O Amuleto #2 (A maldição do Guardião da Pedra) – Kazu Kibuishi 23 68

O Amuleto #2 (A maldição do Guardião da Pedra) - Kazu Kibuishi

O Amuleto #2 (A maldição do Guardião da Pedra) - Kazu Kibuishi

9 de 10
*Livro cedido em parceria com a editora.
ISBN: 9788539505968
Páginas: 219
Autor: Kazu Kibuishi
Editora: Fundamento
Sinopse: Emily e Navin conseguiram salvar a mãe das garras do Aracnopod. Mas, o poderoso veneno da criatura ainda percorre o corpo de Karen e ela parece piorar a cada minuto. Para curá-la, os irmãos e seus novos amigos - as criaturas frantásticas criadas pelo bisavô das crianças - viajam até a cidade de Kanalis, à procura de um médico. Lá, eles descobrem que somente a fruta de uma árvore rara poderá salvar a vida da mãe deles. Com a ajuda de Leon Barba Ruiva, um novo e misterioso aliado, Emily parte em busca do precioso fruto. Mas as forças do Rei Elfo estão logo atrás, dispostas a tudo para capturar a jovem Guardiã da Pedra. E os elfos não são os únicos adversários de Emily. Ela terá que lutar contra o próprio amuleto, que ameça dominá-la com seu poder gigantesco. Será possível vencer duas batalhas ao mesmo tempo? Best-seller do New York Times

No final do ano passado tive a oportunidade de conhecer o trabalho do Kazu Kibuishi. O primeiro volume da série  O Amuleto foi publicado em 2013 pela editora fundamento e a HQ foi criada para o público infantil. No entanto, é uma leitura tão agradável que conquista qualquer idade.

SOBRE A HISTÓRIA

No primeiro volume – O guardião da PedraEmily descobriu o poder do Amuleto e quase perdeu a sua mãe por não saber usá-lo direito. Porém, Emily e seu irmão, Navin, conseguiram resgatá-la e evitar que o pior acontecesse. Só que a mãe dos dois foi envenenada e está morrendo aos poucos.

Em só queria voltar para casa com a sua família e mantê-los em segurança. Mas como sua mãe está doente, ela terá que ir atrás de um fruto, que só tem no alto de uma montanha, para usá-lo como antídoto para o veneno. Em foi orientada sobre o perigo do lugar, contudo, é claro que fará de todo possível para ter a sua mãe de volta.

Deixou Navin cuidando dela e seguiu viagem em busca desse fruto. Só que nesse trajeto, Emily terá que lidar com os inimigos elfos e tentar entender a sua relação com o amuleto. Será que ela vai conseguir sair dessa e salvar a sua família?

O QUE ACHEI DE A MALDIÇÃO DO GUARDIÃO DA PEDRA?

O Amuleto #2 (A maldição do Guardião da Pedra) - Kazu Kibuishi
O Amuleto #2 (A maldição do Guardião da Pedra) – Kazu Kibuishi

No primeiro volume – depois de acompanhar a tragédia que mudaria a vida de Emily e sua família – conhecemos a história do amuleto. Temos uma pequena noção do que ele pode fazer e de como é difícil controlá-lo. Já em A maldição do guardião da pedra, é possível conhecer melhor os personagens e os seus medos.

Em, não sabe usar o amuleto. E ganha a ajuda de Leon (caçador de recompensas) para conhecer melhor o seu propósito. E é no decorrer dos diálogos que vamos descobrindo as qualidades e os defeitos da nossa personagem principal. Emily é insegura e tem medo de não conseguir controlar a pedra e estragar tudo.

E é claro que por não saber usar, sofrerá as consequência e colocará em risco a vida de todos. Senti que A maldição do guardião da pedra serviu para criar um vínculo com o leitor. Nesse volume o autor consegue manter a beleza das ilustrações, porém de uma forma mais sensível. As cores usadas se adequaram perfeitamente às situações.

O Amuleto #2 (A maldição do Guardião da Pedra) - Kazu Kibuishi
O Amuleto #2 (A maldição do Guardião da Pedra) – Kazu Kibuishi
O Amuleto #2 (A maldição do Guardião da Pedra) - Kazu Kibuishi
O Amuleto #2 (A maldição do Guardião da Pedra) – Kazu Kibuishi

Apesar de insegura, Emily, é uma jovem determinada e quer proteger as pessoas que estão ao seu lado. Então começa a entrar em conflito sobre como o poder influencia nas suas escolhas. Em está vulnerável e a pedra quer se aproveitar da situação para controlá-la.

Conheci melhor os inimigos nesse volume e achei incrível a forma que Kazu Kibuishi mostrou a origem do vilão principal. Sem falar que a introdução dos novos personagens deixou um gostinho de quero mais. E ainda que seja uma história em quadrinhos, pude notar que o autor não economizou nos diálogos e adorei isto.

É uma história pro público infantil? Sim, mas que prende a nossa atenção e consegue transmitir várias mensagens maravilhosas. Não vejo a hora de iniciar a leitura do terceiro volume.

Comentários

Comentários

Existe uma frase que consegue me descrever perfeitamente bem: “Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então“ (Alice no País das Maravilhas). Sou uma taurina que gosta de mudanças, estranho né?! Sempre gostei de fazer parte do que não conheço e nunca tive medo de arriscar naquilo que acredito. Sou Whovian, Sherlockian, Slytherin e Nintendista. Apaixonada por fotografia, livros, roedores, toys e miniaturas.

23 Comments

  1. Que HQ maravilhosaaa! As ilustrações estão lindas e a história parece ser bem interessante e cheia de reviravoltas. Gostei da Emily e estou curiosa para conhecer essa série. Obrigada pela dica, bjss!

  2. Que edição linda! As ilustrações são tão ricas em detalhes. Vou anotar a dica, pois tem muito a ver com meu sobrinho. Perfeito para a idade dele.

  3. Oiie, tudo bom?? Eu amo HQ’s demais e já tinha visto esse em uma banca, sempre que vejo fico com vontade de comprar ele. Esse ar infantil e aventureiro é incrível, amei. Bjs ^^

  4. Oi, tudo bem? Sinto falta de literatura infantil, porque sinto falta desse contato mais inocente com as coisas, sabe? Então, essa HQ seria algo que me encantaria demais. Achei o design ilustrativo muito lindo e cativante e que fofo que você recebeu o coelho também! Fiquei curiosa com ele, hihi. Gostei muito da sua resenha e da sua sinceridade.

    Love, Nina.
    http://www.ninaeuma.blogspot.com

    1. Eu não recebi o coelho não, Nina rs.
      Como coleciono figures, ele já fazia parte da minha coleção e mesmo ele não tendo nada a ver com a história, combinou com o personagem hahaha <3
      Foi coincidência mesmo

      Beijos

  5. Oii, Clayci.
    Eu amei as cores desse HQ (suas fotos ficaram lindas), as formas como as frases são posicionadas e os traços das ilustrações também, ele, visualmente, é muito bom. Ainda não li esses, mas vou guardar a dica <3
    Espero que goste dos próximos.

    Beijos.

  6. que hq mais fofinha
    deve ser uma historia bem legal mesmo, eu nunca diria que é para crianças hahaha
    a arte é linda demais, vou tentar incluir na minha meta de leitura pra esse ano, pq eu amei a arte!

  7. Eu não costumo ler HQs, mas adoro acompanhar as novidades que saem porque já li algumas que curti bastante. Essa me chamou a atenção, vou procurar no site da Saraiva.
    Ah, de HQ eu indico “Vitória Valentina” da Elvira Vigna. Fala sobre adoção, injustiças sociais, racismo, é bem interessante.
    Beijão!

  8. Oi! Não conhecia essa história, mas já fiquei curiosinha para conferir. Normalmente curto bastante essas histórias voltadas ao público infantil, com esse toque de fantasia e tudo mais. Parabéns pela resenha.

  9. Nossa…que HQ sensacional! Fiquei aqui com olhinhos brilhado de paixão; Com certeza esses volumes devem ser tudo de bom. Esse ano participo de um projeto onde tenho que ler um HQ em um mês é tipo um desafio. Ainda nao sei o que escolher. Vejo que há muitas pessoas que nutrem preconceito por tramas para o público infantil. Eu nao, eu amooooooooooo! Lindas as fotos que voce tirou também. Leia o terceiro e compartilhe sua opinião conosco.
    Bom começo de ano!
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE