Tudo e todas as Coisas – Nicola Yoon 37 134

Adobe Photoshop PDFTudo e todas as coisas
I.S.B.N:8581637884
Páginas: 304
Autora: Nicola Yoon
Editora:Novo Conceito
Sinopse: Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa, nunca sai em toda minha vida. As únicas pessoas com quem convivo são minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Pela janela olho para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega observando-o e me encara. Encaro-o também. Descubro depois que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre.

TUDO E TODAS AS COISAS 4

“Quanto mais  eu tento deixar o mundo do lado de fora, ele parece cada vez mais determinado a entrar”.

Eu estava precisando de uma leitura leve e a Novo Conceito atendeu o meu pedido enviando “Tudo e todas as coisas“.  Inventei de entrar em uma maratona de livros pós-apocalípticos, que me deixou exausta e conhecer a obra de Nicola Yoon fez com que eu me apaixonasse, novamente, pela vida.

Na história conhecemos Madeline, uma jovem de 17 anos que não conhece o mundo fora da sua casa. Ela encarou a morte quando pequena, e desde então ela tem alergia ao mundo. Tudo o que ela conhece está dentro da sua casa. Apesar da sua alergia, ela possuí uma rotina como qualquer garota da sua idade. Inclusive, me identifiquei muito com ela, pois Maddy é apaixonada por livros e pelo Darcy de Orgulho e Preconceito. Ela mora com a sua mãe (que é sua médica), e convive com Carla (sua enfermeira) diariamente. Ela estuda em casa e suas aulas são via Skype.

TUDO E TODAS AS COISAS 3

TUDO E TODAS AS COISAS 2

A vida é um dom, não a desperdice.

Até então, Madeline está acostumada com a sua vida. Ela não quer dar trabalho para sua mãe e por isso, tenta se esforçar ao máximo para mostrar que é feliz dentro das suas condições. E consegue! Ela é divertida e inteligente e sua doença acaba se tornando apenas um detalhe.

Sua vida começa a mudar depois de conhecer Olly. Ele é o seu novo vizinho e Maddy aprende a lidar com novos sentimentos. O contato entre eles é baseado em mímicas e e-mails, pois Maddy não pode ter nenhum tipo de contato físico. Mas, Carla acaba dando um jeitinho e consegue realizar o desejo dela, fazendo com que eles fiquem em um mesmo ambiente, mas sem toques.

TUDO E TODAS AS COISAS 5
Detalhe do marcador lindo que a editora enviou junto com o livro.

TUDO E TODAS AS COISAS 1

O sentimento entre eles só cresce e no decorrer da história vamos conhecendo  um pouquinho mais sobre cada um. O que eu posso adiantar é que você vai gostar do diálogo entre eles e vai torcer muito para que os dois fiquem juntos no final. A única coisa que me incomodou um pouco foi a ingenuidade de Maddeline.  Sei que ela vive em um mundo fechado e as únicas pessoas que ela têm contato são sua mãe e sua enfermeira e não a culpo por isso. E achei Olly imaturo em diversas situações. Não perde a essência do livro, mas acho que ele poderia ter encarado a situação de forma mais realista (e responsável) e mostrado a importância disto para Maddy.

Iniciei a leitura com uma expectativa, porém me surpreendi com o final. Apesar da doença e da fragilidade de Madeline, a leitura não é cansativa porque a personagem é animada e não gosta que a tratem com pena; ela sabe lidar com sua doença e encarar as responsabilidades de um jeito um tanto quanto amadurecido.  Também é interessante a forma como a autora abordou a relação familiar, tanto de Maddy quanto de Olly, conseguindo prender a minha atenção e curiosidade para saber o final.

TUDO E TODAS AS COISAS

Super recomendo a leitura de Tudo e Todas as coisas.

O livro “Tudo de todas as coisas” foi cedido em parceria com a Editora Novo Conceito para resenha e divulgação

Comentários

Comentários

Existe uma frase que consegue me descrever perfeitamente bem: “Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então“ (Alice no País das Maravilhas). Sou uma taurina que gosta de mudanças, estranho né?! Sempre gostei de fazer parte do que não conheço e nunca tive medo de arriscar naquilo que acredito. Sou Whovian, Sherlockian, Slytherin e Nintendista. Apaixonada por fotografia, livros, roedores, toys e miniaturas.

37 Comments

  1. Ok, vamos por partes.
    A frase de início da resenha é algo que me deu um susto. Eu costumo falar que tenho ‘alergia do mundo’ por que ao acordar, a primeira coisa que faço é espirrar, e não abrir os olhos.
    Eu não tinha ouvido falar desse livro ainda mas a temática RBD me interessou muito. Ás vezes, preciso de uns empurrões adolescentes como esse livro. Obrigada <3

  2. Wow! Fiquei muito curiosa para ler esse livro!
    Quando vi a sinopse, logo lembrei de Jimmy, o menino bolha, e já comecei a supor possíveis finais…
    Adorei sua resenha, e caramba, que marcador maravilhosos! Por um instante achei que ele tinha mesmo a cor do céu em uma de suas fotos!
    🙂

  3. Preciso de um livro assim. Já visualizei a história. Acho que vou gostar.
    Dou muito valor a diálogos bem construídos. Essencial pra mim.
    Achei lindo esse marcadorrrrrrrrr… Adorei suas fotos.

    Quanto a maturidade dos dois, isso me irrita as vezes, gosto de personagens fortes, diretos e sem mimimi, masssssss né… Fazer o quê?

  4. Fiquei curiosa com o livro. Primeiro porque estou na dúvida se termina com final feliz. Segundo porque fiquei aqui pensando se essa alergia é real, se é apenas psicológica ou se é só invenção. Acho que preciso ler para descobrir rs
    Beijos! =**

  5. Nossa gente que fotos lindas, sério! Amei! Achei a história também muito interessante, me parece um pouco com aquele filme do John Travolta o menino da bolha de plástico, não sei se tem muito a ver, mas foi a primeira coisa em que pensei. A ingenuidade de alguns personagens em livros, dá uma irritadinha, né? Mas se a história é boa vale a pena haha Beijos!

  6. Oi Clayci! Eu vi uma foto desse livro pelo insta (não sei se no da editora, no de algum outro parceiro ou no seu mesmo! HAHAHA). Primeiramente, achei esse marcador uma coisa LINDAAAA! Super diferente e original. A capa foi outra coisa que me chamou a atenção e me fez ter vontade de lê-lo. Uma vida com alergia a tudo no mundo.. no minimo, dai sai algo interessante.

  7. Gostei muito da história do livro e acho que deve ser uma leitura muito legal, mas o que achei maravilhoso mesmo foi esse marcador de páginas que a editora enviou para você. A sua foto dele com as flores e o céu azul ficou maravilhosa.
    Beijos
    Mari

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE