Stranger Things + 8 momentos que lembraram a minha infância 26 412

Should I stay or should I go now? If I go there will be trouble, and if I stay it will be double.

tumblr_oavhdqEu7i1ssv5vdo1_1280Stranger Things;
Temporada: 01;
Distribuidor: Netflix;
Criadores: Matt Duffer, Ross Duffer;
Sinopse: Ambientada em Montauk, Long Island, conta a história de um garoto que desaparece misteriosamente. Enquanto a polícia, a família e os amigos procuram respostas, eles acabam mergulhando em um extraordinário mistério, envolvendo um experimento secreto do governo, forças sobrenaaturias e uma garotinha muito, muito estranha.

Já encontrei várias publicações sobre  o assunto e acredito que você já deve saber do que se trata, não é mesmo? Bom, se você ainda não sabe nada a respeito, Stanger Things é a nova série da Netflix que estreou no dia 15 de julho. Ela está em destaque – merecidamente – por nos transportar para uma época que faz falta: os anos 80! Se você foi uma criança nos anos 80 vai adoras as inúmeras referências encontradas na trama.

A série gira em torno de um grupo de amigos –Mike, Lucas, Dustin e Will- que estudavam juntos e se encontravam depois das aulas para jogar RPG. Até que um dia, Will acaba sumindo misteriosamente depois de se despedir dos amigos.  É a partir deste desaparecimento que a história começa a ficar interessante.  Em 8 episódios você vai encontrar vários elementos nostálgicos, várias coisas bizarras começam a acontecer e a cidade se mobiliza para encontrar o pequeno Will. Se você quiser ler um review detalhado da série recomendo ler esta publicação do blog Julie de Batom.

strangerthings_0007

Hoje quero mostrar algumas referências da série que lembraram a minha infância.

1- A época das fitas k7 : Naquele tempo era muito comum gravar as músicas que gostávamos no rádio. Nossas playlist eram feitas assim: Esperávamos nossa música favorita e apertávamos o REC quando tocasse. Nem sempre a música ficava com uma boa qualidade, mas nós tínhamos caixas de sapatos cheias de fitas aqui em casa

2- Das tardes que eu passava jogando com o meu melhor amigo: Meu melhor amigo era meu vizinho e ele se chamava Henrique. Adorava ir na casa dele e jogar no super nintendo que ele tinha. Quando fecho os olhos consigo me lembrar dos detalhes da casa e do cheiro do café que a mãe dele fazia.

3- Das fotos que eu fazia com o meu pai; Jonathan gostava de registrar tudo em fotos e super me identifiquei com o personagem. Lembro da reação que eu tive quando ganhei minha primeira câmera (parecia a Pentax) e quando meu pai me ensinou a revelar as fotografias.

saidaminhalente_plan_foto

4- Posteres na paredes: Minha mãe dizia que não dava para enxergar a parede por causa dos posteres colados. E eu colava tudo! Guns, Backstreet Boys, Britney Spears e por aí vai…

5- Imaginação no lugar da tecnologia: Os meninos da série adoravam jogar RPG! Aqui em casa crescemos com os jogos de tabuleiros e passávamos o dia na rua jogando bola ou brincando de esconde-esconde.

saidaminhalente_megabolha8

6-Os filmes proibidos pelos pais: Sou a caçula e quando queria assistir alguma coisa que meus irmãos alugavam, tinha que ser escondido dos meus pais (e deles, claro).  Era assim que assistia os filmes de terror na época.

7- As dificuldades para fazer amizades: O grupo era sempre o mesmo! E não é porque a gente queria não, é que não sabíamos chegar em mais ninguém.

8- O professor que eu amava: Eu era apaixonada pelo meu professor de Física e até hoje não superei a rejeição dele hahahaha.

Se você ainda não assistiu, super recomendo!

Quem aí está esperando pela segunda temporada de Stranger Things?

Beijos

beda2016

Comentários

Comentários

Existe uma frase que consegue me descrever perfeitamente bem: “Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então“ (Alice no País das Maravilhas). Sou uma taurina que gosta de mudanças, estranho né?! Sempre gostei de fazer parte do que não conheço e nunca tive medo de arriscar naquilo que acredito. Sou Whovian, Sherlockian, Slytherin e Nintendista. Apaixonada por fotografia, livros, roedores, toys e miniaturas.

26 Comments

  1. Hey!

    Ainda não assisti a série, mas já ouvi falar muito sobre ela.

    Nossa, eu tinha muitas fitas K7. Tinha uma gravação de Cinderela de um lado e de Branca de neve do outro, numa das minhas fitas, hahah.

    Adorei o post!

    beijos

  2. Apesar de não ter sido criança dos anos 80, a série super me transporta pra essa época, Clayci, como se eu realmente tivesse vivido lá.
    Eu assisti devido ao zumzumzum e não tô nem um pouco arrependida de ter dado uma chance. Tô quase terminando e louca pra chegada da segunda temporada!

    beeeeeijo
    beinghellz.com

  3. Eu amo muito essa série e já estou sofrendo pela espera da segunda temporada 🙁
    Acho que todo mundo já teve uma paixonite por um professor <3 hahahah Me identifiquei muito com esses momentos, mas principalmente o de passar horas jogando com o melhor amigo..
    Quando era pequena vivia na casa do meu vizinho jogando playstation e foi graças a ele que me apaixonei pelo mundo dos games!! <3

  4. Aiiin, essa série parece ser muita boa, eu tô querendo assistir. Eu sou dos anos 90 né, mas meus pais me apresentaram muitas coisas dos anos 80 quando eu era criança ainda, haha. Vamos ver se me sentirei nostálgica tbm ?

  5. Que bacana, Clayci!Vi várias postagens sobre Stranger Things – todas elogiando a série, por sinal -, mas adorei a pegada mais “pessoal” da sua. Realmente, um dos pontos da série que chama atenção é o fator-nostalgia, e foi bacana saber as coisas da série que fazem lembrar da sua infância/adolescência!

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    1. Aiii eu vi tantas publicações falando sobre a série que achei que seria repetitivo hahaha
      Queria mostrar que gostei, mas O pq que gostei hehehehe

  6. Eu tô super ansiosa pela segunda temporada! Fazia tempo que uma série não me prendia assim. Vi praticamente tudo de uma vez e isso é raridade pra mim.
    Também passei muitas tardes jogando videogame com uma amiga ou com meu pai, era tão bom <3
    Eu acho que a tecnologia traz benefícios pra criança, mas acho que tá num ponto que tá demais. Não vejo mais crianças criando brincadeiras, inventando histórias e personagens. Eu fazia tanto isso.
    E super me identifiquei com o 7 também rs.

    Beijos!

  7. E a raiva de ter a propaganda do rádio no meio da música preferida? Lembro também de passar as tardes jogando Super Mario na casa dos meus pseudo-primos (pseudo porque são sobrinhos da minha madrasta). Os pôsteres de filmes e bandas nas paredes também eram regra e a primeira vez que joguei RPG devia ter a idade dos personagens da série também 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE