Anseios, desejos e necessidades

por Posted on 9 Comments 2 min. de leitura 50 visualizações

Olá pessoas, tudo bem? Vamos falar de anseios. desejos ou mais precisamente daquela vontade incessante que fica nos cutucando dentro da nossa mente? Tenho certeza de que você já sentiu isso mais de uma vez no decorrer da vida. É totalmente normal e não se trata de problema físico de saúde. Porém, pode afetar nossa disposição mental e espiritual. São nossos anseios!

Ponto central: condição humana! O que mais temos na vida são anseios. Posto que, primeiro, somos bombardeados continuamente por informações e necessidades que na maioria das vezes nem são nossas. Consequentemente, em segundo plano, isto se mescla com necessidades de fato nossas e do nosso ser. E agora, José? Maria? E agora, todo mundo?

Bom, agora temos o problema e teremos de saber lidar e filtrar estes anseios e pareá-los com nossa vida. Todavia, a tarefa não é fácil. Como disse antes, o fluxo de informações é contínuo e nos cerca a todo instante, para tal, basta olhar os últimos 20 anos. Veja a quantidade de coisas eletrônicas que surgiram, foram aprimoradas e nos conectam em full time. Concomitantemente, temos acesso a infindáveis informações e modos de vida que são expostos o tempo todo. Mas como isso nos causa anseios e desejos?

Anseios, desejos e necessidades

Em outras palavras: como surge essa pulga atrás da orelha? Por que ela fica nos dizendo pra ir atrás de algo que até agora mesmo eu não tinha vontade ou não necessito?

O que mais temos na vida são anseios

Pois bem, na minha concepção o que temos aqui é um choque! Um verdadeiro impacto de coisas que nos são mostradas com coisas que deixamos reprimidas em nossas mentes e não nos damos conta. Poder ser um passeio que perdeu, uma viagem que não fez, um doce que você queria comer, etc. Ademais, pode ser até que você tenha tido a oportunidade de fazê-lo, mas não o fez por uma razão ou outra. Portanto, seu subconsciente armazenou aquela informação e a deixou ali, de escanteio.

A partir do momento que nos deparamos com algo nas redes ou notícias numa televisão ou Internet, assimilamos e processamos. Aquilo então chega em nossa mente e se choca com o resquício da lembrança do que deixamos de fazer. BOM! A vontade volta, nem sabemos o porquê!

Enfim, com isso em pauta e tentando praticar o exercício de controle sobre anseios, espero que este pequeno texto seja de grande ajuda. Pois que cada um que o leia possa começar a entender mais de si mesmo e de seus desejos. Para que não sofram ou se culpem de ações que façam, mas que se compreenda antes de tudo.

Obrigado!

Receba as publicações por e-mail

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 Comments
  • sheyla xavier
    setembro 11, 2019

    Olá,
    Perfeito texto.. os anseios nos levam realmente à ansiedade e o bombardeio em nossas mentes de o TER , realmente nos deixa confusos….
    Seu texto é muito esclarecedor que não somos escravos de nada !! Parabéns.

    Bjokas,
    Sheyla.

    • Diego Lorenzo
      setembro 13, 2019

      Obrigado, vejo que pegou bem a mensagem a ser transmitida

  • adorei esse texto, eu sou daquelas pessoas super ansiosas; precisamos mesmo cada vez mais nos voltar pra dentro pra nos entender melhor

    http://www.tofucolorido.com.br
    http://www.facebook.com/blogtofucolorido

    • Diego Lorenzo
      setembro 13, 2019

      Sim, de fato é um processo contínuo e que fica diferente em cada momento. É um exercício a ser praticado diariamente

  • Kelen de Oliveira Vasconcelos
    setembro 10, 2019

    Oi Diego,
    Realmente a ansiedade tem sido um mal do último século. Me sinto abençoada por ter conhecido a sociedade, ainda criança, sem tanta tecnologia e poder exercitar a minha criatividade em brincadeiras. Hoje prefiro não fazer das redes sociais ou da internet em si o ponto alto da minha vida. Elas estão lá apenas para complementar e impulsionar algumas coisas, mas nunca para ser o principal.
    Abraço.
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

  • Vanessa
    setembro 10, 2019

    Gostei muito do texto, muitas vezes pensamos demais no que queremos fazer e não olhamos para o que já conseguimos, o que já fizemos e praticar a gratidão é essencial para nossa saúde mental. Olhar o que ainda não foi feito e praticar ou planejar para ser feito é essencial.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    • Diego Lorenzo
      setembro 13, 2019

      Fico muito contente de saber disso. Pode aproveitar bem a infância e desfrutar dos melhores momentos não tecnológicos da vida.

  • Sabrina Santiago
    setembro 9, 2019

    Eu tô tão apaixonada no seu blog que eu preciso de um minuto para processar. Por favor, me deixa sentar com você no recreio, hahaha.

    Parece um tanto exagerado, mas se você visitar o meu blog, o Moça de Casa, vai ver que temos essa mesma paixão pelo amarelo. Mas não somente isso: paixão pela sensibilidade com a vida.

    Pronta para devorar o seu arquivo em 3, 2…

    • Clayci
      setembro 11, 2019

      Ahhh que demais.
      Muito obrigada pelo seu comentário e seu blog é lindo demais <3
      Já fui lá stalkear

Previous
Aurora nas sombras – Fabien Vehlmann & Kerascoët
Anseios, desejos e necessidades

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE