o-feiticeiro-de-terramar-capaO Feiticeiro de Terramar (Ciclo Terramar #1);
I.S.B.N:9788580415216;
Páginas: 176;
Autora:Ursula K. Le Guin;
Editora: Arqueiro;
Avaliação: 
Sinopse:Há quem diga que o feiticeiro mais poderoso de todos os tempos é um homem chamado Gavião. Este livro narra as aventuras de Ged, o menino que um dia se tornará essa lenda.
Ainda pequeno, o pastor órfão de mãe descobriu seus poderes e foi para uma escola de magos. Porém, deslumbrado com tudo o que a magia podia lhe proporcionar, Ged foi logo dominado pelo orgulho e a impaciência e, sem querer, libertou um grande mal, um monstro assustador que o levou a uma cruzada mortal pelos mares solitários. Publicado originalmente em 1968, O feiticeiro de Terramar se tornou um clássico da literatura de fantasia. Ged é um predecessor em magia e rebeldia de Harry Potter. E Ursula K. Le Guin é uma referência para escritores do gênero como Patrick Rothfuss, Joe Abercrombie e Neil Gaiman.

*Livro cedido em parceria com a editora.

Não é difícil se interessar pelo livro depois de ler a sinopse dele e ver um comentário de Neil Gaiman elogiando a obra. Eu não sabia da existência de “O Feiticeiro de Terramar” até ver o lançamento pela editora Arqueiro. A história original foi publicada em 1968 e se tornou um clássico da literatura de fantasia.

Na história conhecemos Dunny. Ele se tornou órfão de mãe muito cedo e teve uma criação severa ao lado do seu pai. Até que um dia, em um acidente, ele revela e descobre seus poderes. Na verdade quem o descobre é sua tia, uma bruxa da aldeia, e o adota como aprendiz. Sempre surpreendendo, Dunny, se mostrava não só habilidoso, mas muito inteligente. Ele tinha uma facilidade incrível para aprender.

[blockquote align=”left” author=”O Feiticeiro de Terramar”]Esse foi o primeiro passo de Dunny no caminho que ele deveria seguir por toda a vida: o caminho da magia, o caminho que o conduziria finalmente a perseguir uma sombra por terra e mar até as praias sombras do reino da morte. Mas, naqueles primeiros passos, o caminho parecia uma estrada ampla e iluminada. [/blockquote] Aos poucos Dunny ficou conhecido como Gaviãodevido a sua habilidade de se comunicar com os animais. Apesar dele ter aprendido alguns feitiços com sua tia – e com os feiticeiros que passavam por sua aldeia – Gavião não fazia ideia de que sua vida mudaria completamente. Sua aldeia sofreu uma invasão e ele surpreendeu a todos, usando feitiços para salvar os habitantes. Isso o desgastou, mas sua habilidade ficou tão falada que chegou aos ouvidos de um feiticeiro importante.

E é a partir desse momento que a vida dele muda por completo.  Ele inicia o seu treinamento e enfrenta muitos inimigos e desafios até concluir o seu aprendizado. Por ter nascido com poder, isso fez com que ele se tornasse uma pessoa orgulhosa e essa vaidade fez com que ele pagasse um preço alto ao libertar um terrível mal sobre Terramar. Algo que só ele poderia enfrentar, mas não fazia ideia de como faria.

Vou parar por aqui para evitar spoilers do mal, mas como amo fantasia foi fácil entrar na história! No final do livro a autora ainda conversa com o leitor e fala sobre como foi aceitar a proposta e a sensação de escrever algo para um público que não estava acostumada. Como ela mesma disse naquela época todos as histórias de feiticeiros eram protagonizados por pessoas mais velha – como Gandalf – e criar um novo herói para o público infanto juvenil foi desafiador.

E não é que ela acertou em cheio? Ela inspirou várias outras obras como Harry Potter e Eragon (que na qual sou apaixonada). É uma leitura que vale a pena e que super recomendo.

Beijos

Comentários

Comentários