Rangers #6 – Cerco a Macindaw;
ISBN:9788576768937;
Páginas: 296;
Autor: John Flanagan;
Editora: Fundamento (Compre o livro com 30% de desconto no site da editora);
Avaliação: 
Sinopse:Mesmo conseguindo salvar a vida de Orman, herdeiro do trono de Macindaw, Will ainda está longe de cumprir sua primeira missão como arqueiro de Araluen. Afinal, o castelo se encontra sob o domínio de Keren, cavaleiro renegado que mantém Alyss como prisioneira. Nem um pouco disposto a fracassar, Will põe em prática um plano para retomar o reino de Macindaw e devolvê-lo a seu legítimo senhor. Sua estratégia tem início com a contratação de um improvável “exército invasor”, formado por piratas escandinavos sobreviventes de um naufrágio. Como se a tarefa do jovem arqueiro já não fosse complicada e perigosa o bastante, a situação fica ainda pior quando uma sinistra aliança é descoberta. Uma trama secreta que almeja resultados tão grandiosos quanto terríveis, com consequências que podem chegar até Araluen. Com tantas vidas dependendo de seu sucesso e tendo o tempo como um inimigo implacável, Will parte para uma batalha que talvez não possa vencer. Sua esperança e seu espírito, entretanto, estão mais fortes do que nunca. Principalmente após o inesperado retorno de um certo Cavaleiro da Folha de Carvalho.

*Livro cedido em parceria com a editora.

– A vida fica mais difícil à medida que se envelhece?
– (…) A vida sempre consegue ajeitar as coisas. É só ter paciência.

Quando resenhei o quinto livro (Feiticeiro do Norte) da série, disse que estava admirada com o amadurecimento do arqueiro Will. Finalmente ele concluiu o seu treinamento com o Halt e recebeu a folha de carvalho junto com sua primeira missão. Está certo que ele não teve sucesso no livro anterior, mas em Cerco a Macindaw tivemos um desfecho e percebemos como o jovem arqueiro aprendeu com êxito a planejar ao lado do seu mentor.

Está certo que algo ficou pendente nessa história, né? Mas posso deixar claro que não é nada que ameace Araluen e da forma que o livro terminou sabemos que essa questão será resolvida em breve. Will e Alyss estão mais próximos do que nunca e está cada vez mais difícil omitir o sentimento entre eles. Se no livro anterior tivemos alguns momentos de flerte, nesse o autor deixou claro que não é uma paixoãozinha qualquer.

Mas voltando ao foco da história em “Cerco a Macindaw” temos como destaque os personagens Will e Horace e percebemos que a amizade entre eles prevalece apesar de alguns momentos de tensão. Halt ficou de fora (na verdade todos os arqueiros que estamos acostumados a ver na história ficaram de fora dessa vez) e o destaque foi todo para os jovens. No livro anterior tivemos uma tensão com os acontecimentos e isto serviu para mostrar quem eram as pessoas certas para se confiar. Já neste livro, com tudo esclarecido, o objetivo é desmascarar a pessoa que estava causando todo esse estresse na região.

[blockquote align=”left” author=””]Pense em um resultado positivo e você terá sucesso. Deixe a dúvida entrar em sua mente, e a dúvida vai se tornar realidade.[/blockquote]Os jovens se juntaram aos escandinavos (os poucos que sobraram) para invadir o castelo e revelar a verdade e os planos de Keren. Alyss continua sendo sua refém e está presa na torre, porém mesmo longe dos seus amigos ela deu um jeito de ajudá-los a desmascarar o falso “rei”.

Vou parando por aqui porque estou com dificuldades de contar sobre a história e evitar os spoilres, contudo preciso dizer que admiro cada vez mais o autor. Em todos os livros da série, John Flanagan ensina algo sobre a vida e ficamos refletindo sobre esta lição. E até agora “Feiticeiro do Norte” e ‘Cerco a Macindaw” são os meus favoritos porque nele temos vários assuntos que merecem ser destacados e discutidos.

A história fala sobre amizade, lealdade, amor, respeito ao próximo, traição e consequências. Todo um mistério que prende a nossa atenção e com personagens descontraídos e com um humor capaz de causar risos. Eu gostei muito do desfecho e sentirei saudades de alguns personagens (torcendo para que eles apareçam novamente). Agora estou ansiosa para iniciar a leitura do sétimo livro e pensando em como Will vai se declarar (ops… boca fechada).

 

Não conhece a série Rangers?
Resenha do 1º livro: Ruínas de Gorlan;
Resenha do 2º livro: Ponte em chamas;
Resenha do 3º livro: Terra do Gelo;
Resenha do 4º livro: Folha de Carvalho;
Resenha do 5º livro: Feiticeiro do Norte;

Beijos

Comentários

Comentários