Passarinha é da autora Kathryn Erskine e foi publicado em 2013 pela editora Valentina.

SOBRE A HISTÓRIA

Caitlin tem dez anos e é portadora da Síndrome de Asperger. E nessa história, vamos conhecer o mundo pelos seus olhos. A autora desenvolveu a trama com base no massacre de 2002 em Virginia Tech University, na qual 33 pessoas foram mortas.O seu objetivo é mostrar como uma pessoa com necessidades especiais pode lidar com esse tipo de tragédia.

Caitlin tem dificuldades para socializar e expressar os seus sentimentos. Uma das únicas pessoas que ela se sentia a vontade para interagir, era Devon; o seu irmão mais velho, que foi morto em um tiroteio em sua escola. Apesar de sentir falta da presença dele, a pequena não consegue demonstrar as emoções certas e o seu pai não sabe o que fazer a respeito (já que ele não está conseguindo lidar nem com os próprios sentimentos por causa da perda).

Devon ajudava Caitlin a enxergar o mundo de outra forma e agora que ele se foi, ela se sente incapaz de lidar com os problemas sozinha. Ela consulta a sua psicóloga diariamente e começa a aprender a importância da amizade e da empatia. Claro que para ela tudo isso é complicado – ainda mais agora que está sem o seu irmão – porém aos poucos vai conseguindo “Captar O Sentido”.

Passarinha - Kathryn Erskine

Passarinha – Kathryn Erskine

Passarinha - Kathryn Erskine

Passarinha – Kathryn Erskine

Eu gosto das coisas em preto e branco. Preto e branco é mais fácil de entender. Cor demais confunde a cabeça da gente.

MINHA OPINIÃO

Passarinha estava na minha Wishlist já faz um tempo. Logo que ele foi publicado pela editora Valentina, fiquei com vontade de ler e conhecer a personagem da trama. E agora que finalmente conseguir concluir a leitura posso afirma que fiquei encantada com a Caitlin.

É uma história delicada e que fala sobre sentimentos, por isso se você espera encontrar algo diferente disso não leia. Não há reviravoltas, ele é o tipo de livro que nos faz repensar sobre nossas atitudes com os outros. A Síndrome de Asperger é um Transtorno Global do Desenvolvimento (TGD) e que apresenta muitas semelhanças em relação ao autismo.

E quando Caitlin mostra as suas dificuldades em se relacionar com as pessoas e a forma com que enxerga o mundo, fica mais fácil compreender os seus bloqueios e as suas peculiaridades. O livro é curto (com menos de 250 páginas), no entanto, há varias mensagens e ensinamentos no decorrer da história. Fica fácil entender a sua forma de encarar tudo o que está a sua volta, quando entramos em sua cabeça.

Fico olhando para o armário de Devon porque me faz sentir como se um pedacinho dele ainda estivesse aqui. Mesmo sabendo que ele nunca mais vai poder me ensinar a fazer um armário. Que nunca mais vai poder me ensinar nada. Que nunca mais vou vê-lo de novo nem nunca mais vou poder olhar para ele e dizer Obrigada.

Passarinha - Kathryn Erskine

Passarinha – Kathryn Erskine

Sem dúvidas este livro entrou para os meus favoritos por causa da sua beleza e simplicidade. Ele é ideal para compreender que todos nós somos diferentes. E ao aceitar isso, deixaremos de enxergar o mundo em preto e branco – assim com a personagem enxerga – e saberemos usar as cores a nosso favor. Super recomendo a leitura

Passarinha Book Cover Passarinha
Kathryn Erskine
Editora Valentina
224

Sinopse: No mundo de Caitlin, tudo é preto e branco. Qualquer coisa entre um e outro dá uma baita sensação de recreio no estômago e a obriga a fazer bicho de pelúcia. É isso que seu irmão, Devon, sempre tentou explicar às pessoas. Mas agora, depois do dia em que a vida desmoronou, seu pai, devastado, chora muito sem saber ao certo como lidar com isso. Ela quer ajudar o pai - a si mesma e todos a sua volta -, mas, sendo uma menina de dez anos de idade, autista, portadora da Síndrome de Asperger, ela não sabe como captar o sentido.
Caitlin, que não gosta de olhar para a pessoa nem que invadam seu espaço pessoal, se volta, então, para os livros e dicionários, que considera fáceis por estarem repletos de fatos, preto no branco. Após ler a definição da palavra desfecho, tem certeza de que é exatamente disso que ela e seu pai precisam. E Caitlin está determinada a consegui-lo. Seguindo o conselho do irmão, ela decide trabalhar nisso, o que a leva a descobrir que nem tudo é realmente preto e branco, afinal, o mundo é cheio de cores, confuso mas belo.
Um livro sobre compreender uns aos outros, repleto de empatia, com um desfecho comovente e encantador que levará o leitor às lágrimas e dará aos jovens um precioso vislumbre do mundo todo especial dessa menina extraordinária.

Comentários

Comentários