Filmes & Séries, Tea time


Dumplin’: 5 coisas que você aprenderá depois de assistir ao filme

Assim que saiu a noticia de que Dumplin’ ganharia uma adaptação, fiquei animada. Já falei sobre o livro aqui no blog e preciso dizer que fiquei satisfeita com o filme. Teve pequenas modificações, mas nada que atrapalhasse a mensagem principal

Willowdean Dickson (ou apenas Will) é uma jovem texana que trabalha em uma lanchonete. Ela sabe muito bem o que é estar – e viver – fora dos padrões. E o que mais existem são pessoas que adoram lembrá-la disso. Ela tem o apoio da sua melhor amiga Ellen e é apaixonada pelo seu colega de trabalho, Bo. Will tem medo de expressar os seus sentimentos e deixa a sua insegurança atrapalhar um possível relacionamento com ele.

O relacionamento com sua mãe é um pouco complicado. Will cresceu com sua tia Lucy, mas ela faleceu recentemente. Sua mãe é obcecada pela aparência, pois já foi miss e faz de tudo para mudar os hábitos de sua filha. Para se vingar de sua mãe, Will decide se inscrever no concurso de beleza e desafiar os padrões.O filme está disponível na Netflix e vale a pena ser assistido. Hoje eu quero compartilhar 5 lições que aprendi com a história.

1 – O mundo está cheio de pessoas querendo dizer quem você deve ser.

Você consegue se lembrar de quem você era antes que o mundo lhe dissesse quem deveria ser? Não deixe que as pessoas decidam qual caminho você deve seguir. Will não tem um bom relacionamento com sua mãe, mas porque ela sente que sua aparência a incomoda. Ela sofre muito bullying por ser quem é, no entanto, mesmo com as suas inseguranças, Will não permite que as pessoas digam o que ela deve fazer para ser “aceita”. O mundo está cheio de pessoas dizendo o que devemos vestir, comer, como devemos nos comportar. Não dê ouvido para elas, seja você!

2 – Proteja quem você ama, mas não deixe de apoiar quando necessário

A mãe de Will é obcecada pela aparência dela, porém apesar de ser uma péssima influência para a filha, ela a ama muito. E não falo pelo fato dela querer que a sua filha se alimente melhor, mas há maneiras de falar sobre comida (e exercícios) sem focar na perda de peso. Foi a Lucy (tia de Will) que a ensinou a amar o seu corpo, ao invés de odiá-lo.

Todo mundo tem corpo de biquíni

Dumplin’

3 – Seja confiante! E faça as coisas por você. Dumplin’

[penci_blockquote style=”style-2″ align=”right” author=”Dumplin'”]Fale claramente, porque a primeira impressão é a que fica.[/penci_blockquote]

Quando você tem medo e faz mesmo assim, isso é coragem (Coraline). Confiança é deixar de lado tudo aquilo que te impede de tentar. Quando Will decidiu fazer parte do concurso de beleza, ela só quis se vingar da sua mãe. Mas durante o processo de seleção, ela se deu conta de que tinha a mesma capacidade de todas as suas concorrentes. Foi então que ela mudou a sua forma de pensar e começou a dar o seu melhor e acreditar no seu potencial. Isso ficou mais fácil quando ela decidiu compartilhar o que estava sentindo. Divida as suas experiências e aprendizados. Não como competição, a ideia não é mostrar que a sua vida é melhor que a de outra pessoa e sim que todos temos competência para conseguir algo.

Dumplin': 5 coisas que você aprenderá depois de assistir o filme

4- Não deixe a sua insegurança atrapalhar seus relacionamentos.

Eu sempre fui uma pessoa insegura e já perdi várias oportunidades por conta das minhas incertezas. As coisas só começaram a mudar quando me dei conta de que as pessoas que convivem comigo não me enxergam da mesma forma que eu me vejo. Tinha o péssimo hábito de só enxergar os meus defeitos na frente do espelho e pensar no que eu mudaria se fosse possível.

Já deixei de comprar várias roupas por medo do que as pessoas achariam se me vissem vestindo tal peça. E acredito que, independentemente do seu corpo, você já deve ter vivido uma situação parecida. Eu sempre pensei que as pessoas enxergavam as mesmas falhas que eu apontava no espelho. Porém deixei de me incomodar com esses pensamentos. É muito fácil deixar as suas inseguranças atrapalharem os seus relacionamentos. Saiba que os seus amigos de verdade não enxergam as inseguranças que você alimenta diariamente.

[penci_blockquote style=”style-1″ align=”none” author=”Bo (Dumplin’)”].Eu te acho linda. Que se dane todo mundo que te fez sentir menos do que linda.[/penci_blockquote]

5- Cada um tem a sua própria história

[penci_blockquote style=”style-2″ align=”left” author=”Dumplin'”] A vida inteira tive um corpo digno de comentários, e se há uma coisa que viver na minha pele me ensinou foi que, se o corpo não é seu, você não tem o direito de dizer nada. Seja a pessoa gorda, magra, alta ou baixa, não interessa. [/penci_blockquote]

Dumplin’ é um filme que fala sobre padrões impostos pelas sociedade. Nossa protagonista foge desses padrões e quer mostrar que não precisamos dele para viver. No entanto, assim como Will, temos outras personagens com diferentes esteriótipos. O filme mostra que cada pessoa tem suas dificuldades e inseguranças. Não devemos julgar ninguém com base em suas aparências externas.

Assista ao trailer

Dumplin': 5 coisas que você aprenderá depois de assistir o filme
SALVE ESSE PIN

newsletter receba novidades

Receba atualizações do blog por email

veja também

  • Parei de querer “chegar lá” e decidi investir no “aqui

    Tea time

    O que a vida me ensinou nesses 34 anos

    Por

  • O que ninguém te conta sobre "ser a sua melhor versão todos os dias

    Tea time

    O que Encanto me ensinou sobre burnout

    Por

  • Me lembrando de como se descansa

    Tentando curtir as minhas férias

    Tea time

    Relembrando como se descansa

    Por

comentários

  • Maria Luíza Lelis

    Oi, Clayci! Tudo bem?
    Eu não vejo a hora de assistir esse filme, mas quero ler o livro antes. Eu acho que ele traz mensagens muito importantes, ainda mais que a sociedade tem tentado cada vez mais estabelecer padrões e rótulos. Eu sei o quanto a insegurança pode afetar nossa vida e, apesar de ainda ter muitas questões a resolver, tenho tentado me importar menos com o que as pessoas esperam e pensar mais no que eu quero.
    Adorei os posts e as lições que você tirou do filme me deixaram ainda mais curiosa para assisti-lo. Espero conseguir fazer isso em breve.
    Beijos!

    responder
    • Clayci

      Ahhh espero que vc consiga assistir logo =D
      O filme está bem lindo
      Muito obrigada <3

      responder
  • lilian farias

    Oi, já coloquei o filme me minha lista na Netflix para assistir, confesso que não me senti atraída pelo livro, mas quando vi a chamada da netflix fiquei muito interessada, espero gostar tanto quando você.

    responder
  • Luana Souza

    Quero muito ler o livro, mas acho que vou acabar vendo o filme antes disso. Tenho uma amiga que acredito que precisa ver esse filme mais do que tudo nesse momento. Tudo de que ele trata (aceitação, empoderamento, libertação) me encanta de maneiras extraordinárias <3

    responder
    • Clayci

      Recomenda o filme para ela, amiga <3
      Eu assisti com a minha sobrinha hahahaha

      responder
  • Dayhara

    Oie lindeza! Eu acabei vendo só a adaptação e não li o livro, mas olha… Eu amei demais, a protagonista é maravilhosa em muitos aspectos e fico me perguntando como esse filme é super importante para a construção da auto estima de muitas mulheres, já quero ver de novo! Hahaha

    responder
  • Sávio frança

    Já li algumas resenhas sobre esse livro e tenho muita vontade de conhecer essa história. Acredito que seja um livro que todos os leitores deveriam ler, pois a reflexão e as mensagens que a obra passa, acredito que o filme também, são de extrema importância, ainda mais no momento em que estamos vivendo.
    Acho que irei me emocionar bastante rsrsrs

    Abraço!

