Minhas melhores leituras do ano (2017) 28 103

Minhas melhores leituras do ano (2017)

Este ano eu consegui bater a minha meta de leitura. Não consegui ler todos os que gostaria, mas diminui bastante a minha lista de desejados. É engraçado porque quanto mais livros você tem, mais você quer comprar. E tive que reduzir as minhas compras por falta de espaço, dinheiro e tempo.

Não sei se já cheguei a comentar aqui no blog, mas eu desabafei lá no instagram que ano que vem terá menos resenhas aqui no blog. Eu amo ler, porém não quero que esse seja o foco do Sai da Minha Lente. Foi através das minhas leituras e resenhas que conheci várias pessoas incríveis, contudo quero focar em outros assuntos e as leituras acabam consumindo o meu tempo de uma forma que não consigo aproveitar outros conteúdos.

Por exemplo, este ano eu vi poucos filmes, joguei menos, não consegui colocar minhas séries em dia e mal consegui sair para fotografar. Ler não me atrapalha – se eu pudesse passaria o dia com o livro na mão – mas como não estou conseguindo me organizar acabo deixando outros assuntos de lado. Não vou parar de publicar resenha, todavia elas aparecerão com menos frequência por aqui.

Minha meta era ler 50 livros este ano e eu já passei dos 60 e nem terminou 2017. Foi difícil escolher, porém vim compartilhar com vocês as minhas melhores leituras de 2017.

Minhas melhores leituras do ano (2017)
Melhores leituras do ano

SETE MINUTOS DEPOIS DA MEIA- NOITE

Esse ano eu tive uma surpresa maravilhosa, conheci a narrativa de Patrick Ness. Eu sou fã de Doctor Who e quando descobri que ele estava escrevendo a série Class (spin off de Doctor Who) fiquei encantada. Patrick já escreveu um conto no livro 12 doutores, 12 histórias e já teve várias participações nesse universo. Sete Minutos Depois da Meia-Noite foi um livro em que eu não dava nada pra história.

Connor é um garoto de treze anos que está enfrentando vários problemas em sua vida. Seus pais se divorciaram, ele não se dá bem com a sua avó, ele sofre bullying na escola e a sua mãe está com uma doença grave.  E se não bastasse todos esses problemas ele sofre quase todas as noites com um pesadelo terrível que não o deixa em paz.

É o tipo de livro que você só sente vontade de largar quando a história termina – ou não, você pode querer ficar abraçado com o livro depois do final. Possui uma narrativa simples, começa devagar e aos poucos vai se tornando uma análise sobre a vida e de como lidamos com os nossos sentimentos.

Ainda não assisti ao filme e para ser sincera eu nem quero. Chorei horrores com o livro e não quero perder o sentimento que esta história causou em mim por conta de uma adaptação.

MAIS DO QUE ISSO

Gostei tanto de Sete minutos depois da meia-noite que fiquei super animada com o lançamento da Novo Conceito. Mais do que isso foi outra surpresa boa que passou por aqui. Já iniciamos a história pelo fim. Seth é um adolescente que está passando por vários problemas e como não enxergava mais solução, decidiu se matar.

No livro encontramos questões que precisam ser discutidas sempre. Seth é um adolescente que se culpa por uma tragédia que aconteceu com seu irmão mais novo quando criança. E acredita que seus pais fazem o mesmo! O jovem não possui um bom relacionamento com eles, porém entende a distância e a atenção integral que dão ao seu irmão.

Além de sofrer essa carência afetiva, Seth, se apaixona por seu amigo Gudmund e eles vivem um relacionamento que foi interrompido por conta do preconceito. Quando ele decidiu dar um fim e se matar, acreditou que estaria se libertando. E chorei demais com a história. Sem dúvidas foi um livro que me fez refletir muito este ano.

Minhas melhores leituras do ano (2017)
Melhores leituras do ano

SUSSURROS DO PAÍS DAS MARAVILHAS

Eu sou apaixonada pela trilogia O lado mais Sombrio. Não sou muito fã do clássico Alice no País das Maravilhas, mas A.G Howard conseguiu me conquistar com a sua adaptação da história. Sussurros do País das Maravilhas foi um presente para os fãs da trilogia.

São três contos que se passam no País das Maravilhas com os personagens que ela criou em sua adaptação. Finalmente pude ter mais um pouquinho de Morfeu e Jeb na minha vida e terminei o livro sofrendo porque eu não queria me despedir.  Se você não leu nenhum livro da trilogia (O Lado mais sombrioAtrás do EspelhoQualquer outro lugar) super recomendo.

MENTIRAS COMO O AMOR

Agora eu me dei conta de que até agora só citei livros da Novo Conceito. Mentiras como o amor chegou por aqui no segundo semestre do ano e fiquei feliz por ter lido. Comecei a história sem saber do que se tratava, acreditando ser um romance como qualquer outro, mas fui surpreendida com uma trama perturbadora.

A autora fala sobre o relacionamento abusivo entre mãe e filha. Ela sofre abusos físicos e psicológicos e tenta aceitar que está doente e que sua mãe é a única pessoa capaz de ficar ao seu lado, Mas algo dentro dela diz que está tudo bem e que não há necessidade de continuar com as medicações. Todavia ela continua frequentando os médicos, aumentando as dosagens e fugindo da coisa que a persegue todas as noites.

Esse livro despertou vários sentimentos em mim. Quis gritar, bater, salvar a personagem. Sem dúvidas foi um livro que mexeu comigo e que recomendo a todos.

Minhas melhores leituras do ano (2017)
Melhores leituras do ano

NINFEIAS NEGRAS

E por falar em livro perturbador e surpreendente. Este ano eu dei uma chance para Ninfeias Negras. Na verdade ele só entrou para esta lista porque o final compensou a história toda. O livro iniciou parado e teve alguns momentos que senti sono, mas quando estava chegando no fim eu fui surpreendida pela reviravolta e originalidade do autor.

A trama traz três mulheres completamente diferentes, mas com uma ligação de morarem no mesmo bairro e desejarem sair de lá. Elas moram em Giverny (próximo de Paris) e esta cidade é famosa por ter sido “a casa de Monet”. Em um dia como outro qualquer, um homem é encontrado morto de forma brutal. Jêromé Morval foi assassinado com uma punhalada no coração, teve sua cabeça esmagada e ficou submerso em um lago. A perícia encontrou junto ao seu corpo um cartão postal com a reprodução de uma das Ninfeias de Claude Monet e nele uma mensagem de aniversário com uma frase escrita:  O crime de sonhar eu consinto que seja instaurado. E é a partir daí que inicia as investigações e vamos entender a ligação entre essas três mulheres.

TIME RIDERS 3

Agora vamos entrar no mundo da ficção científica. Esse ano eu consegui ler mais títulos desse gênero e fiquei super feliz. Time Riders é uma série que já mora no meu coração. O terceiro livro foi publicado esse ano pela Fundamento e fiquei presa na história (junto com os personagens viajantes no tempo).

Eles foram enviados para a Floresta de Sheerwood em 1194 em um período marcante para a Inglaterra. Nessa época o rei Ricardo foi o principal comandante cristão que liderou a terceira cruzada. E em O código do apocalipse  nós vamos conhecer uma outra versão do rei e de seu irmão João sem Terra. Fora que o autor também se aproveitou de um momento na história. O Manuscrito Voynich (que foi usado na trama) realmente existe e ele já tentou ser decifrado por inúmeros criptógrafos (amadores e profissionais) e há diversas teorias sobre este documento.

Minhas melhores leituras do ano (2017)
Melhores leituras do ano

MATÉRIA ESCURA

Você nunca se perguntou se existe uma outra versão sua andando por aí? Sempre me interessei pela teoria dos multiversos e apesar de nunca ter me aprofundado no tema, sei que é um assunto muito discutido entre os físicos. Matéria Escura foi uma surpresa boa este ano. A editora me enviou uma edição e fiquei super feliz em ter conhecido esta história.

Jason Dessen é um cara de sorte – pelo menos ele se considera. Ele é casado com a Daniela (o amor da sua vida) e é pai de um adolescente. Jason é professor em uma boa faculdade e a única coisa que deseja é que sua vida continue assim. Apesar de viver essa vida normal existe um Jason – lá no passado – que não pensa da mesma forma. Apesar de ser um assunto complexo o autor soube apresentar a história de forma didática. Blake Crouch aborda a física quântica e a teoria de universos paralelos de uma forma que prende a atenção do leitor(mesmo não se aprofundando no assunto).

A LONGA VIAGEM A UM PEQUENO PLANETA HOSTIL

A longa viagem a um pequeno planeta hostil foi uma leitura tão gostosa que senti vontade de reler assim que finalizei. Becky Chambers fez com que eu me interessasse pela vida pessoal de cada personagem e consegui me sentir um membro da tripulação enquanto eu lia.

Encontrei todos os elementos que me atrai: tecnologia, alienígenas e viagens intergalácticas. E me surpreendi com a forma com que a autora apresentou a história, pois acreditei que o objetivo do livro fosse explorar a viagem da nave até o tal planeta hostil. Todavia a autora se preocupou em desenvolver cada personagem enquanto essa viagem acontecia. Beck aborda com naturalidade assuntos tão atuais e importantes que precisam ser discutidos.

Minhas melhores leituras do ano (2017)
Melhores leituras do ano

REPETECO

Por último, mas não menos importante: Repeteco. Se você tivesse a chance de voltar no tempo para corrigir um erro, você voltaria? E se você descobrisse que poderia corrigir sempre que quisesse? Tentador, não? Essa Graphic Novel faz com que a gente reflita sobre a nossa vida e as nossas escolhas.

Temos que viver os altos e os baixos e encarar os problemas conforme eles forem surgindo. Somos nós que decidimos como devemos encará-los e que não devemos nos arrepender das escolhas feitas. O poder de mudar algo do nosso passado pode até soar como algo atraente, mas quem mais afetaríamos com essa escolha?

 

Essas foram as minhas melhores leituras do ano. Você já leu algum desses livros? Quais foram as suas melhores leituras?
Beijos

Comentários

Comentários

Existe uma frase que consegue me descrever perfeitamente bem: “Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então“ (Alice no País das Maravilhas). Sou uma taurina que gosta de mudanças, estranho né?! Sempre gostei de fazer parte do que não conheço e nunca tive medo de arriscar naquilo que acredito. Sou Whovian, Sherlockian, Slytherin e Nintendista. Apaixonada por fotografia, livros, roedores, toys e miniaturas.

28 Comments

  1. Oi, Clayci!
    Menina, eu não li nenhum livro da sua lista, acredita? haha
    Fiquei bem interessada em Repeteco e acrescentei na wishlist.
    Uma pena que as resenhas vão diminuir, mas adoro as suas postagens de foto <3 Então essa mudança vai ser boa do mesmo jeito haha
    Beijinhos.

  2. De todos que você citou, só li e amei A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil. Mas quero muito ler Repeteco, estou começando a incorporar mais graphic novels na minha lista de leituras e tenho gostado bastante.
    Beijos
    Mari

  3. Me interessei pelo Sussurros do País das Maravilhas, deve ser legal ver outros personagens no país da Alice rs

    Eu sempre babo pelas suas fotos Clayci, acho suas composições muito lindas e criativas. ?

  4. Materia escura e sete minutos depois da meia noite estão na minha wishlist literária! Eu te entendo completamente clayci, ler é maravilhoso mas consome demais o nosso tempo ainda mais quando temos livros de parceria com prazo para resenhar. Nem cheguei a te falar, mas acabei não me inscrevendo para as editoras que abriram recentemente a inscrição. Temos que ir fazendo alguns ajustes no blog ao longo do caminho! Tenho certeza que essa nova fase vai fazer muito bem pra você e pro sdml!
    Um beijo!
    Colorindo Nuvens

    1. Acaba sendo cansativo mesmo.
      Mesmo sendo prazeroso. Quando algo começa a se tornar obrigação temos que tomar cuidado.
      MAS acredito que ano que vem será um ano maravilhoso para o SDML e o CN <3

    1. Vah..
      Isso é super comum, eu não gostava de ler tbm.
      Porém acredito que vc se dedica a outros hobbies =D <3
      E não tem jeito, né? Seja o que for.. se não planejarmos e nos organizarmos não é possível fazer nada rs

      Beijos

  5. Eu amei descobrir a sua seleção! Eu diminui o meu ritmo de leitura desde que entrei no cursinho, antes eu costumava ler bem mais, a mesma média que você por ano. E em 2018 só li 18 livros, minha meta é chegar até os 25. Eu lia MUITO mais antes 🙁
    Enfim, me interessei bastante por “Mais Do Que Isso”, e “A Longa Viagem a Um pequeno planeta hostil” eu vejo sempre na livraria e fico apaixonada pela capa!

  6. Ao contrario de você esse ano eu não li nada, bom, quase nada, e me sinto super culpada por isso. Bom, li muitos mangas mas ai não conta né.
    Adorei ler sua lista de melhores leituras e já vou deixar anotado o mais do que isso e alguns outros para a minha lista do ano que vem 🙂
    obs: gostei das fotos com a arvore de natal no fundo, ficaram lindas e com o clima legal 🙂

    Beijos

  7. Eu já li muuuitas resenhas do livro 7 Minutos, todas são tão maravilhosas, parece realmente emocionante, preciso ler… Com certeza o livro Mais do Que Isso deve ser igualmente incrível. Ao contrário de vc, eu sou grande fã da Alice haha então eu leria esse livro sem pensar duas vezes… Mentiras com Amor também parece muito bom, AMO tudo que envolve esse mundo mãe e filha… Matéria Escura me deixou intrigada, curiosa… E Repeteco aborda uma temática que me atrai, como Efeito Borboleta e alguns outros filmes/livros que seguem essa temática. Gostei dos seus preferidos desse ano! Esse ano eu quase não li, ano passado consegui ler mais de 50 também… Mas esse ano eu tentei focar nos outros assuntos, então entendo a sua vontade haha por mais gostoso que ler seja, demanda um tempo mesmo. Beijokas 😉

    1. Oi Natz
      Acredito que a minha meta de leitura cairá bastante ano que vem, pq pretendo dar atenção as outras coisas (como vc fez).
      Mas tá bom, né? hahhaah
      O importante é que esses livros ficarão comigo pra sempre..

      Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE