héctor García e Francesc Miralles deixam claro que ikigai é um termo para abranger a nossa razão de existir, ou e você preferir, ikigai é a razão pela qual você se levanta todos os dias. Motivo, propósito, vontades… não importa a palavra, é isso que irá te dar “combustível” para viver o máximo que puder. E é muito comum hoje as pessoas passarem por frustrações existenciais. Concordemos, essa sensação é muito ruim e parece de fato que drena nossa vitalidade. O oposto disso é o ikigai.

Uma das maneiras de estruturar seu ikigai é o chamado “flow“. A ideia de fluir e sentir a realização das tarefas, uma a uma e a satisfação que somente esses momentos podem proporcionar. E não é preciso muito para se obter o flow aos poucos, podendo começar por tarefas simples: Uma jardinagem, uma caminhada podem ser um bom começo. Muitos aplicam esse estado de espírito em seu trabalho, o qual deixa de ser um “trabalho” para se tornar um momento de prazer para corpo e alma. Quando estiver tão envolvido com aquilo que realiza e não perceber o tempo passar, você atingiu um estado de flow.

Ikigai - Os segredos dos japoneses para uma vida longa e feliz

O importante sobre ikigai é que não estamos falando de uma busca incessante pela perfeição, mas sim por uma busca de sintonia com o que nos cerca. Os habitantes das zonas de estudo do livro tem isso em comum, mais do que aquilo ingere no dia a dia, o seu “estado de viver” é que realmente irá contar. É uma leitura curta e interessante, agradável na parte das entrevistas reproduzindo a declaração das pessoas mais velhas do mundo. E vou dizer, dá uma motivação a mais para chegar ao estado de flow.

Vale a pena dar uma lida. Abraços e até mais!

 

 

Ikigai Os segredos dos japoneses para uma vida longa e feliz Book Cover Ikigai Os segredos dos japoneses para uma vida longa e feliz
Intrínseca
208

Sinopse: Descubra seu ikigai e encontre o propósito que vai guiar sua vida

Por que existem pessoas que sabem o que querem, enquanto outras definham na confusão? Segundo os japoneses, o segredo é encontrar seu ikigai, conceito que pode ser traduzido como razão para viver. Ter um ikigai claro e definido proporciona a satisfação e o propósito que justificam nossa existência, sendo, para muitos, também a chave da longevidade.

Em Ikigai: Os segredos dos japoneses para uma vida longa e feliz, os autores Francesc Miralles e Héctor García vão até Okinawa, a ilha japonesa de população centenária, e reúnem pela primeira vez em livro os hábitos e rotinas que mantém em dia a saúde da mente, do corpo e do espírito daquele povo. Um guia com informações claras e sucintas, além de listas, tabelas e ilustrações que colocam em suas mãos as ferramentas certas para entender e encontrar seu ikigai.

Receba as publicações por e-mail

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 Comments
  • iza
    maio 25, 2018

    Sou fascina por meditação, tarô, horoscopo; Acho que o ser humano é ligado de alguma forma com a Natureza, que temos uma conexão profunda com tudo que é vivo neste pequeno planeta em que vivemos. Acho que eu me daria muito bem lendo este livro, além de fazer um bem danado pra minha mente ansiosa.

    • Clayci
      maio 29, 2018

      O Di gostou muito dessa leitura, até eu fiquei tentada em ler rs

  • Fabrica Dos Convites
    maio 21, 2018

    Eu conheço o livro, até ganhei um exemplar, mas não é o tipo de livro que eu estou lendo no momento, por isso, por enquanto, ele está apenas na estante. Mas que bom que gostou da leitura.
    Bjs, Rose

    • Clayci
      maio 28, 2018

      Também não leio esse gênero com frequência, Rose <3

  • Ana Caroline Santos
    maio 19, 2018

    Olá, tudo bem? Que ideia interessantíssima em trazer para um livro. Não conhecia essa denominação, mas parece ser uma coisa boa para levarmos para a vida. Já tinha visto a capa por ai, no entanto nunca me aprofundei no que realmente tratava o livro. Agora sabendo, fiquei bem curiosa, por isso dica anotada <3
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

  • Fernanda Santos Barroso
    maio 18, 2018

    Olá!
    Confesso que eu não costumo ler esse tipo de livro, simplesmente porque não costuma me prender muito. Mas e gostei tanto do tema dele e dessa simplicidade que parece tratar, que acho que daria uma chance sim, mesmo sendo um documentário. Espero consegui algum dia.

    Abraços

    • Diego Lorenzo
      maio 19, 2018

      Bom dia, Fernanda.
      Dê uma chance sim, pois é bem curtinho e o tema é apresentado de forma didática mesmo, direta e sem maiores rodeios.

  • Beatriz Cavalcante
    maio 18, 2018

    Eu nunca gostei muito de livros de auto ajuda mas achei esse muito interessante. Não parece ser aqueles que tem lá os 5 passos mágicos para mudar de vida como se fosse super fácil e você nunca fez nada para resolver isso, hahaha. Gostei da proposta dela e por envolver essa temática japonesa eu fiquei com vontade de ler. 😀

    • Diego Lorenzo
      maio 19, 2018

      Olá Beatriz.
      Então, este livro, quando o li, não me pareceu caminhar por esse mesmos 5 passos que você mencionou dos livros de auto ajuda. Aí o classifiquei mais como um documentário, por assim dizer. Ele mais expõe as coisas sobre ikigai e o que o envolve, do que falar: faça assim, faça assado kkkkkk

  • Viviane Dutra
    maio 18, 2018

    Olá, que livro interessante, sempre ouvi falar da longevidade dos japoneses, sabia ser devido aos hábitos alimentares saudáveis, os rituais que acalmar e trazem paz. Fiquei bem curiosa para ler, e como é da Intrínseca, acho que será fácil encontrá-lo.
    Obrigada pela dica.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    • Diego Lorenzo
      maio 19, 2018

      Não tem de que, Viviane.
      Ali também encontrará outros motivos mais sobre a longevidade dos japoneses, e não só eles como também outros povos e grupos populacionais mundo afora.

  • Andrea Morais
    maio 17, 2018

    Olá!
    Não conhecia esse livro e confesso que pelo título não prestaria atenção a ele em uma livraria, mas adorei sua resenha e fiquei bem interessada em seu conteúdo e nessa questão de alcançar esse estado de equilíbrio com tudo o que está ao nosso redor, Adorei mesmo!
    Como sempre, imagens lindas na postagem <3

    Livre Lendo

    • Diego Lorenzo
      maio 19, 2018

      Obrigado, Andrea
      Quando der uma passada por alguma livraria, dê uma olhadinha no livro, vale a pena.

  • Emy
    maio 17, 2018

    Esse livro parece ser ótimo!
    Embora eu não queira viver até os 100 anos, gostaria de saber mais sobre ikigai e sobre o tal flow… Já está na lista para ser minha próxima aquisição!

    • Diego Lorenzo
      maio 19, 2018

      Olá Emy.
      O flow é bem interessante, considerei ele até mais interessante do que o ikigai em si. Este é mais abrangente, de longo prazo… o estado de flow podemos conseguir certamente com um pouco mais de facilidade.

  • Anny
    maio 16, 2018

    Estado de Flow atingir sem saber o que era, e justamente com a jardinagem. Para mim é como uma terapia, reservo os domingos para ela, ja que tem feira na frente de casa e o tio da barraca de planta ja sabe que vou da as caras por lá rsrs. Me dei conta no domingo de que quando estou mexendo com a terra, plantando, não me dou conta do tempo, quando dou por mim, ja me atrasei para as outras tarefas de casa.
    Bjs Clay

    • Diego Lorenzo
      maio 19, 2018

      De fato Anny. É exatamente isso o estado de flow. A jardinagem inclusive é um dos mais citados no livro. Imagino que tenha um belo jardim em casa. OU seria uma horta também?

Previous
Deadpool 2 – Aquele filme família (O que achei do filme)
Ikigai – Os segredos dos japoneses para uma vida longa e feliz

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE