Enola Holmes: 4 motivos para assistir ao filme na Netflix

por Clayci
Enola Holmes: 4 motivos para assistir ao filme na Netflix

Será que vale a pena assistir a Enola Holmes? Sempre considerei Sherlock Holmes o meu segundo detetive fictício favorito, pois Poirot também tem um lugar especial no meu coração. Entretanto, após assistir a Enola Holmes, cogitei a possibilidade de incluir uma nova personagem no meu ranking pessoal.

O filme entrou no catálogo da Netflix a algumas semanas atrás, mas admito que só fui dar uma chance depois de ver os comentários a respeito. Eu terminei o filme com aquele sorriso no rosto, pois a produção conta com um elenco maravilhoso e uma mensagem inspiradora.

Enola Holmes foi baseado no livro “O Marquês desaparecido” da autora Nancy Springer e confesso que eu nem conhecia a história. O filme possui uma narrativa simples e descontraída, porém traz assuntos sérios e importantes. Enola é a irmã mais nova de Sherlock e Mycroft Holmes e ela está em uma missão para encontrar a sua mãe desaparecida. Se você ainda não assistiu, vou compartilhar alguns motivos do porquê esse filme precisa de sua atenção.

1- Enola Holmes foi estrelado e produzido por Millie Bobby Brown

Eu poderia citar o Henry Cavill como o principal motivo? Poderia. O ator – como sempre – ganha o destaque (merecido) mesmo não aparecendo tanto. Contudo, a estrela desse filme é a atriz Millie Bobby Brown! Ela ajudou a sua irmã Paige Brown a produzir esse longa-metragem. Nós já a conhecemos de outros papéis e sabemos que a atriz possui muito talento e se entrega em seu trabalho. Em Enola Holmes não foi diferente, pois existem várias cenas de luta e a Millie passou dois meses aprendendo artes marciais. Ela fez as próprias acrobacias usando espartilho!

Enola Holmes: 4 motivos para assistir ao filme na Netflix

2- O filme foca no amadurecimento de Enola.

A mãe de Enola Holmes desapareceu no aniversário de 16 anos da filha. Seus irmãos sempre foram ausentes, então ela era a sua única companhia. Mas não pense que sua vida foi monótona, já que a sua criação foi bem diferente – se comparada à educação daquela época. Enola aprendeu desde cedo a lidar com obstáculos e desafios que apareciam em seu caminho. Foi por esse motivo que ela não abaixou a cabeça quando Mycroft insistiu para que fosse educada en um internato para se tornar uma dama.

O Desafio faz parte do seu DNA. Então quando finalmente decide procurar por sua mãe sozinha, segue todas as pistas deixadas por ela. Em seu caminho, a jovem enfrenta dificuldades e outros mistérios escondidos na Londres Vitoriana. As mulheres não eram ouvidas, vistas como iguais e nem mesmo respeitadas. A cidade está a beira de uma mudança, e Enola se assusta com estes padrões impostos pela sociedade.

3- O filme é sobre o empoderamento das mulheres. 

É claro que o amadurecimento da personagem é um dos focos principais da trama. Enola Holmes é uma personagem que luta com um mundo que não a aceita. E consequentemente o objetivo é falar sobre o empoderamento das mulheres. A jovem acaba conhecendo e se “apaixonando” pelo Lorde Visconde, porém o romance não tira a atenção da história.

Enola não tem medo de falar por si mesma e nem de lutar pelo que acredita. Sua mãe a ensinou desde criança a se preparar para as adversidades da vida. O filme se passa em uma época em que a sociedade ditava como uma mulher deveria ser. Tanto que, antes de procurar por sua mãe, ela confronta Mycroft; por querer enviá-la a um colégio interno.

4- Um filme divertido com um elenco maravilhoso

Foi bom ver a versão Sherlock do Henry Cavill? Muito. Mas a sensação de ver a atriz Helena Bonham Carter como mãe de Enola foi maravilhosa. Sem falar na Susie Wokoma dando um show de representatividade com uma cena que me deixou arrepiada. Enola Holmes é um filme descontraído e perfeito para assistir com a família. A mensagem de feminismo e empoderamento não diminui o humor, leveza e mistério. Assista

Você também poderá gostar:

2 comentários

Emerson 8 de outubro de 2020 - 17:46

Depois dessa resenha não tem como não assistir à produção. Obrigado pela dica.

Bom fim de semana!

Jovem Jornalista
Instagram

Até mais, Emerson Garcia

responder
Carol 7 de outubro de 2020 - 21:35

Oi Clay,
Quando vi que postou sobre o filme sabia que deveria vir ler. Confesso que nunca me interessei super pelas historias do SH e tal, sei lá, nunca parei pra tentar ler. E achava que precisava super saber alguma coisa para entender esse filme. E acho que estou errada né kkkk
Millie é demais. Eu me encanto em como uma menina é capaz de tantas facetas e de nos cativar a cada uma. Acho que já sei o que quero ver no fim de semana, depois do almoço.
Parabéns pela resenha, sempre impecável.
Beijão.

responder

Deixe um comentário