Já faz um tempo que a Kah me marcou nessa tag e eu só demorei para postar porque a senhoria Mishu não colaborou nas fotos, sabe?

Quantos gatos você já teve?

A Mishu é a minha primeira gata! Sempre tive cachorros em casa e por conta disso eu só aproveitava os gatinhos nas casas que eu visitava.

Sempre teve gatos?

Como eu disse na resposta anterior, sempre tive cachorros! Cresci com aquele preconceito de que gatos não eram carinhosos como os cães. E quando eu era pequena e ia na casa de pessoas que tinham gatos, percebia que eles ficavam afastados – claro que por medo, afinal é um estranho dentro de casa – e na minha cabeça era porque eles realmente não eram carinhosos.

Quantos gatos tem agora?

Uma que vale por cinco.

Gostaria de ter mais?

Sim! Mas não daria muito certo. Sou mãe de roedores e é difícil controlar a Mishu em relação às minhas chinchilas. Só consigo soltá-las quando ela não está por perto e a Mishu é ciumenta demais. Eu teria mais gatos se tivesse mais espaço para isso.

O que determina o número de gatos? Dinheiro, espaço, tempo, pessoas com quem divide a casa?

Acredito que tudo isso junto. Adotar a Mishu não estava nos meus planos e passei por vários obstáculos antes dela virar moradora dessa casa. O meu cunhado tem alergia forte e eles não podem ficar em um mesmo ambiente, meu pai não queria mais animais dentro de casa, minha mãe pensava nos custos e por aí vai. Eu consegui fazer com que ela ficasse em casa depois de muita conversa. Como trabalho em casa, então consigo supervisionar. Mas se eu estivesse trabalhando fora no período de adaptação eu já não me sentiria segura por conta dos meus outros bichos. Não gasto muito com a Mishu! A ração que ela come é da Golden e evito de dar petiscos por recomendações médicas. Lembro que tive dificuldades apenas no início, quando tive que vaciná-la e castrá-la. Foi um custo que eu não estava preparada para enfrentar, porém deu tudo certo.

Já resgatou gatos da rua? Quantos?

A Mishu veio de um resgate. Ela foi abandonada na esquina da minha casa e no começo eu achava que era de algum vizinho. Ela não era tão pequena, mas era filhote! Sai batendo de porta em porta perguntando, até que uma vizinha disse que viu a pessoa deixando ela dentro de uma caixa algumas horas antes. Eu trouxe ela pra casa com o intuito de ser um lar temporário, mas minhas divulgações e procura por dono não teve sucesso. No fundo fiquei feliz por isso, pois ela é muito feliz aqui. Mas já resgatei outros gatos sim, mas consegui donos para eles. É difícil ver e não fazer nada a respeito, né?

Já passou apuros por ser a louca dos gatos?

Não! Ao contrário da minha irmã que escondia os gatos dentro do guarda-roupa para a minha mãe não ver.

Ajude as migas gateiras: marca de ração seca, marca de ração molhada, marca de areia, brinquedo preferido.

Eu compro a Golden de Frango. Já tentei outros sabores, mas ela não gostou, porém quero mudar para a versão de gatos castrados porque essa pequena está engordado muito. Não dou ração molhada para a Mishu porque se deixar ela vive só disso. Quando a resgatei comprava sachê e ela comia com desespero, até que levando ao veterinário vi a diferença do peso na balança e ela me explicou que esses sachês não fazem muito bem para a saúde. A areia eu uso uma da Biocat que não é tão cara e vi que absorve bem. Os brinquedos da Mishu são as baratas que aparecem por aqui! No começo eu tinha medo dela comer, mas ela só brinca mesmo e me dá de presente depois de matar. Ela gosta de sacolas plásticas! Ela se enfia dentro da sacola ou corre atrás quando amasso. Não é muito fã de caixa de papelão, mas ama fios (meu mouse que o diga).

Miga, você se imagina virando ~a velha dos gatos~?

Não consigo me imaginar em uma casa cheia de gatos porque eu imagino essa cena com as chinchilas, mas a Mishu é tão carinhosa, tão companheira que faz com que eu tenha vontade de ter mais gatos.

É isso! <3
Deixo a tag em aberto para quem quiser responder.

Beijos

Comentários

Comentários