Modos de Disparo 54 162

Já faz um  tempo que não publico nada sobre fotografia aqui no blog né?! Eu adoro criar publicações com dicas, pois dessa forma ajudo quem tem interesse e também aprendo mais pesquisando a respeito. Caso você queira saber as dicas que já compartilhei aqui no blog é só clicar aqui, criei uma página dentro do blog juntando todos os posts sobre fotografia para facilitar na pesquisa (ela ainda está em construção, mas dá para acessar). Hoje vou falar sobre Modos de Disparo.

Modos de câmera da minha Nikon D80
Modos de câmera da minha Nikon D80

Você conhece os modos de disparo da sua câmera? Parece uma coisa fácil (e óbvia), mas não é tão simples assim e falarei um pouco sobre cada modo. A melhor forma de entender os modos da sua câmera é lendo o manual dela, pois elas podem ser representadas por ícones diferentes da foto acima.

Antes de começar a explicar sobre os modos de disparo, se você tem alguma dificuldade sobre ISO, Obturador, Abertura ou qualquer outra função existente na sua câmera, leia essa publicação aqui, assim você não se sentirá perdido na explicação de hoje.

Uma pequena colinha:
ISO:  É a sensibilidade do sensor da câmera
Abertura: Quando batemos uma foto abre um orifício para que a luz passe, chamamos isso de diafragma.
Obturador: É a velocidade, a quantidade de tempo que o diafragma ficará aberto expondo o sensor.

 

Automático:

Se você optar pelo modo de disparo automático, todos os ajustes serão feitos pela própria câmera. Isso porque ela faz o cálculo sozinha de acordo com o ambiente em que você está. Então pode ser que ela sinta a necessidade de usar flash ou aumentar a velocidade, por exemplo. Esse disparo pode te salvar em algumas situações, mas não tem a mesma precisão do modo manual.

saidaminhalente_mododecamera2
Click registrado com uma Canon T5i, Lente 18-55 no modo automático

Não existe edição nessa foto. Usei o modo automático dentro do meu escritório (com uma luz fluorescente branca de iluminação) e a câmera registrou as seguintes configurações: Obturador 1/60, Abertura 4.0, ISO: 6000, além do ISO alto a câmera  sentiu a necessidade do uso de flash. Nesse caso não houve precisão, porque a foto saiu granulada (por causa do iso) e superexposta (muita luz)

Uma dica para quem quer começar a fotografar manualmente, mas não sabe configurar. Use o modo automático no ambiente em que você quer fotografar, depois veja nas informações da foto quais foram os valores que a câmera definiu na hora do click. Mude para o modo manual e configure com as informações que a máquina registrou e depois vá alterando os valores, conforme haja alteração de iluminação, movimento… dessa forma você vai compreender melhor as configurações.

Retrato

Esse modo escolhe uma abertura maior na hora de registrar a cena. Ela faz isso para reduzir a profundidade de campo, pois dessa forma os rostos não competem espaço, são o foco do click. Este modo altera os ajustes da exposição, para que os rostos sejam expostos, dando preferência a eles e não ao cenário atrás.

saidaminhalente_mododecamera3
Click Registrado com uma Canon T5i no modo Retrato

Registrei esse foto no mesmo ambiente da primeira. Como dá pra perceber na imagem, a câmera sentiu necessidade de flash por isso ele foi ativado. Existe um pequeno desfoque no fundo,  se eu tivesse trazido o objeto (no caso a Lisa) mais para frente, o desfoque seria maior e ela seria o destaque no click. A câmera registrou as seguintes configurações: Obturador: 1/60, Abertura 5.0, ISO 400. Nesse caso o valor do ISO não prejudicou a imagem, pois ela não saiu com ruídos, porém o flash deixou a foto superexposta novamente.

Paisagem:

Este modo é o oposto do retrato! Ele reduz o tamanho da abertura para que a maior parte da cena esteja em foco, ou seja, aumenta a profundidade de campo. Se você deseja fotografar grandes áreas recomendo esse modo.

saidaminhalente_mododecamera4
Click registrado com uma Canon T5i no modo paisagem

Nesse caso a câmera focou a foto como o um todo. Ela não sentiu a necessidade do uso do flash, porém o ISO dela ficou muito alto, causando ruídos na imagenm. As configurações usadas foram Obturador: 1/20 (ele ficou mais tempo exposto, além de receber mais luz correu o risco da foto sair tremida), Abertura: 5.6, ISO 6400.

Macro

Geralmente o modo macro é representado por um ícone de flor. É o meu modo favorito, quando usava câmera compacta a configuração não saia do macro. As fotos ficam nítidas no primeiro plano e desfocadas ao fundo, ideal para detalhes. A prioridade desse modo de disparo é a abertura, ou seja, deixa a profundidade de campo bem pequena.

saidaminhalente_mododecamera5
Click registrado com uma Sony DSCW30 no modo macro

Saindo um pouco do ambiente do escritório, usei uma foto do Diego para representar esse modo de disparo. A câmera usada foi uma compacta, a Sony DSC W30 (para quem fala que não é possível fazer boas fotos com uma, esta é a prova de que está errado). As configurações da câmera foram: Obturador 1/160, Abertura 2.8 e ISO 800

Ação

Esse modo da câmera é automático e facilita na hora de congelar uma cena, isto porque a câmera escolhe uma velocidade maior na hora de clicar. É ideal para fotografar situações com movimentos (corrida por exemplo). O objetivo do modo é alterar a velocidade, mas para ficar harmonioso ela faz outras alterações automaticamente, para que a velocidade seja de 1/500 ou mais.  Se a sua câmera for compacta, você pode ter um pouco de dificuldade na hora de registrar esse momento, por causa do lapso de tempo entre o obturador e a captação da imagem pelo sensor. É possível melhorar a situação, enquadrando a cena um pouco antes do “movimento” e fazer o disparo.

saidaminhalente_mododecamera6
Click registrado por uma Sony DSC W30 no modo ação

Usando o meu namorado de modelo (por que não?), Essa foi clicada com a Sony DSC W30 na festa da cerejeira. Na foto, nota-se que ele está em movimento, mas a câmera congelou boa parte da ação. As configurações usadas pela máquina foram: Obturador 1/100 (a Sony configurou a velocidade desse modo, mas geralmente fica 1/500 pra cima) , Abertura 7.5, ISO 800 

Noturno

Esse modo aumenta o ISO e diminui a velocidade do obturador para usar mais luz. Se for usar esse recurso, saiba que dependendo da iluminação, poderá haver ruídos/granulações em sua imagem devido o ISO ser maior.

saidaminhalente_mododecamera8
Click registrado por uma Canon PowerSHot SX510 HS no modo noturno

O Diego adora fotografar lua e essa é uma das minhas favoritas! Ele usou a Canon PowerShot SX510 HS e as configurações no modo noturno foram Obturador 1/25, Abertura 8 e ISO 200 (além do superzoom 30x)

Av

AV significa “Aperture Value(valor de abertura). Esse modo deixa você escolher a abertura que quer usar! Ela ajusta a velocidade do obturador para expor bem a cena, ideal para controlar a profundidade de campo.

saidaminhalente_mododecamera7
Click registrado com uma Canon T5i no modo AV

Usei a abertura 5.6 e a câmera definiu os valores do obturador: 1″ e ISO 200 (a foto saiu um pouco tremida por causa da velocidade).

TV

Já o TV significa “Time Value” (Valor do tempo) e ele é oposto do AV, você seleciona a velocidade do obturador e a câmera escolhe a abertura correta.

saidaminhalente_mododecamera9
Click registrado com uma Canon T5i no modo TV

A foto saiu escura! Escolhi a velocidade 1/40  e câmera deduziu que o melhor abertura seria 4.5. O ISO usado foi de 400.

É isso! Espero que vocês tenham gostado da publicação e espero ter ajudado também.
Caso vocês tenham alguma dúvida é só me perguntar nos comentários e se puderem curtam o Sai da Minha Lente no Facebook, pois sempre estou postando dicas de fotografia por lá.

Beijos

 

Comentários

Comentários

Existe uma frase que consegue me descrever perfeitamente bem: “Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então“ (Alice no País das Maravilhas). Sou uma taurina que gosta de mudanças, estranho né?! Sempre gostei de fazer parte do que não conheço e nunca tive medo de arriscar naquilo que acredito. Sou Whovian, Sherlockian, Slytherin e Nintendista. Apaixonada por fotografia, livros, roedores, toys e miniaturas.

54 Comments

  1. Awwn, amei esse cantinho 🙂
    Engraçado que eu estava pensando nesses modos de disparo ontem mesmo, quando tentei fazer umas fotos de um restaurante. Comprei uma câmera da Nikon basicona no fim do ano passado, ela me atende pro que pretendo (já que não sou nem quero ser fotógrafa profissional), mas sou a maior bocó na hora de mexer nos recursos.

  2. Antes de mais nada que foto MARAVILHOSA essa da Lua, socorro, de morrer de amores!!!!!!
    Agora posso falar sobre o post em si, hehehe… Ficou ótimo, Clay, muito bacana você compartilhar essas coisas e organizá-las numa página bonitinha, principalmente porque você realmente é ótima fotógrafa.
    Eu fiz duas disciplinas de fotografia na faculdade (três, se contar uma aula de exames especiais UV, IR, Raio-X e etc), então entendo bastante quando leio sobre, apesar de não colocar tanto em prática, mas mesmo se não entendesse não faria diferença porque você exemplifica tudo direitinho e lindamente!

  3. Gostei da ideia de tirar no modo de retrato pra desfocar o fundo. A minha não tem esse modo de macro e nem de ação, eu acho. Sou louca pra ter uma câmera semi profissional ou profissional mesmo pra ir “brincando” até aprender. Já fiz duas matérias na faculdade sobre fotografia, passei nas duas com notão, então tenho uma esperança 😛 hahaha!

  4. Eu sempre estou numa eterna luta contra a minha câmera. Eu tenho uma Nikon Coolpix que eu acho meio lixinho, ou é que eu não sei usá-la mesmo. Mas o zoom dela é wow.

    Eu queria aprender mais sobre fotografia e, com certeza, as suas fotos e dicas andam me ajudando muito! Eu estava meio inspirada pelo post que você fez lá naquele barzinho geek da Vila Mariana e eu fotografei esses dias um barzinho too.

    Obrigada por tudinho.
    Um abração.

    1. Essa Nikon Coolpix devo dizer que também considero complicadinha de mexer e senti que ela é limitada nos modos de fotografia, bem como é muito sensível na hora que se está fotografando. Já usei uma desse modelo e sofria para acertar as fotos!

  5. Oie Clayci =)

    Eu amo fotografia, mas de verdade não entendo nada sobre o assunto rs…
    Pretendo mais para frente fazer um cursinho básico e comprar uma máquina melhor.
    Seu post ficou ótimo, bem explicado, e post assim ajuda bastante quem está começando ^^

    Parabéns!

    Beijos e um ótimo final de semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias…
    @mydearlibrary

  6. Adoro suas dicas de fotografia, salvam muito pessoas feito eu que são um desastre com uma câmera na mão! kkkk Adorei esse post, ficou bem melhor de entender os modos de disparo, como preparar a câmera pro clique perfeito!

    bjs
    blogtrashrock.blogspot.com

  7. Você explica muito bem, moça, super didática 🙂
    E o negócio é usar bastante a câmera, fazer experiências (como a dica que você deu quando falava do modo automático, de ver os valores que a câmera definiu e ir alterando), ler o manual…

    Ah, quando eu usava uma compacta, também não tirava do modo macro haha

  8. Hey Clay
    essa foto Macro ficou tudo, levei até um susto (odeio lagarta).
    pra quem possui uma câmera que possui modo manual ou prioridades de abertura/velocidade, recomendo tomar as rédeas da situação, a câmera é muito burra quando tem que pensar sozinha. Já sofri várias vezes, acredito que seja melhor o modo manual sem medo de ser feliz \õ

  9. Amei o post! Amo fotografar, mas ainda estou aprendendo usar o modo manual e seu post ficou super bem explicadinho… vai me ajudar bastante!

    Uso a mesma câmera do Diego, a SX510 e sei que tenho muito para explorar ainda! rs

    Um grande beijo!

  10. Oi Clayci! Faz um tempão que não comento aqui né? Tinha passado por aqui vez ou outra mas não deixei nenhum comentário. O blog está lindo com esse novo visual, adorei as cores <3

    Gosto dos seus posts sobre fotografia. Uso uma câmera compacta, não tem opção de mexer em todas as funções que você citou, mas é legal entender como funciona. A única função (das que posso mexer) que ainda não sei direito é a ISO, já li muita coisa sobre o assunto, mas na hora de tirar uma foto sempre acabo deixando no automático. Eu uso ISO alta em lugares escuros e ISO baixa em lugares claros?

    1. Oi Marina, que bom ter você aqui de volta =D

      Sim, o ISO funciona da forma que vc falou.
      Se você estiver em um lugar claro o ideal é usar o ISO baixo, para entrar menos luz no sensor. E no escuro é o oposto

      Só tem que tomar cuidado, porque quanto maior for o ISO, mais granulada fica a sua foto
      Beijos e não some viu?

  11. Oi Clay!!

    Esse post vai ficar salvo aqui em favoritos, sou louca por fotografia, mas entendo pouco, sempre busco conhecimento nos blogs da vida, adoro quando tem um post explicando detalhadamente as coisas, A pouco tempo comecei a me arriscar no modo manual, que as vezes fica uma porcaria, mas as vezes me orgulho do que consigo fazer! hauahuah
    Com certeza é um post que vai ajudar muito!! Faça mais!! rsrsrs

    Bjinhos
    JuJu

  12. Nossa, esse post sem dúvida ajudou muito! Eu tive um ano de aulas de fotografia na faculdade, mas meu professor era tão ruinzinho que não aprendi quase nada. 🙁 Assim como você, meu modo favorito é o macro, acho LINDAS as fotos assim! 🙂

  13. Como sempre, Clay as suas dicas têm sido maravilhosas <3
    Como você disse, as configurações parecem ser tão fáceis e óbvias que só percebemos a sua "complexidade" na prática hauhau.
    Mas o importante é treinar para assim, adquirir experiência. Digo isso porque achava que nunca sairia do modo automático, e hoje só utilizo o modo manual hehe.
    Beijos!

  14. Meldels. Essa semana eu estava pesquisando sobre, daí venho aqui no teu blog e encontro tudo. :O

    Eu tô começando a fotografar agora e tenho muitas dúvidas. Às vezes gosto do manual, às vezes no automático… É uma indecisão louca!

    Adorei o teu post. Vou já pegar a câmera pra fazer alguns testes. <3
    Bjs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE