Limites do Tempo é o segundo livro da trilogia Chronos da autora Rysa Walker. Ele foi lançado pela editora Darkside Books e é um livro para quem curte romance, eventos históricos e ficção científica.

SOBRE A HISTÓRIA

Como você reagiria se descobrisse que é possível viajar no tempo? Caso você ainda não tenha lido o primeiro livro da trilogia, recomendo ler a resenha que fiz aqui no blog. No livro anterior(Viajantes do Tempo) fomos apresentados a Kate Pierce; uma jovem de dezesseis anos que descobriu – de uma forma inesperada – que conseguia viajar no tempo. Sua avó está com uma doença em fase terminal e conta com a neta para arrumar a bagunça que seu avô causou na linha tempo.

Há muitos anos atrás, eles trabalhavam para a Chronos e o principal objetivo era observar e preservar eventos históricos. Tudo estava indo bem, até que Saul (o avô de Kate) decidiu que não queria apenas assistir tais fatos. Ele queria construir a sua versão e mudar a história, criando um futuro que na qual ele seria dono de uma enorme riqueza e poder. Com a ajuda da tia Pru, Saul alterou momentos importantes e criou um grupo religioso – conhecidos como ciristas.

Chronos: Limites do Tempo - Rysa Walker (Vamos viajar no tempo?)

[penci_blockquote style=”style-2″ align=”left” author=”Chronos – Limites do Tempo (pág. 100)” font_style=”normal” uppercase=”false”]Uma coisa é saber que existem pessoas por aí que acreditam tão fortemente em alguma coisa a ponto de morrer por ela. Outra coisa, totalmente diferente é saber que você está lidando com pessoas que vão cortar a própria garganta de orelha a orelha e continuar ostentando o sorriso enquanto suas vidas se esvaem, confiantes de que o sacrifício valeu a pena[/penci_blockquote] Para que seu plano continuasse ativo, Saul explodiu Chronos no futuro e deixou alguns viajantes espalhados pela linha do tempo. Agora Kate precisa encontrá-los e convencê-los a entregar as chaves (que permitem viajar no tempo) para acabar o plano doentio de seu avô. E em Limites do Tempo, Kate está de volta à sua linha do tempo original (Sim, usei a palavra tempo 4 vezes só nesse parágrafo, mas juro que foi preciso).

 

[penci_blockquote style=”style-2″ align=”right” author=”Chronos – Limites do Tempo (pág.246)”]Sabe, seria muito mais fácil me acostumar a isso tudo se você tivesse que voltar para a sua TARDIS ou algo assim antes de desaparecer[/penci_blockquote] Ocorreram algumas alterações, no entanto, as principais permaneceram intactas. Seus pais ainda existem e sabem dela, mas ainda é preciso restaurar fatos importantes da história. Nessa missão, Kate, é uma das poucas pessoas que sabem que o “presente” foi alterado. Ela ainda conta a ajuda de Connor e Kiernan para rastrear as chaves de outros viajantes. Sua avó também está presente, todavia o câncer está progredindo e isso faz com que ela fique mal-humorada, impaciente e até mesmo esquecida.

Chronos: Limites do Tempo - Rysa Walker (Vamos viajar no tempo?)

Kate terá que voltar no tempo em épocas marcantes da nossa história. Como o assassinato de John F. Kennedy e até mesmo à campanha presidencial de Roosevelt. Fora que ela também terá que lidar com os seus sentimentos, uma vez que sua outra versão foi rompida, na linha do tempo em que amava Kiernan. E nessa linha atual, ela é apaixonada por Trey e está tentando descobrir o que um significa para o outro. Será que ela vai conseguir lidar com todas essas mudanças? 

MINHA OPINIÃO

Por se tratar de uma trilogia, pensei que não iria gostar do segundo livro. Pois geralmente é o que acontece: você se apaixona pelos personagens e a história, mas desanima com a continuação. Comigo foi o contrário! Apesar de ter gostado do primeiro livro, não consegui gostar da protagonista logo de cara. Isso fez com que eu me desanimasse completamente. Em Limites do Tempo, Kate conseguiu amadurecer as suas ideias e ser mais segura em suas ações. Nesse volume, ela está ainda mais forte e independente. A jovem terá que enfrentar inimigos que parecem sempre estar um passo à sua frente.

A única coisa que me incomodou um pouco, foi o triângulo amoroso existente na história. Não é nada angustiante, sabe? Kate sabe conviver com essa situação e mesmo estando confusa com os seus sentimentos, ela não é dramática e sabe separar as coisas (até porque nem eu saberia escolher entre Kiernan e Trey se estivesse no lugar dela). Mas odeio essa sensação de “escolha”,  sabe? Gostei de obter mais informações sobre Kiernan e seu passado com a “outra Kate” (aquela que sumiu na outra linha do tempo), pois ele realmente deixou claro que a ama em qualquer versão.

Chronos: Limites do Tempo - Rysa Walker (Vamos viajar no tempo?)

E se no primeiro livro eu fiquei incomodada com a falta de informações sobre a religião criada por Saul, nesse fiquei satisfeita. No início da trama sabemos que ele é o vilão, entretanto, no livro anterior não foi explicado o porquê dessa obsessão. E o que posso dizer é que ele é cruel, muito cruel. Em Limites do Tempo vamos conhecer melhor o seu passado.

Não tenho muito o que revelar porque não quero soltar spoiler. O que eu mais gosto na escrita da autora é a forma com que ela trabalha as viagens no tempo. É um assunto complexo, mas ela crias as situações com tanta naturalidade que prende a atenção até de quem não gosta muito do tema. Ela consegue explicar e mostrar o “universo ramificado” e como essas alterações afetam a vida de cada pessoa.. Sem falar que há fatos reais dentro da história e achei isso maravilhoso.

Quando Kate ficou viajando entre diferentes épocas históricas, deu pra sentir que houve uma pesquisa muito bem feita; ao ler as descrições dos ambientes e a cultura da época trabalhada. Me senti incomodada em várias passagens, mas principalmente com o período que Kate precisou visitar no interior do estado da Georgia em 1938. Uma época em que as leis de segregação racial ainda eram uma triste realidade. Só posso dizer que gostei da leitura e a minha vontade era de poder viajar no tempo, só para poder ler logo o último livro da saga.

Chronos: Limites do Tempo - Rysa Walker (Vamos viajar no tempo?)Chronos: Limites do Tempo - Rysa Walker (Vamos viajar no tempo?)

[penci_review id=”20977″]