Geek girl é um livro leve e divertido para todas as idades. A história fala sobre amizades, inseguranças e as dificuldades de socializar com pessoas totalmente diferentes de você. Esse é o primeiro livro da série e foi publicado pela Editora Fundamento em 2014.

SOBRE A HISTÓRIA

Harriet é uma adolescente de 15 anos que vive um pesadelo: ela descobriu que é uma geek. Mas qual o problema de ser uma, não é mesmo? Infelizmente, no mundo de Harriet, ser geek é um defeito terrível, pois ter gostos diferentes faz com que ela acredite que todos do seu colégio a odeiem. E só para não dizer que ela está exagerando, há uma colega de classe que realmente a odeia; Alexa é a típica personagem que destila veneno e faz de tudo para humilhar aqueles que fogem do seu esteriótipo. Infelizmente Hariet não faz parte do padrão dela.

No entanto, nem tudo está perdido. Harriet pode contar com a ajuda da sua melhor amiga Nat que a aceita do jeitinho que é (e que faz de tudo para ver a sua amiga feliz). Certo dia, Nat a convence de acompanhá-la em um evento de moda. Só que além de “geek“, Harriet também é desastrada; Ela acabou causando uma confusão no evento e em meio tudo isso conheceu duas pessoas que mudariam a sua vida.

Wilbur é um caça talentos e representante da Infinity Models, uma grande agência de modelos onde Nick trabalha. Quase esqueço de mencionar, Nick é um garoto lindo que Harriet conheceu debaixo de uma mesa enquanto fugia da multidão no evento. Bom, Wilbur a descobre e faz uma proposta inesperada. Mesmo sem entender nada sobre moda, Harriet aceita fazer algumas fotos para Wilbur ali mesmo.

Geek Girl: De Geek para Chique - Holly Smale

Eu sei um bocado sobre histórias e mágica, graças ao hábito de ler montes de livros e também de participar de um fórum na internet. E a regra mais básica é que tem que ser surpresa. Ninguém pulou dentro de um guarda-roupa para encontrar Nárnia; eles pularam lá dentro pensando que era só um guarda-roupa. Harry Potter achava que era um garoto normal; Mary Poppins deveria ser apenas uma babá comum, e nenhum personagens dos livros de Enid Blyton sabe que está se metendo em uma aventura até que a história não tenha mais volta.
É a primeira e única regra. A mágica vem quando você não está procurando por ela.

Acontece que a nossa geek não esperava que essas fotos fossem causar tantos “problemas”. Junto com esse ensaio surge a oportunidade de Harriet recomeçar e construir uma nova vida. Tudo o que ela mais queria era poder se encaixar no meio dos seus colegas de escola e se sentir bonita. Porém, um dos principais”problemas” é que ser modelo é o sonho da sua melhor amiga Nat e ela sente que a traiu quando aceitou fazer aquelas fotos. Sem falar que a jovem precisará convencer a sua madrasta Annabel de poder seguir com essa ideia adiante.

Annabel sempre esteve presente na vida da Harriet e antes que você pense que ela é a vilã da trama, Annabel quer o melhor para a nossa geek e por isso acredita que moda não é o caminho certo para o sucesso. Só que no meio desse impasse, a jovem desperta a atenção da personificação da moda em pessoa, Yuka Ito. Para conseguir agarrar essa oportunidade, Harriet terá que lidar com as dificuldades de socializar, além de mentir para as pessoas que ama. Será que ela conseguirá lidas com as consequências das suas escolhas?

MINHA OPINIÃO

Geek Girl: De Geek para Chique - Holly Smale

Eu comentei aqui no blog o meu desejo de ler histórias mais leves este ano e a Fundamento me ouviu. Geek Girl foi recomendação da Carol e preciso dizer que adorei a sugestão. Eu me senti envolvida com a leitura logo de cara. Harriet é uma personagem carismática e conseguiu me prender com os seus dramas.

Eu não conhecia a autora e gostei da forma com que ela desenvolveu os personagens. Todos eles estão presentes e envolvidos na trama. Me identifiquei muito com a personalidade da Nat e por isso me enxerguei em várias ações dela. Também preciso destacar o relacionamento entre Harriet e seu pai Richard. Ele faz um papel nada convencional e está sempre ao lado dela (tanto que a acompanha nessa nova jornada).

Até Wilbur com o seu jeito excêntrico conseguiu me conquistar. Foi uma leitura rápida, envolvente e com várias referências nerds. É claro que há um romance na história. Não falei muito sobre o personagem Nick aqui na publicação, contudo ele está bem presente no livro. Só que (pelo menos nesse volume) esse romance fica em segundo plano e achei isso incrível, pois a autora soube construir um bom enredo sem precisar recorrer aos clichês. A gente torce pelos dois, mas antes torcemos para Harriet conquistar o espaço que ela quer (e merece).

Sem dúvidas quero dar continuidade à história. Mesmo sendo uma série voltada para um público mais jovem, a personagem conquista a todos. Os capítulos são curtinhos e a leitura foi super rápida. Super recomendo

 

Já conheciam a Geek Girl? Quer conhecer?
Diz aí embaixo nos comentários o que achou?
Beijos!