Estou sentindo tanta falta de Doctor Who que qualquer coisa que lançarem nessa ausência eu vou amar e proteger. Finalmente consegui iniciar a série Class! Assisti três episódios – por enquanto – e vim desabafar um pouquinho do que estou achando. Essa publicação poderá ter alguns spoilers de leve, mas nada que atrapalhe ou diminua o seu interesse por ela. Como Class ainda está em andamento, deixarei para dar meu veredito final quando fechar a temporada.

Logo no primeiro episódio For Tonight We Might Die (os whovians piram nas referências) conhecemos os personagens que darão vida a história. E tudo ocorre em Coal Hill School! Essa instituição já apareceu tanto na série clássica como na atual e foi nela que Clara Oswald se tornou professora.

Os heróis de Class são quatro adolescentes interpretados por Greg Austin (Mr. Selfridge), Fady Elsayed, Sophie Hopkins Vivian Oparah. E a cena é bem típica eles estudam no mesmo colégio, mas não se falam. E acabam se unindo pelo mesmo objetivo criando laços com o desenrolar dos episódios.

Eu senti medo porque eu não sabia o que esperar! Ao contrário de Doctor Who, em Class temos cenas de sangue, porém nada aterrorizante a ponto de nos deixar chocados. O medo que senti foi porque no episódio piloto lidamos com sombras e eu já disse aqui no blog que o vilão que mais temo em Doctor Who é o Vashta Nerada

Teremos oito episódios de 45 minutos – aproximadamente – escrita por Patrick Ness. E como sempre a série é ambientada em Londres – o que amo –  só que nos dias atuais.  Logo no primeiro episódio conseguimos matar um pouco da saudade, pois temos Peter Capaldi e várias referências que lembram Doctor Who!

Vou assistir os demais episódios e o que posso adiantar é que estou adorando a forma que a série está sendo trabalhada e que por enquanto a minha personagem favorita é a  Miss Quill por ela sem sombria e me lembrar muito a personalidade do 12º Doctor.  Class nos prende do início ao fim e nem sentimos o tempo passar. Pelo menos – até agora – não achei as situações tão complexas, mas sei que posso mudar de opinião em breve.

Eu recomendo: O Fred e a Thais fizeram um podcast maravilhoso com as primeiras impressões de Class e vale a pena escutar.

Tem alguém aí acompanhando?

Beijos

Comentários

Comentários