shada1

Antes de fazer a resenha, quero pedir para desconsiderarem minha empolgação, digo  isso porque quando se trata de Doctor Who perco a noção do tempo, espaço e limite.

Vista e cultuada em mais de 200 países, a série de TV Doctor Who é um ícone cultural britânico que conquistou mais de 70 milhões de fãs em 50 anos de aventura. O seriado acompanha o Doutor: um viajante misterioso, vindo do planeta Gallifrey, movido pelo desejo de explorar todos os cantos do tempo e do espaço. Um dos Senhores do Tempo, o Doutor é capaz de se regenerar para escapar da morte, mudando de corpo, rosto e personalidade. Com seus companheiros, humanos e alienígenas, ele protege a Terra e o cosmos contra perigos de todos os tipos. Shada reconta um episódio que nunca foi transposto para as telas de televisão, uma aventura “perdida” de 1979. Escrita pelo então editor de roteiros da série, Douglas Adams, o autor de O guia do mochilerio das galáxias, Shada traz a quarta encarnação do Doutor e sua companheira Romana II. 

shada12

E foi com esse trecho da capa que me interessei pela história: “Aos 5 anos, Skagra concluiu sem sombra de dúvidas que Deus não existia. A maioria das pessoas que chegam a tal constatação reage de uma das seguintes formas – com alívio ou com desespero. Somente Skagra reagiu pensando: “Peraí isso significa que existe uma vaga disponível.” “

O livro é uma obra não terminada de Douglas Adams (sim o autor de “O guia do mochileiro das Galáxias”), ele foi escrito em 1979 e o que achei legal é que você não precisa ter acompanhado a série para entender a história.

shada

A história conta a aventura do Doutor com sua companheira Ramona, eles voltaram para o planeta a pedido do professor Chronotis.
Só que o simpático professor não se lembra de ter enviado uma mensagem ao Doutor, e depois de vários chás o professor revela que o livro das leis de Gallifrey desapareceu, na verdade foi emprestado ao Chris Parson (cujo o Doutor se refere a Bristol na história).

shada8

shada9

Mas do que se trata esse livro? Não sabemos, mas Skagra está determinado em encontrá-lo para realizar o seu sonho: “Dominar o universo” e de forma inteligente (tenho que ser sincera), ele desenvolveu uma esfera poderosa que absorvia a mente de quem ele ordenasse e com o livro, ele poderia chegar até Shada.

Chris Parsons e Clare Keightley, dois jovens cientistas e apaixonados (mas que não assumem), acabam participando da aventura para resgatar o livro da mão de Skagra.

shada3

Quem é fã de Doctor who, vai adorar a leitura por conta das novidades. Mesmo sendo uma história de 1970, Douglas soube ser futurístico e prender a atenção no meio de fatos e curiosidades da época, aliás tenho que parabenizar o Gareth Roberts por ter finalizado a obra com tanta perfeição.

Para quem não conhece, Gareth Roberts é roterista da série e criou o roteiro dos meus episódios favoritos; “The Shakespeare Code” e “Closing Time”, e além desse livro Shada ele criou outros noves romances de Doctor Who.

shada6

shada7

O que mais gostei do livro: Há várias cenas no livro que chamou minha atenção, uma delas foi quando Chris Parsons descobriu que o Doutor é um Senhor do tempo, a descrição no livro foi tão perfeita que senti na pele a sensação do personagem de ir para o espaço, fiquei pensando por alguns instantes qual seria a minha reação ao viajar no tempo e conhecer seres que nunca sequer cogitei a chance de existir.

Gareth conseguiu transformar o romance em bom humor, soube finalizar a obra com sucesso.

shada2

shada5

Quem está acostumado em assistir a série e espera  encontrar personagens conhecidos na história, pode esquecer. Só há uma citação sobre Daleks e Cybermans no livro e é quando o Doutor enfrenta Skagra e sente que está sendo derrotado, ele se lembra de tudo que já enfrentou para encontrar forças e derrotar o inimigo,

shada10

shada11

Recomendo fortemente o livro, uma leitura inteligente que prende a atenção e diverte o leitor.
Agora fiquei com aquela vontade de ler mais histórias desse Doutor que conquistou meu coração com seu jeito bem humorado e divertido de ver as coisas.

shada4

shada13

 

Beijos,

Clayci

 

 

Comentários

Comentários