    responder
  • Nina Spim

    Oi, Clayci, tudo bem? Tô terminando One day at a time, pra daí sim começar a ver esse filme. Eu tava bem interessada no livro, mas já que tem filme, vamos de filme hehe. Acho que é uma história bem valiosa e bem importante nos tempos de hoje. Acho que por mais que o discurso de “seja você mesma/o” esteja em alta, ainda existe muita gordofobia disfarçada, especialmente com as mulheres. Então, é uma ótima forma de relembrarmos que o corpo do outro é do outro, ou seja, o problema é dele. Acho que as pessoas ainda se metem demais no corpo alheio sem desculpas idiotas (vejo isso na minha própria mãe, e isso é bem triste). Vou dar uma chance pro filme logo, logo. Amei demais as suas lições, gosto muito de posts assim <3 Adorei!

    Love, Nina.
    http://www.ninaeuma.blogspot.com

    responder
    • Clayci

      Concordo Nina.
      Se por um lado nós temos o discurso de “seja você” do outro temos mídias dando dicas de como parecer x celebridade e aí vai.. =/

      responder
  • Lorraine Faria

    Fora as lições lindas de amizade! Assisti ontem e morri de amores… uma história leve, atual, divertida e inspiradora. E o fato 5 é a mais pura verdade… conforme vamos conhecendo melhor os personagens, vamos entendendo melhor os medos e motivações de cada um. Igual na vida né? 🙂

    beeeijos

    responder
  • Viviane Almeida

    Oi Clayci, tudo bem? Eu sempre vejo várias canais literários falando do livro mas, nunca havia sentido tanta vontade de lê-lo como agora. Esse é um tipo de livro/filme que eu acho muito importante ser conhecido por vários jovens e adolescentes que sofrem bullying por causa do peso, aprender a se amar é a melhor coisa que existe.

    Como eu não sabia do lançamento do filme, ainda não me programei para assisti-lo mas, vou deixar sua dica anotada na minha listinha de espera. Quero te parabenizar por ter escrito um post tão bonito e necessário!

    Beijos e Abraços VIVI
    Resenhas da Viviane

    responder
  • Cabine de Leitura

    Comecei assistir o filme e até onde cheguei estou amando e espero terminar nesse sábado. Ainda que não tenha terminado de ver ele tem levantado importantes reflexões sobre minha própria auto estima, que devo dizer não ser das melhores. Espero no final aprender coisas importantes, como aconteceu com você.

    responder
    • Clayci

      Fico tão feliz em saber que está gostando do filme.
      O mais legal é que Will deixa claro que tbm tem problemas com a aparência dela. Mas que está se amando a cada dia, com as mesmas dificuldades que encontramos no dia-a-dia. Espero que esse filme te faça bem e mostre o melhor que há em vc =)

      Beijos

      responder
  • Beatriz Andrade

    Que lindo post, Clayci.
    Eu amei demais o livro e corri para assistir ao filme assim que a Netflix liberou. Adorei a adaptação e me emocionei em várias cenas. Essa das amigas na competição foi tão linda (da frase Todo mundo tem corpo de biquíni). O final me deixou com lágrimas nos olhos. Mesmo com as mudanças eu senti que ficou muito perfeito e transmitiu exatamente as mensagens importantes que o livro transmitiu.

    responder
    • Clayci

      Eu também não me incomodei com as mudanças, pois eles focaram na mensagem principal.
      Fiquei com medo da Netflix estragar o enredo, pois os últimos lançamentos sobre o tema ficaram uma decepção. Mas não, capricharam e achei isso demais <3

      responder
Mais comentários
1 2 3

newsletter receba novidades

Receba atualizações do blog por email

veja também

  • Parei de querer “chegar lá” e decidi investir no “aqui

    Tea time

    O que a vida me ensinou nesses 34 anos

    Por

  • O que ninguém te conta sobre "ser a sua melhor versão todos os dias

    Tea time

    O que Encanto me ensinou sobre burnout

    Por

  • Me lembrando de como se descansa

    Tentando curtir as minhas férias

    Tea time

    Relembrando como se descansa

    Por

ir ao topo

Buscar no site

Frases do livro: A casa no mar Cerúleo Trechos do livro A sociedade de Atlas Trechos do livro: Mansão Gallant Dark Academia O que é?