Matéria Escura – Blake Crouch 4 44

“Você está feliz com a sua vida?” Olhando essa pergunta na sinopse do livro é possível imaginar que se trata de uma história de auto ajuda, não é verdade? Mas Matéria Escura está longe dessa proposta. Apesar do livro nos fazer pensar sobre nossas escolhas e os caminhos que decidimos seguir a história foca na teoria dos universos paralelos.

Você nunca se perguntou se existe uma outra versão sua andando por aí? Sempre me interessei pela teoria dos multiversos e apesar de nunca ter me aprofundado no tema, sei que é um assunto muito discutido entre os físicos. Recentemente li um quadrinho chamado Repeteco e ele foi escrito por ninguém menos que Bryan Lee O’ Malley. Eu já resenhei Repeteco aqui no blog, mas só estou citando ele nesta publicação por abordar o mesmo tema. Fiquei dias refletindo sobre minhas escolhas e quando finalmente me recuperei dessa ressaca literária, surge Matéria Escura com uma proposta parecida, ou seja, terei mais algumas semanas para pensar na história.

Mas vamos lá! Jason Dessen é um cara de sorte – pelo menos ele se considera. Ele é casado com a Daniela (o amor da sua vida) e é pai de um adolescente. Jason é professor em uma boa faculdade e a única coisa que deseja é que sua vida continue assim. Apesar de viver essa vida normal existe um Jason – lá no passado – que não pensa da mesma forma.

[blockquote align=”left” author=”Matéria Escura – Blake Crouch”]“Acho que, assim como você, como eu, como todo mundo ela tinha arrependimentos. Acho que às vezes acordava no meio da noite se perguntando se o caminho que seguiu foi o certo. Com medo que não tivesse sido. Perguntando a si mesmo como teria sido sua vida se tivesse ficado ao meu lado.”[/blockquote]Em uma outra realidade Jason seguiu um caminho diferente e não constituiu uma família. Ele deixou suas emoções de lado e se entregou ao trabalho tornando-se um jovem físico de sucesso. Sim! Essa versão de Jason fez uma das maiores descobertas científicas da atualidade provando a teoria do multiverso. Existem infinitas realidades paralelas ao nosso mundo. Soou confuso? Pensa da seguinte forma: Para cada decisão que você tomar, cria-se uma nova realidade.

Mas o que esse Jason do passado interfere na vida atual? Jason terá sua vida roubada! Ele será jogado em um mundo que ele nem imaginava que existia. Ele perde sua esposa, seu filho, seu trabalho e terá que assumir a vida de um físico de sucesso em uma outra realidade. Jason terá que descobrir qual o seu verdadeiro lugar no mundo e lutar pelo futuro que deseja ter. Será que ele irá atrás da sua família ou vai assumir sua nova vida?

Apesar de ser um assunto complexo o autor soube apresentar a história de forma didática. Blake Crouch aborda a física quântica e a teoria de universos paralelos de uma forma que prende a atenção do leitor (mesmo não se aprofundando no assunto). Com personagens carismáticos e problemas “reais” fica fácil entrar na trama e questionar sobre a possibilidade de viagens entre mundos. Ver Jason assustado e com medo cada vez que descobre uma nova realidade fez com que eu sofresse junto. Terminei a leitura me perguntando até onde eu seria capaz de ir para alcançar um objetivo, sabe?

 

Você conhece a história do Gato de Schrödinger? A hipótese foi concebida pelo físico austríaco Erwin Schrödinger. Sua intenção era mostrar como o comportamento das partículas subatômicas parece ilógico se aplicado numa situação fácil de ser visualizada, como um gato preso numa caixa fechada. Na situação proposta por ele, a vida do animal ficaria à mercê de partículas radioativas. Se elas circulassem pela caixa, o gato morreria; caso contrário, ele permaneceria vivo. Até aí, não há nada de mais. A história fica maluca mesmo quando analisada de acordo com as leis do mundo subatômico, segundo as quais ambas as possibilidades podem acontecer ao mesmo tempo – deixando o animal simultaneamente vivo e morto. Mas e se um cientista olhasse para dentro da caixa? Ele não veria nada de mais, apenas um gato – vivo ou morto (fonte)

Eu estava com muita vontade de ler Matéria Escura e fiquei super feliz quando recebi o pacotinho da editora Intrínseca. O trabalho na diagramação está lindo e é um livro que dá gosto de ter na estante. Obrigada pelo exemplar!

Super recomendado!

[penci_review]

 

Comentários

Comentários

Existe uma frase que consegue me descrever perfeitamente bem: “Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então“ (Alice no País das Maravilhas). Sou uma taurina que gosta de mudanças, estranho né?! Sempre gostei de fazer parte do que não conheço e nunca tive medo de arriscar naquilo que acredito. Sou Whovian, Sherlockian, Slytherin e Nintendista. Apaixonada por fotografia, livros, roedores, toys e miniaturas.

4 Comments

  1. Parece uma história muito interessante! Eu adoro essas viagens de universos paralelos e múltiplas realidades, mas também nunca me aprofundei no assunto. Fico doida pensando nas várias possibilidades de vida que eu poderia estar levando, não gosto nem de pensar hahaah

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE