guiadefinitivoO guia definitivo do Mochileiro das galáxias;
I.S.B.N:
9788580415544;
Páginas:
672;
Autor:
Douglas Adams;
Editora:
Arqueiro;
Sinopse: 
Pela primeira vez, reunimos em um único volume os cinco livros da cultuada série O Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams! Com mais de 15 milhões de exemplares vendidos, a saga do britânico esquisitão Arthur Dent pela Galáxia conquistou leitores do mundo inteiro.
O humor ácido e as tramas surreais de Douglas Adams se tornaram ícones de uma geração e seguem fascinando e divertindo leitores de todas as idades. Pegue sua toalha, embarque nessa aventura improvável e, é claro, não entre em pânico!

Se eu pudesse escolher um autor para ser o meu BFF,  escolheria o Douglas Adams! Fico imaginando como seria maravilhoso tomar um chá ao seu lado e conversar sobre alienígenas. Mas como isso não é possível eu me contento com as suas histórias. A primeira vez que eu li “O guia do mochileiro das galáxias”, tinha uns 17 anos de idade. Parei no terceiro livro e até hoje não sei porque não terminei os demais. E quando soube que a editora Arqueiro reuniu a “trilogia de cinco” em uma única edição, fiquei ansiosa.

Como o livro reúne todas as  histórias, falarei sobre os aspectos gerais da obra. Não levarei em conta os detalhes de cada livro, mas tentarei passar a emoção que senti lendo cada um deles.

naoentreempanico2

[blockquote align=”left” author=”O Guia do Mochileiro das Galáxias”]Existe uma teoria que diz que, se um dia alguém descobrir exatamente para que serve o Universo e por que ele está aqui, ele desaparecerá instantaneamente e será substituído por algo ainda mais estranho e inexplicável. Existe uma segunda teoria que diz que isso já aconteceu.[/blockquote]

No primeiro livro – O Guia do Mochileiro das Galáxias- nós conhecemos Arthur Dent, um rapaz que está prestes a ter a sua casa demolida.  Ele tentou impedir a ação de diversas formas, mas mal sabia que sua casa era o de menos. O mundo iria acabar dentro de poucos minutos e ela não serviria para mais nada. Arthur consegue escapar da morte graças ao seu amigo Ford e quando ele menos espera está explorando o universo com ele.

Ford Prefect estava preso na Terra há 15 anos. Ele estava por aqui reunindo informações para atualizar o Guia do Mochileiro das Galáxias (um guia sobre tudo e todas as coisas).  Ele conseguiu se salvar – e salvar Arthur- pegando carona na nave inimiga. Neste livro eles embarcam em uma aventura e descobrem muitas informações sobre o inimigo e o planeta Terra.

Eu ri em todas as histórias, mas o segundo livro- Restaurante no Fim do Universo- me divertiu em todos os capítulos. Imagina como seria jantar em um restaurante e apreciar o fim do universo de perto? Poder escolher e conversar com o prato do dia? Loucura, né?! Neste livro rimos com o pessimista Marvin e das enrascadas de Zaphod.

Em A vida, o Universo e tudo mais Arthur e Ford voltam para a Terra. O objetivo era salvar nosso planeta e evitar que aconteça o pior, mas eles terão que enfrentar (e lutar) contra uma raça de robôs xenófobos. Sim, você leu certo!

naoentreempanico3

[blockquote align=”right” author=”O Guia do Mochileiro das Galáxias”]O Universo, como já foi dito anteriormente, é um lugar desconcertantemente grande, um fato que, para continuar levando uma vida tranquila, a maioria das pessoas tende a ignorar.[/blockquote]

O triste é chegar nas histórias finais e começar a se despedir dos personagens. Eu ainda não tinha lido o volume “Até mais, e obrigado pelos peixes!”, mas nesta história Arthur está de volta à Terra e ele descobre que o governo – para encobrir o ocorrido – disse a todos que tudo não passava de uma alucinação em massa. Arthur acaba ficando mais confuso, pois conhece outra pessoa que sabia sobre o ocorrido com a Terra, e acaba se apaixonando por ela.

E em “Praticamente Inofensiva”, Arthur finalmente está tentando viver sua vida fazendo lanches de carne de Bestas Perfeitamente Normais. E Ford descobre que os Vogons compraram o “Guia do Mochileiro” e estão vendendo em todo o universo, e com isso passa a não ter uma boa reputação por causa dos donos.

Se você ainda não leu nenhum dos livros do Douglas Adams deve pensar que se trata de algo maluco né? Isso é verdade, mas o autor conseguiu usar toda a sua genialidade para abordar diversas reflexões sobre a vida. Apesar de existir alguns trechos que me deixaram confusa a leitura é leve e sempre há uma explicação por parte do autor. Os personagens são cativantes e inteligentes, e você consegue se apaixonar até pelo robô pessimista Marvin. São histórias que, à primeira vista parecerão fantasiosas demais, porém se analisar a fundo o que o autor aparenta querer demonstrar é que o Universo pode/é tão grande, vasto e infinitamente cheio de possibilidades, que todas as ideias sobre ele podem de fato serem reais e verdadeiras; das mais ínfimas até às mais esdruxulas.

naoentreempanico1

naoentreempanico5

[blockquote align=”none” author=”Douglas Adams”]Nada viaja mais rápido do que a velocidade da luz, com exceção talvez das más notícias, que obedecem leis próprias e especiais.[/blockquote]

Eu sou fã do Douglas Adams, e fico feliz que ele tenha participado de várias histórias de Doctor Who! O primeiro livro que li da série – Shada – foi iniciado por ele.
Vale a pena pegar a sua toalha e comprar esta edição linda da Arqueiro!

Algum mochileiro por ai?!

Beijos

Comentários

Comentários