3 obras para compreender melhor a crise dos refugiados

por Posted on 22 Comments 4 min. de leitura 159 visualizações

De acordo com a ONU estamos vivendo a pior crise humanitária do século. Mais de 68,5 milhões de pessoas foram forçadas a deixar suas casas. E para tornar esses dados ainda mais tristes, metade dos refugiados são crianças. Crianças com menos de 18 anos de idade representam 52% da população refugiada no mundo. Muitas testemunharam e experimentaram violências, além de viverem em risco de abuso, negligência, exploração, tráfico e até mesmo recrutamento militar.

Estas pessoas foram obrigadas a abandonar seus lares para fugir de guerras, perseguições políticas e violações de direitos humanos. É um assunto extremamente delicado e é preciso empatia na hora de discutir sobre a política de acolhimento de refugiados. Tenho me interessado cada vez mais pelo assunto e ido atrás de artigos, documentários e ficções com o tema. Hoje vim indicar um filme, um documentário e uma graphic novel sobre o assunto.

Filme: Missão no Mar Vermelho

Esse filme entrou no catálogo da Netflix dia 31 de julho e tem o Chris Evans no elenco. A história é baseada em fatos reais ocorridos em 1977. Ari (Chris Evans) é um agente do Mossad – serviço secreto israelense – e sua missão é salvar refugiados judeus da Etiópia. Apesar das circunstâncias- para a existência da população judaica na África não serem bem explicadas – Missão no Mar vermelho tem um bom aspecto histórico, político e social. 

Ari planejou uma missão arriscada: ele e sua equipe irão se instalar em um hotel abandonado e vão transformá-lo numa fachada para desviar para fora do Sudão, refugiados etíopes que seriam mortos pela cruel perseguição religiosa. Ninguém imaginava que O Red Sea Diving Resort funcionaria como um empreendimento normal, enquanto Ari e sua equipe se arriscariam diariamente para salvar quantas vidas pudessem.

Essa missão que foi batizada de “Operação Irmandade” durou cerca de cinco anos. Apesar de ter me incomodado com o roteiro – que era para ser mais ágil e menos focado nas ações pessoais dos personagens – gostei do filme e da discussão. Achei que foi uma excelente forma de entreter o espectador e fazê-lo pensar fora da caixinha.

Documentário: A vida em mim e a Síndrome da Resignação

A Vida em Mim está disponível no catálogo da Netflix e este documentário relata a triste realidade de centenas de crianças refugiadas na Suécia. A Síndrome de Resignação é uma doença misteriosa que atinge crianças que assistiram e viveram traumas. Essa doença faz com que estas crianças entrem em um estado semelhante ao do coma. Já foram registrados mais de 200 casos no país e ainda não encontram uma explicação científica para essa doença.

Nos primeiros minutos do documentário temos uma breve explicação – para um dos pais – sobre a síndrome: “Sua filha está deitada aqui como Branca de Neve porque as coisas são terríveis demais ao seu redor. Esta é uma maneira de proteção. Ela está apenas esperando que a situação melhore.”

A vida em mim tem 40 minutos de duração; e nesse período vamos conhecer 3 famílias que passaram por situações humilhantes e que precisaram fugir para a Suécia. São 3 casos de crianças que estão há meses inconscientes. É como se elas se desligassem desse mundo. No início vão perdendo o interesse das suas atividades e preferem ficar dormindo. E com o avanço e agravamento da doença, ficam inconscientes e não conseguem fazer mais nada sozinhas.

Uma das famílias teve o pai preso e torturado. Outra assistiu a um amigo sendo morto. E a outra teve a mãe estuprada e assassinada. Imaginem o psicológico dessas crianças que presenciaram essas cenas. Chorei com os relatos e com o dia-a-dia de cada família. Quando esta síndrome surgiu pela primeira vez em 2002, políticos disseram que era invenção das crianças ou que eram os pais que estavam envenenando-as, isso só fez com que o preconceito recaísse sobre essas famílias. Assistam!

Livro: Refugiados – Kate Evans (Graphic Novel)

Calais é uma cidade do norte da França. Ela sempre foi uma cidade tranquila e pacata. Sua principal fonte de economia girava ao redor da fabricação de rendas. No entanto as coisas mudaram a partir de 1999. Milhares de migrantes – atraídos pela possível travessia pelo Canal da Mancha para chegar ao UK -se fixaram em acampamentos de refugiados improvisados.

Selva como é conhecido, é o mais famoso deles e se estabeleceu entre 2015 a 2016. Se tornou uma verdadeira cidade dentro da outra e retrata a maior crise humanitária do século. Sem saneamento ou condições razoáveis de sobrevivência para seus habitantes, Kate decidiu por meio de “Refugiados” mostrar uma história de dor e desespero. Pessoas que só queriam vida com melhores condições e que lutam diariamente contra o ódio e ignorância de muitas pessoas. Mas apesar desse quadro, Kate mostrou que ainda há esperança e existem pessoas dispostas a ajudar.

A Selva “acabou” em 2016. Sofreram vários ataques organizados por um grupo de encapuzados que queriam colocar pânico nos imigrantes. Sem falar que a própria policia acabou se excedendo e espancou várias pessoas sem qualquer motivo. Essa Graphic Novel foi publicada aqui no Brasil pela Darkside Books e mostra que a maldade humana sempre perseguiu o acampamento. Evans usou suas ilustrações para compartilhar esses acontecimentos de uma forma chocante.

Já leu ou assistiu algumas dessas indicações?
Tem algum conteúdo sobre o tema para me indicar?

Beijos

Receba as publicações por e-mail

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

22 Comments
  • Beatriz Andrade
    setembro 5, 2019

    Que post mais completo e interessante! Eu não conhecia nenhuma das obras ainda e fiquei curiosa com as 3

  • Betty Gaeta
    setembro 3, 2019

    Oi Clayci,
    Lendo o seu post me dei conta que seu muito pouco sobre os refugiados. Vou favoritar o post e vou assitir ao domumnetário e ao filme, quem sabe eu também leia o livro (tenho uma pilha de livros para dar conta por aqui).
    Beijos

  • Debyh
    agosto 26, 2019

    Olá,
    Acho que nunca vi nenhum filme com a temática, mas nem vejo muitos então não é parâmetro. mas já li alguns livros não-ficção e são realmente de partir o coração. O tema me interessa muito, acho que sempre me despertou a curiosidade de o que acontece quando você perde sua pátria. Ótimas indicações.

  • Alice Lacerda Montiel
    agosto 25, 2019

    Oiii Clayci

    É muito duro acompanhar esse drama dos refugiados, temos uma calamidade aqui ao lado na Venezuela e eu acompanhei bastante o drama na Siria que foi terrivel e mesmo agora que a guerra está perto do fim ainda traz muito trauma, muita ferida. Essa graphic da Darkside está na minha lista e o filme do mar Vermelho também acho mega interessante pois é um dos poucos que retrata os judeus africanos, que vivem uma realidade complicada, cercado de inimigos e vizinhos hostis.

    Beijos, Alice

    http://www.derepentenoultimolivro.com

    • Clayci
      agosto 26, 2019

      É um assunto muito triste e delicado, né? =/

  • Dayhara Ribeiro Martins
    agosto 25, 2019

    Oi Lindeza, que post mais rico! Eu acho esse tipo de postagem extremamente necessário para que tenhamos mais embasamentos e possamos acreditar como as coisas realmente estão acontecendo, obrigada por tanta informação! Já anotei tudinho.

  • Joanice
    agosto 25, 2019

    Olá

    Missão no Mar Vermelho assisti uns 30% e vou terminar brevemente porque estava cansada e não estava absorvendo o filme como deveria.
    Vou assistir ele e o documentário que sugeriu.
    O livro quando tiver mais em conta, eu compro.
    Beijos

  • Ana
    agosto 24, 2019

    Achei o post INCRÍVEL! Que bom jeito de trazer uma questão tão atual e tão triste da nossa sociedade. Tinha visto o trailer do filme e conhecia a graphic novel pelos posts de divulgação da caveirinha, vou tentar consumir os conteúdos!

  • Mari
    agosto 23, 2019

    Olá!

    Esses dados além de alarmantes, são tristes. Quantas pessoas saindo daquilo que por toda vida foram suas casas porque elas já não lhe representavam mais seguranças. É de doer o coração.

    Não conhecia as obras, mas já anotei todas as dicas.

    Beijos,
    Blog Diversamente

    • Clayci
      agosto 26, 2019

      Nem me fala, fico muito triste com tudo isso tb =/

  • viviane
    agosto 22, 2019

    Oi Clayci, achei ótimas as tua dicas. É muito bom conhecermos esta realidade que parece tão distante, mas está tão próxima de nós. Fiquei bem curiosa com o segundo filme e a doença misteriosa, nosso psicológico é capaz de coisas inimagináveis.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com/

    • Clayci
      agosto 26, 2019

      Esse documentário é bem comovente, recomendo <3

  • Leslie Leite
    agosto 22, 2019

    A síndrome da resignação me lembrou meus desmaios durante crises de ansiedade, parece que o stress é tão grande que meu corpo simplesmente desliga para colocar as coisas em ordem, acho que é mais ou menos isso o que acontece com essas crianças, elas entram nesse estado de “sono” para aguentar todo o estress que é ser e viver como refugiado. Vou assistir ao documentário.
    Gostei das suas indicações. Eu sou Testemunha de Jeová e a nossa organização incentiva muito que aprendamos outros idiomas para nos comunicar com os refugiados e poder estudar a bíblia com eles, a fim de dar-lhes um pouco de esperança. Temos até mesmo um app para aprender outra língua.
    Acho super importante que todos tenhamos consciência sobre essa crise mundial e os motivos dela.
    Beijo.

    • Clayci
      agosto 22, 2019

      Oi Leslie, nossa eu imagino como deve ser horrível essas crises de ansiedade =/
      E achei MUITO legal a organização e ajuda de vcs <3

  • Juliana Ferreira
    agosto 22, 2019

    Obrigada por esse post, infelizmente existem pessoas que ainda não entendem sobre.

    Beijos
    http://www.pimentadeacucar.com

    • Clayci
      agosto 22, 2019

      <3 Fico feliz que tenha gostado =D
      Muito obrigada

  • Michelle Russo
    agosto 22, 2019

    Olá, tenho certeza de que essa leitura é muito tocante e intensa, abordando um tema tão doloroso, adorei a postagem bem completa e informativa, gostei do conteúdo extra que trouxe como dica, e espero ter a oportunidade de ler o livro e assistir a esse material.

  • Bianca Ribeiro
    agosto 22, 2019

    o trailer do segundo filme, meu deus, me deu até um arrepio! vou colocar na minha lista de coisas pra ver URGENTE!
    Eu comecei a ler um romance lésbico que aborda a questão dos refugiados, tudo bem que eu comecei ele ontem, mas eu achei muito legal essa temática e abordar isso é sensacional. Eu adorei as dicas e essa GN deve ser muito perfeita, quero ler um dia! <3

    • Clayci
      agosto 22, 2019

      Gostei da proposta do livro que está lendo Bia, qual o nome dele? <3

Previous
Escolhendo armações na Óticas Blue
3 obras para compreender melhor a crise dos refugiados

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE