Image default
Home - O Colecionador de Memórias- Cecelia Ahern
Drama Resenhas Literárias

O Colecionador de Memórias- Cecelia Ahern

O Colecionador de Memórias- Cecelia Ahern

SOBRE A HISTÓRIA

Depois de encontrar várias caixas cheias de bolinhas de gude, Sabrina descobre que não conhece o seu pai. São vários modelos, várias marcas e ele possui até um inventário com a descrição de cada uma delas. Porém mesmo querendo saber desde quando o seu pai coleciona estas bolinhas, ela sabe que não poderá fazer essa pergunta de forma direta.

Seu pai sofreu um derrame e desde então fica internado em uma clinica de reabilitação. Ele até tenta, mas não consegue se lembrar de muita coisa do seu passado. Mas ao mostrar uma dessas bolinhas, Sabrina percebe que o olhar dele muda. Ela sabe que há uma grande história por trás dessa coleção e fará de tudo para descobrir e tentar salvar o seu pai.

Mas por onde começar? A única pessoa que poderia ajudá-la a desvendar esse mistério não está disposta. Seus pais se separaram há anos e sua mãe diz não saber nada a respeito. Sua mãe não guarda os melhores sentimentos por ele, por isso Sabrina terá que ir atrás de seus tios para conseguir pistas e conhecer mais sobre a infância do seu pai. Ela terá 24 horas para descobrir o que seu pai tanto esconde.

O Colecionador de Memórias- Cecelia Ahern

As pessoas não sabem o que causam aos outros quando fazem coisas que não deveriam. Mágoas criam raízes que se espalham, vão se alastrando, sorrateiramente, por baixo da superfície, tocando outras partes da vida dos que eles magoaram. Nunca é um erro, nunca é um momento, torna-se uma série de momentos, e cada um deles origina raízes que também crescem em direções diferentes.

MINHA  OPINIÃO

Faz tempo que não lia nada da autora. Fiquei super feliz quando soube que a Novo Conceito lançaria este livro. O colecionador de memórias é uma historia delicada e é narrada em duas perspectivas: a de Sabrina que está em busca de respostas e da história do seu pai; a de Fergus que irá contar suas memórias desde a infância até sua fase adulta.

Achei interessante a forma com que a autora abordou essa paixão de Fergus. Sua infância não foi fácil e foram as bolinhas de gude que deixaram a sua vida mais leve. Todos nós temos segredos e consegui me identificar com esta paixão pela coleção. Fergus jogava para esquecer dos problemas e colecionava para se lembrar das pessoas que foram importantes em sua vida. É mais ou menos assim que me sinto quando fotografo; Muitas vezes me afasto do mundo para não ter que revelar meus medos e uso a fotografia para me distrair. Alguma vez você já gostou tanto de algo que quis guardar só para você?

Por mais que a Sabrina tenha rancor por não ter conseguido conviver da forma que gostaria ao lado do seu pai, ela sabe que essa história é importante para ele. Por isso gostei de ver os dois pontos de vista enquanto lia. Fergus justificou o seu comportamento e Sabrina compreendeu o seu segredo. A mensagem que a autora trouxe nessa história é linda: nunca devemos ter vergonha de quem somos.

O Colecionador de Memórias- Cecelia Ahern O Colecionador de Memórias- Cecelia Ahern

A leitura foi rápida e leve, por isso se você está em busca de reviravoltas não recomendo. O colecionador de memórias é uma história que vai mostrar o amor de uma filha em busca das lembranças do pai. Sem romances, só lições para carregarmos em nossas vidas.
As coisas que queremos esquecer, as coisas que não conseguimos esquecer, as coisas que esquecemos até nos lembrarmos. Há uma nova categoria. Todos nós temos coisas que jamais queremos esquecer. Todos nós precisamos de alguém que se lembre delas, só para garantir.
O Colecionador de Memórias Book Cover O Colecionador de Memórias
Cecelia Ahern
Novo Conceito
272

Sinopse: Quando Sabrina Boggs tropec?a em uma misteriosa colec?a?o de bolinhas de gude que pertencia ao seu pai, percebe que na?o sabe nada sobre o homem com quem cresceu. E? uma colec?a?o valiosa e incomum – incomum se ela pensar no homem que sempre conheceu. No entanto, ha? algo real la? dentro, muito verdadeiro sobre seu pai, ou sobre a crianc?a que ele fora.

Sabrina so? tem vinte e quatro horas para descobrir os segredos do homem que ela pensava conhecer. Um dia para exumar memo?rias, histo?rias e pessoas que na?o sabia existirem. Um dia que a mudara? para sempre.

Fazendo uma busca pelas memo?rias de seu pai, Sabrina persegue uma busca de identidade; os segredos que ela trara? a? tona ira?o mudar tudo o que dava por certo em sua vida. Mas se seu pai na?o e? o homem que ela achou que fosse, quem e? a pro?pria Sabrina?

Leia também:

Leve-me com você – Catherine Ryan Hyde (Uma história sobre perdas e conquistas)

Clayci

Angus: O primeiro guerreiro – Orlando Paes Filho

Diego Lorenzo

Ikigai – Os segredos dos japoneses para uma vida longa e feliz

Diego Lorenzo

16 comentários

Maria Luíza Lelis 29 de abril de 2018 at 19:57

Olá, tudo bem?
Eu nunca li nada da autora, acredita? Até já ouvi falar de uns livros dela, mas ainda não surgiu a oportunidade. Esse eu nem tinha ouvido falar, mas parece ser bem bonito. Acho que deve ser interessante por não ter romances, mas sim uma relação de pai e filha, com a protagonista tentando descobrir e entender as lembranças do pai.
Gostei muito da premissa e fico feliz por saber que se trata de uma leitura leve e fluida.
Adorei sua resenha e vou anotar a dica.
Beijos!

Resposta
Clayci 7 de maio de 2018 at 12:23

Eu li alguns títulos dela e gostei bastante.
A forma com que ela constrói os personagens é maravilhosa.

Espero que um dia consiga ler esta história.
Beijos

Resposta
Sara Kerolen Souza Oliveira 28 de abril de 2018 at 20:58

Oii tudo bem ?
Nossa quando vi esse livro não dei nada pra ele serio pela capa não me chamou atenção entao nem dei o trabalho de conhecer mais meu eu tava completamente errada esse livro parece incrível fiquei super curiosa em ler irei comprar ele na certa a história e tao envolvente cheia de emoção obrigado por trazer essa resenha aqui pra gente .
Bjs

Resposta
Clayci 7 de maio de 2018 at 12:24

A capa também não me atraiu muito, viu?
Tanto que quando saiu na Novo Conceito, eu nem fui atrás da sinopse rs.
Só depois de ter o livro em mãos que fiquei interessada <3

Resposta
VANESSA BRUNT 27 de abril de 2018 at 22:21

Por vezes, uma história sem reviravoltas pode ser a mais chocante – e um caso de paz, pode ser o mais intenso, não é? Senti uma singeleza tão linda ao ler cada pedacinho da sua resenha. Adoro o quanto você mergulha nas linhas e entrelinhas e nos deixa com esse gosto reflexivo, como se já tivéssemos ido nas partes mais reflexivas da obra. Lindeza pura! <3

http://www.semquases.com

Resposta
Clayci 7 de maio de 2018 at 12:26

Ahhhhhh
muito obrigada Van <3

Resposta
Viviane Dutra 27 de abril de 2018 at 16:56

Oi Clayci, achei este livro muito fofo, já li alguns livros da Cecelia e são sempre estórias lindas, mas sem muita reviravolta, como tu falou, apenas uma linda estória, as vezes com emoção, as vezes nem tanto. Na tua breve resenha, já me coloquei no lugar da Sabrina e fiquei imaginando ser privada da companhia do pai, pior é ele estar vivo, mas não ter como interagir. Achei a premissa muito interessante e diferente de tudo que já li: resgatar memórias através de uma coleção de algo tão simples quanto bolinhas de gude… Fiquei muito curiosa e já quero ler.
Tuas fotos ficaram incríveis, parabéns!
Bjos
Vivi
http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

Resposta
Clayci 7 de maio de 2018 at 12:31

Oi Vivi <3
Foi disso que gostei na leitura, a simplicidade.
A autora não precisa de muito para criar uma trama incrível =D

Beijos e obrigada

Resposta
Fernanda Santos Barroso 27 de abril de 2018 at 16:22

Olá!
Nossa, esse livro parecer ser muito amor. Leituras leves e rápidas às vezes são as melhores pedidas. Gostei demais do enredo, especialmente porque durante algum tempo, já me senti como a Sabrina, revoltada porque não pude ter “mais” do meu pai e como é um livro de reconstrução de relacionamento, ele logo me chamou atenção. Dica anotada!

Abraços

Resposta
Clayci 7 de maio de 2018 at 12:34

Oi Fe! Que bom que gostou da resenha e se interessou pela leitura.
Espero que consiga ler futuramente <3

Beijos

Resposta
Camila Faria 27 de abril de 2018 at 16:14

Oi Clay, ainda não li nada dessa autora, você recomendaria qual para começar? Beijo, beijo :*

Resposta
Clayci 7 de maio de 2018 at 12:35

Ca vc já assistiu o PS I Lobe You?
A história é dela e o livro é muito fofo. Se não, dê uma chance <3

Beijos

Resposta
No Conforto Dos Livros 27 de abril de 2018 at 13:34

Olá!! 🙂

Eu confesso que nunca tinha ouvido falar deste livro, mas ainda bem que gosatste de fazer a leitura!! 🙂 Fico bem curioso e com vontade de fazer a leitura também!!

Enfim, é ótimo que a autora os faça pensar… Incluindo concluir que a vergonha por sermos quem (e como) somos não deve ser uma opção!

Boas leituras!! 😉
no-conforto-dos-livros.webnode.com

Resposta
Clayci 7 de maio de 2018 at 12:36

Ele foi lançado recentemente aqui no Brasil.
Pode ser que vc o conheço por outro nome, será?

Mas gostei bastante sim <3
Ainda mais para refletir
Muito obrigada pelo comentário.

Beijos

Resposta
Ane Carol 26 de abril de 2018 at 13:19

Gosto da maneira que a autora conhece nos fazer refletir se ser algo forçado, ao mesmo texto que nos entretêm. Depois destes livro passei a ver as bolinhas de gude de uma forma totalmente nova. Parabéns pela renhas e suas fotos ficaram ótimos!

Resposta
Clayci 7 de maio de 2018 at 12:37

Oi Ane! Também adoro a forma que a autora mexe com a gente rs.
Muito obrigada

Beijos

Resposta

Deixe um comentário

* Seu comentário irá para aprovação

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE