15068057Sherlock – O Signo dos Quatro
I.S.B.N.: 8504019187
Páginas: 200
Autor: Arthur Conan Doyle
Editora: Companhia Editora Nacional
Sinopse: Sherlock enontrava-se entediado e deprimido quando uma bela jovem chegou com um caso fascinante. O nome dela é Mary Morstan. Todo ano, desde o misterioso desaparecimento de seu pai, ela ganha uma pérola de presente enviada por um desconhecido. Agora seu benfeitor anônimo pediu um encontro e ela quer que Holmes e Watson a acompanhem . Juntos eles vão descobrir uma história de tesouros inestimáveis e terríveis traições.

resenhasherlock_signodosquatro5

Não consigo viver sem trabalho cerebral. Para que mais vale a pena viver? Fique aqui ao lado da janela. Já reparou em como este mundo é melancólico, sombrio e inútil? Veja como a neblina amarelada desce para as ruas e envolve as casas de cores mortas. O que poderia ser mais desesperadamente prosaico e material? Doutor, qual é a utilidade de se ter uma habilidade quando não se tem campo para pô-la em prática? Crime é um lugar-comum, a existência é um lugar comum, e qualidade alguma salva aquilo que o lugar-comum executa neste mundo.

A Clay ama Sherlock Holmes, principalmente se for o Bene Cumberbatch quem estiver interpretando-o em algum episódio de série ou estrelando a capa de um dos contos do famoso detetive de Sir Doyle e, pois bem, como sei que ela está doida para completar a coleção atual das histórias fui atrás de um dos exemplares que faltam e aproveitei a Black Friday para pagar uma pechincha pelo livro, o qual tive a sorte de chegar bem antes do prazo limite de entrega. Lógico que eu peguei e comecei a ler porque não me aguentei de curiosidade para saber o que tanto ela ama ali naquelas linhas (será que tem fotos do Bené no meio do texto*).

resenhasherlock_signodosquatro2

Bom eu também sempre gostei do famoso detetive e as histórias de Doyle são incríveis, logo não seria problema nenhum lê-lo, tanto que o fiz em dois dias praticamente. Interessante que eu o li vendo os personagens de Martin Freeman (Sr. Watson) e Benedict Cumberbatch (Sherlock Holmes) na minha mente enquanto imaginava a trama se desenrolando; até a voz deles ecoava pela minha cabeça a cada fala.

Mas voltando ao foco principal, a história envolve uma senhorita que recebe cartas misteriosas acompanhadas de uma belíssima e preciosa pérola negra de grande valor. Isso ocorre sempre numa determinada data e após alguns anos, quando está prestes a encontrar seu benfeitor, decidiu procurar por nosso ilustríssimo detetive já apático pela falta de casos interessantes. Suas explicações foram suficientes para que Sherlock e Watson tomassem partido e daí em diante cada página vinha recheada de suspense e pistas para que você comece a quebrar a cabeça junto com Watson, é claro; afinal Holmes tinha plausíveis explicações para cada detalhe.

resenhasherlock_signodosquatro resenhasherlock_signodosquatro3

Desde o encontro, passando pela mansão misteriosa, um assassinato que parece ter sido cometido por um fantasma, as pistas que parecem levar a lugar algum, conjurando numa perseguição final cujo resultado vocês só poderão saber ao lerem o conto do Signo dos Quatro e entender o verdadeiro significado dessa frase.

Como todo conto sherlockiano, o diálogo está presente e constante junto com a narrativa do Sr. Watson, que relata com todos os mínimos detalhes as cenas o que permite a qualquer um que leia criar perfeitamente a cena em sua mente, explora-la como quiser; o que me lembra muito os momentos em que Holmes viaja para seu palácio mental. É quase como que se fizéssemos o mesmo para tentar entender o caso e desvendá-lo por nós mesmo. Todavia há coisas que só são relatadas no diálogo, ou seja, dificulta ainda mais para que nós o solucionemos antes do nosso querido detetive rsrsrs.

resenhasherlock_signodosquatro7

[…] Tão rápidos, silenciosos e furtivos eram seus movimentos, como os de um cão de caça treinado farejando uma pista, que não pude deixar de pensar que criminoso terrível ele teria sido se tivesse canalizado sua energia e sagacidade contra a lei, em vez que aplicá-las em sua defesa

Outra coisa muito bacana desse livro é que ele conta com uma introdução do ator Martin Freeman da série Sherlock Holmes da BBC comentando a respeito do momento em que foi convidado para fazer o papel do Sr. Watson na série.

resenhasherlock_signodosquatro1

resenhasherlock_signodosquatro6

Recomendo!

Abraços

Comentários

Comentários