Shift;
ISBN: 9781921564390;
Páginas: 289;
Autora: Em Bailey
Editora: Fundamento (selo Onyria) O livro está com 30% de desconto;
Avaliação: 
Sinopse: Olive Corbett não é louca. Ela já foi bonita, divertida e a melhor amiga de Katie, a garota mais popular da escola. Agora, Olive não se reconhece mais… Depois do “incidente”, o que ela mais quer é ficar sozinha e evitar problemas. E tudo vai bem até a chegada da estranha e misteriosa Miranda Vaile. Olive sabe que o mais sensato a fazer é se afastar de Miranda e de seu passado assustador. Mas ela não consegue… Miranda está manipulando Katie, o que inclui roubar as roupas, o namorado e a identidade dela. Além de drenar toda sua vitalidade, como um parasita… E ninguém, nem mesmo Katie, percebe isso. Será que, mais uma vez, Olive está perdendo o controle sobre a realidade? Ou Miranda está realmente “sugando” a vida de Katie, transformando-a em uma sombra? Quem ou o que Miranda realmente é? Há algo muito perigoso no ar e, para descobrir o que é, Olive tem que ir realmente fundo nessa história. Mas como fazer isso se ela mesma é uma vítima? Como proteger quem ela ama?

*Livro cedido em parceria com a editora.

 Acredita que coisas estranhas estejam acontecendo? – perguntei. – Você sabe… Coisas nas quais uma pessoa normal não costuma acreditar?

Olive Corbett está muito longe de ser uma louca. Ela já foi uma garota popular, já foi bonita e respeitada no colégio. Vivia ao lado da sua amiga Katie, mas depois do incidente que mudou a sua vida, Olive se transformou em outra pessoa. Hoje ela vive pelos cantos fugindo dos holofotes na companhia da sua única amiga Ami. Aliás, Ami foi a única amiga que ficou ao lado de Olive depois deste incidente.

Tudo estava indo bem – ao menos era o que Olive achava – seu tratamento com a psicóloga estava surtindo efeito, ela tentava manter um relacionamento normal com sua mãe e seu irmão e continuava frequentando a escola, mesmo se sentindo excluída e acreditando que todos cochichavam sobre o “ocorrido”. Katie? Deixou de ser uma amiga, claro! Porém, Olive estava se saindo bem em sua recuperação e aos pouquinhos colocando sua vida nos eixos. Até que apareceu uma aluna nova que despertou a sua curiosidade.

Para ser sincera essa aluna despertou a curiosidade de todos do colégio – inclusive a minha. Miranda perdeu seus pais quando ainda era criança e os boatos era de que ela os matara. E apesar de todos os olhares de acusação, Olive (e Ami) queriam tentar ajudá-la, já que se identificaram com a sua história. As duas chegaram a sentir pena da garota quando tiveram o primeiro contato visual, elas não acreditavam que Miranda fosse capaz de cometer um crime, pois a acharam frágil demais.

Todavia essa visão de fragilidade foi embora logo nos primeiros dias, quando Miranda conseguiu conquistar a admiração de todos e a amizade da arrogante Katie. A partir daí ela se mostrou uma pessoa completamente diferente. Miranda começou a usar as roupas de Katie e aos pouquinhos roubou até mesmo o namorado dela. OPA, SINAL VERMELHO! Somente Olive e Ami perceberam que tinha algo errado acontecendo.

Quem (ou o que) é Miranda? Como ela conseguiu em tão pouco tempo roubar a personalidade de Katie? E como Olive irá conseguir salvar sua (ex)amiga? E se não bastasse essa preocupação, Olive acaba se apaixonando por um garoto que entrou no colégio semanas antes de Miranda, mas acredita que seu único interesse era humilhá-la. Será que é verdade?

Eu gostei muito da história por causa da reviravolta contida nela. Nós conhecemos personagens com problemas reais e isso faz com que a história consiga fluir naturalmente (mesmo com a impossibilidade de alguns fatos). Olive passou por um trauma psicológico e é no decorrer da história que conseguimos compreender a sua motivação. Aliás, ela não é a única que passou por um trauma, existem vários personagens que sofreram/sofrem algum distúrbio. Miranda é uma personagem que realmente causa medo, pois consegue causar muito estrago com sua naturalidade. É aquele tipo de pessoa que chega de mansinho e quando você menos espera está dentro da sua casa, sabe?

Recomendo fortemente a leitura!

Beijos

Comentários

Comentários