Time Riders: O dia do predador – Alex Scarrow 10 172

Time Riders – O dia do predador;
I.S.B.N: 9788539506491
Páginas: 413
Autor: Alex Scarrow
Editora: Fundamento;
Avaliação:
Sinopse: Liam O’Connor, Maddy Carter e Sal Vikram são adolescentes de períodos diferentes da História,mas com algo em comum: todos deveriam ter morrido em grandes tragédias. No último momento de vida, um estranho os levou do local das catástrofes. Mas eles não foram salvos. Foram recrutados. Os TimeRiders ainda não haviam se recuperado das consequências da batalha contra os nazistas quando receberam uma mensagem vinda do futuro. A Agência descobriu uma trana para matar Edward Chan antes que ele elaborasse a teoria da viagem no tempo. Se isso acontecer, não haverá máquina do tempo. Nem TimeRiders. Assim, Liam é enviado para 2015, a fim de deter o assassino de Chan. Mas algo sai muito errado com a missão e Liam é transportado para 65 milhões de anos antes de Cristo. E, para piorar, um grupo de estudantes do ano de 2015 é levado com ele. Enquanto Liam luta para manter o grupo vivo em plena era dos dinossauros, Maddy e Sal tentam localizar o amigo perdido. Mas como encontrar alguém que pode estar em qualquer período da História? E o que acontece com a linha do tempo quando dinossauros e humanos se encontram? Uma coisa é certa: a humanidade não será mais a mesma…

*Livro cedido em parceria com o blog.

Quando se mexe com o passado que se conhece, cria-se um futuro desconhecido.

Hello Sweet! Hoje eu trago a resenha do segundo livro da série Time Riders do autor Alex Scarrow. Eu já resenhei (e indiquei) o primeiro livro aqui no blog e se você ainda não leu (e não conhece a história) pode ler aqui. O que posso dizer é que minha experiência com o segundo livro foi melhor do que com o primeiro. Eu amo histórias com viagem no tempo e a escrita de Alex faz com que a leitura seja leve mesmo sendo um assunto tão complexo. Se você morre de vontade de ler ficção científica e tem medo de ficar perdido com a história e os termos usados nela, pode ficar tranquilo porque Time Riders é uma leitura bem didática e que flui facilmente.

No primeiro livro nós conhecemos os três jovens que foram recrutados pela agência para supervisionar nossa linha do tempo. Liam, Maddy e Sal são os responsáveis por manter nossos dias tão “normais“. Eles já corrigiram nosso passado quando Hitler ganhou a guerra (e ainda bem que conseguiram) e na história conseguimos ter uma pequena ideia de como o mundo seria se isso tivesse acontecido de fato.

E agora em O dia do Predador nós seremos transportados para o período Cretáceo! Já imaginou como seria conviver com os dinossauros? Na verdade viajar nesse período foi um erro e a equipe terá que resolver esse problema antes que ocorra uma alteração em nossa linha do tempo, afinal ter vida humana a 65 milhões a.c não pode ser uma coisa boa, né?!

Mas como eles foram parar lá? Maddy, Liam e Sal receberam uma mensagem do futuro. Eles tinham que impedir o assassinato do Edward Chan. Ele foi o responsável por escrever o primeiro artigo sobre viagens no tempo e a agência tinha que impedir, né? Contudo é claro que esse resgate resultaria em outro acidente, afinal planos estabelecidos são sempre propensos a um acidente (ou dois). Nesse caso esse acidente envolvia um buraco em outra dimensão! No período em que Edward Chan seria morto, os cientistas estava tentando criar uma nova energia chamada energia do ponto zero, ou seja, eles fariam um buraco em outra dimensão possibilitando que a humanidade criasse uma nova forma de energia. Só que deu tudo errado e todos que estavam presentes na operação foram transportados para o período Cretáceo.

Liam, Becks (a inteligência artificial apoio da agência), Edward Chan, a pessoa que iria matá-lo e mais alguns jovens foram transportados para um Texas há 65 milhões de anos atrás. Enquanto Maddy e Sal tentavam descobrir onde Liam foi parar na história, eles enfrentavam uma espécie inteligente de dinossauros. Não quero entregar a história e quero muito que você a leia para descobrir e imaginar como seria viver naquele período. Os riscos e as mudanças que ocorreria em nossa linha do tempo, Viagem no tempo é uma coisa fascinante, mas que dá muito medo!

Porém preciso dizer que algo me incomodou nessa história: Maddy! Quando li o primeiro livro, entendi o tamanho da responsabilidade que ela assumiu ao aceitar comandar a máquina o tempo. Ela estava despreparada e imaginei que no segundo livro a encontraria vivendo um conflito por causa de sua insegurança. Todavia ela me irritou e foi infantil em algumas decisões. A forma com que ela tratou Sal e por ter sido impulsiva colocando a vida de outras pessoas em risco fez com que eu pensasse se ela realmente merecia esse posto. Claro que por ser humana é possível entender suas motivações e escolhas, porém a personalidade dela tem que ser trabalhada e espero que no terceiro livro minha visão mude.

Liam se tornou o meu personagem favorito! Apesar de vir de uma época diferente das meninas, ele é bem inteligente e sabe liderar e faz de tudo para garantir a segurança de todos. Becks (a inteligência artificial) se mostra mais humana do que antes na versão de BOB e ganha um grande destaque na trama.

Me tornei fã do autor e adorei as referências usadas na história. Se você for fã de Harry Potter se prepara porque teremos muito do mundo da JK Rowling na história. E preciso dizer uma coisa sobre o final: QUE FINAL AMIGOS! Não imaginava esse desfecho e ele já entrega muito sobre o próximo livro e por isso não vejo a hora de lê-lo.

Comentários

Comentários

Existe uma frase que consegue me descrever perfeitamente bem: “Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então“ (Alice no País das Maravilhas). Sou uma taurina que gosta de mudanças, estranho né?! Sempre gostei de fazer parte do que não conheço e nunca tive medo de arriscar naquilo que acredito. Sou Whovian, Sherlockian, Slytherin e Nintendista. Apaixonada por fotografia, livros, roedores, toys e miniaturas.

10 Comments

  1. Achei muito legal a proposta do livro, histórias de viagens no temo requerem muita pesquisa sobre períodos históricos para ficarem bem legais. Vou indicar pro meu boy, ele ama desse assunto. Adorei a diagramação do livro e arte da capa. e amei os dinossaurinhos!

    Bites!

  2. Não tinha visfo esse livro ainda, que demais! Adorei a ideia, estórias de viagens no tempo requwrem muita pesquisa sobre periodos históricos. Vou indicar pro meu boy que adora coisas de viagem no tempo. Adorei a diagaramação e a arte da capa. E amei os bonequinhos de dinossauros!

    Bites!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE