Brotherband #6: Os Caras de Fantasma – John Flanagan

por Posted on 5 Comments 4 min leitura 76 visualizações

Os Caras de Fantasma é o sexto livro da série Brotherband do autor John Flanagan. Ele foi publicado pela editora Fundamento e já fiz a resenha dos livros anteriores aqui no blog. É uma série recomendada para os fãs de Rangers Ordem dos Arqueiros e também para quem curte aventura e ação

Se você não conhece a série, farei um pequeno resumo da história: Brotherband é o nome dado a um treinamento na Escandia. Todos os garotos de 16 anos precisam aprender o básico sobre combate e navegação. No primeiro livro ficamos por dentro dessa competição e também conhecemos o grupo que conseguiu se destacar na última formação. Hal é o nosso protagonista! Ele sempre sofreu preconceito por ser filho de uma ex-escrava e ter sangue de Araluen nas veias. No entanto, ele acaba conquistando a admiração de todos por conta da sua inteligência e habilidade de liderar seu grupo.

SOBRE A HISTÓRIA

Brotherband #6: Os Caras de Fantasma - John Flanagan

O Garça Real estava voltando para casa, mas se deparou com uma tempestade muito forte. Hal nunca tinha passado por uma situação semelhante e por isso não estava preparado para enfrentar tal tormenta. Como skral, ele precisou tomar uma decisão extremamente difícil que colocava em risco a vida de todos os membros do Garça Real. Com pouca água para consumir, Hal teve de escolher entre continuar seu trajeto ou entrar de vez no oceano rumo a um caminho totalmente desconhecido. Por ser justo, decidiu consultar a tripulação antes de tomar a sua decisão e depois de pensarem em todos os contras, o grupo resolveu tentar a sorte no oceano Sem Fim.

A tempestade diminuiu, porém todos estavam exaustos e com sede. Dias se passaram e quando tudo parecia perdido, surge uma ilha e a equipe comemora. Pouco depois montaram acampamento e decidiram ficar até a temporada de tempestades passar. Entretanto, por se tratar de um ambiente desconhecido, foi necessário fazer o reconhecimento da área e aparentemente eles estavam sozinhos na ilha. Porém, Lydia, com toda a sua habilidade e experiência de caça, sentia que estavam sendo vigiados. E realmente estavam! E quando inesperadamente salvaram duas crianças de um ataque de urso, eles descobriram que havia mais pessoas no local. A vila não era muito grande e como forma de agradecimento, os habitantes locais decidiram fazer uma festa de comemoração para os Garças.

O que achei do volume Os Caras de Fantasma

Brotherband #6: Os Caras de Fantasma - John Flanagan

Pela primeira vez eu consegui me emocionar com essa série e não estava preparada para isso. Na primeira parte da história, quando os Garças estavam em alto mar, me senti tensa por conta das ondas e a falta de água para consumo. Hal estava enfrentando algo desconhecido e, por conta disso, ficou horas sem dormir, pensando no que poderia fazer para evitar o pior. Ele não tinha muitas opções e isso o deixava muito mal, pois era o responsável pela tripulação e sentia que deveria ter previsto o ocorrido.

Depois de ler 5 livros dessa série, fiquei feliz de ver o grupo passando tanto tempo no mar. É claro que, devido a isso, a primeira parte ficou um pouco arrastada, mas foi necessário para mostrar como eles estavam reagindo e lidando com aquela situação. O ritmo começa a acelerar quando eles encontram a ilha e descobrem a tribo que vive por lá. A cena em que eles se conheceram foi divertida. Mas como nem tudo são flores, Hal fica tenso quando descobre que há uma tribo de selvagens que ataca as vilas. Há anos que eles não aparecem, mas todos recebem a notícia de que os Cara de Fantasma estão saqueando a região.

O skral sabia que não precisava se envolver nessa briga. Ele poderia partir com o seu grupo a qualquer momento e deixar a tribo que o recebeu cuidar disso. Mas estamos falando de Hal! Ele é grato pela recepção e não acha justo virar as costas para os seus novos amigos, por isso os Garça vão ficar e lutar. Admiro demais essa característica de Hal.

Você precisa dar uma chance para as histórias do John Flanagan

Se no volume anterior o autor focou na lealdade e na relação com a tripulação, nesta ele vai trabalhar a habilidade de cada membro da equipe. Hal é um excelente líder e arranca suspiros por onde passa; Lydia continua sendo independente e destemida; os gêmeos voltaram a brigar nesse volume; E Stig amadureceu tanto! Ele foi o responsável por me deixar emocionada com esse volume.

E tratando-se de uma série, não consigo dar tantos detalhes da história sem soltar spoilers. Se você me acompanha, já deve ter reparado que eu sou fã do autor, não é mesmo? John Flanagan me conquistou com a sua escrita e a forma de desenvolver o enredo. Li todos os livros de Rangers Ordem dos Arqueiros (e não vejo a hora de sair o novo) e Brotherband foi uma surpresa maravilhosa.

Nessa série, grande parte da história se passa no mar. Há um glossário de termos náuticos no início do livro, mas já me acostumei tanto com o ambiente (e a linguagem) que nem preciso mais consultá-lo. John Flanagan gosta de detalhes, por isso é comum finalizarmos um volume com aquela sensação de que fomos enrolados. Mas não é essa a intenção do autor! Ele quer mostrar que há vários obstáculos antes de alcançar qualquer objetivo. Nem sempre os personagens principais ficam em vantagem e quase sempre há desentendimento no grupo. Entretanto, sempre há uma lição para aprender.

Os Caras de Fantasma Book Cover Os Caras de Fantasma
Brotherband
John Flanagan
Fundamento
307

Hal e seus companheiros foram pegos por uma monumental tormenta quando partiram de Clonmel e por isso acabaram desviando de seu curso. Atracaram em uma terra tão distante que Hal não conseguiu reconhecê-la ou identificá-la nos mapas. E, mesmo sem avistar nenhum habitante no local, a tripulação do Garça-Real tinha uma sensação horripilante de que estava sendo observada. De repente, o silêncio foi rompido quando um urso gigantesco atacou duas crianças. Os garças entraram em ação e salvaram os garotos, ganhando, assim, o reconhecimento e a amizade da população. Mas não houve tempo para um merecido descanso ou comemoração! Os Caras de Fantasma, uma tribo selvagem e cruel que pinta os rostos de branco, estavam a caminho para saquear e destruir a vila. Os garças não poderiam deixar isso acontecer! Pelo menos, não sem uma boa luta.

Receba as publicações por e-mail

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 Comments
  • Ana Caroline Santos
    novembro 12, 2019

    Olá, tudo bem? Conheci essa série por aqui mesmo no blog, e cada vez que vejo mais uma resenha sobre fico mais interessada. Quero cair dentro dessa aventura, e assim quem sabe me emocionar nesse volume como você. Adorei e com certeza dica anotada!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com/

  • Michelle
    novembro 10, 2019

    Oi, adorei saber um pouco sobre a escrita e história de forma geral me parece um livro excelente e ja anotei aqui para leitura futura!

  • Silviane Casemiro
    novembro 9, 2019

    Não conheço essa saga ainda e achei muito bacana a ideia da trama. Não arriscaria ler, por saber que tem 5 livros, mas adoro conhecer essas obras para poder indicar aos leitores da loja em que trabalho.

    Silviane, blog Memento Mori• Siga no Instagram: @kzmirobooks

  • Marijleite
    novembro 9, 2019

    Oi, amei saber um pouquinho sobre o que rola nesse volume, gosto muito de histórias que envolva mar e navios. Bom saber que a trama conseguiu te emocionar.

  • Vanessa Vieira
    novembro 6, 2019

    Que história fantastica! Curto muito aventuras assim. E você me deixou com agua na boca. Sua escrita noa leva para dentro da história, acabei ficando com gostinho de quero mais. Heheh

    Tenho uma certa ansiedade com as séries, mas acho que esta valeria a pena!

    Um abraço!

Previous
{Week Click} Como foi o mês do Halloween por aqui
Brotherband #6: Os Caras de Fantasma – John Flanagan

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE