Image default
Home - Londres Chama – James Craig
Policial Resenhas Literárias

Londres Chama – James Craig

Londres Chama é o primeiro volume da série sobre o inspetor John Carlyle, um homem honesto, mas de humor ácido. Um alucinante thriller policial com assassinatos, mistérios e muita guerra pelo poder.

SOBRE A HISTÓRIA

Londres Chama - James Craig
Londres Chama – James Craig

Quando o inspetor John Carlyle, do Departamento de Polícia Metropolitana de Londres, encontrou um corpo num dos quartos do luxuoso Hotel The Garden, ele jamais poderia imaginar que esse cadáver tivesse tantas conexões. E uma delas é com o Clube Merrion, um grupo elitista composto por nomes influentes da política. Um crime do passado. Poder e corrupção.

Prestes a ganhar as eleições para primeiro-ministro, o carismático Edgar Carlton se torna o próximo alvo do misterioso assassino, mas Edgar não pretende ficar de braços cruzados. Conhecendo o poder e a influência da família Carlton, o inspetor Carlyle tem que encontrar o assassino antes que ela destrua as pistas e faça justiça com as próprias mãos.

Com um temperamento pouco sociável, Carlyle precisa aprender rapidamente a jogar de acordo com as regras dos poderosos políticos e dos jornalistas locais. Assim, com seu parceiro, o sargento Joe Szyszkowski, ele envereda por um caminho muito perigoso no qual sua carreira e sua segurança estarão por um fio…

MINHA OPINIÃO

Londres Chama - James Craig
Londres Chama – James Craig

Demorei para finalizar a leitura deste livro. Quando li a sinopse (e vi a capa) imaginei que encontraria um enredo envolvente. E de certa forma, é. O autor mostra de forma simples o cotidiano do inspetor John Carlyle. Confesso que só continuei a leitura por causa dele. Carlyle passou por várias dificuldades na sua profissão e mesmo se dedicando tanto, nunca fora reconhecido.

Mas mesmo ele sendo um personagem “simples”, alguns diálogos me tiraram do sério. Dos poucos diálogos que tiveram, não consegui sentir química entre ele e os demais personagens (nem mesmo com a sua esposa). Outra coisa que me incomodou bastante foi o excesso de descrição dos fatos. O enredo é lento e consequentemente a construção dos personagens e o suspense também.

O lado positivo da história é que o autor criou um ambiente “real”, ou seja, ele fez questão de mostrar que o inspetor não tinha tanta experiência para assumir o caso (na verdade ele não tinha nem mesmo o apoio dos seus superiores). Isso fez com que a resolução ficasse mais interessante, já que descobrimos os fatos junto com ele.

Londres Chama - James Craig
Londres Chama – James Craig

E por criar um ambiente familiar, ele acertou ao usar o período das eleições como pano de fundo. Então há toda uma discussão sobre poder e corrupção. O único defeito (ao menos eu enxerguei como defeito) foi a forma que os crimes foram narrados. Eu fiquei horrorizada, pois há cenas de estupro, tortura e isso pode te chocar. Recomendo que você leia este livro em uma fase mais calma porque o autor não foca apenas na investigação, ele quer mexer com o seu psicológico.

Pelo que vi este é o primeiro livro de uma série. Não sei se eu daria uma chance para os outros livros. O autor perdeu muito tempo detalhando coisas desnecessárias e por ter poucos diálogos (além dos capítulos longos) fez com que a leitura ficasse cansativa.

Alguém aí já leu? Gostam de livros policiais?

Leia também:

Rangers #12: Arqueiro do Rei – John Flanagan

Clayci

Geek Love

Clayci

A Guerra que Salvou a Minha Vida – Kimberly Brubaker Bradley

Clayci

19 comentários

Book Haul: Os livros que entraram na minha estante em fevereiro 6 de março de 2018 at 18:00

[…] fevereiro consegui ler 8 livros: Londres Chama, O Amuleto #3, Vejo o mundo nos seus olhos, A guerra que salvou a minha vida, A maçã no  escuro, […]

Resposta
Jéssica Melo 28 de fevereiro de 2018 at 21:46

Olá Clayci, apesar de ter alguns detalhes que te incomodaram durante a leitura sua resenha me deixou mega curiosa para lê-lo, principalmente por romances policiais serem um dos meus tipos favoritos de leitura, além é claro que a capa e a premissa do enredo parece bem bacana *-*

Resposta
Clayci 1 de março de 2018 at 18:49

Oi Jéssica. Eu recomendo a leitura, pois pode ser que ela seja diferente para vc.
Eu gostei bastante da premissa, mas achei cansativo e senti falta dos diálogos =D

Resposta
Ana Letícia 26 de fevereiro de 2018 at 18:25

Olá, como vai? Adorei sua sinceridade na resenha, ainda não conhecia o livro, porém com os pontos que você destacou acho difícil dar uma chance. Não tenho tantos problemas com narrativas pesadas, mas se tem uma coisa que não curto é cenas de estupro. Assim como, embora goste de uma escrita detalha, quero distancia de um enredo longo e cansativo.

Resposta
Clayci 1 de março de 2018 at 18:48

Oi Ana. Estou bem e vc?
Tbm fico mal com essas cenas =/

Resposta
Dayhara Ribeiro Martins 25 de fevereiro de 2018 at 19:01

Cada vez que entro aqui dou uma suspirada alta, seu talento pra tirar fotos é surreal demais! Eu tava animada com essa obra mas só de saber que há gatilho de estupros me deixou um pouco receosa, o assunto é um pouco pesado e pelo que vi a leitura não foi tão prazerosa assim pra ti, né? Uma pena.

Resposta
Clayci 1 de março de 2018 at 18:47

Ahhh como fico feliz em saber que gostou das minhas fotos, obrigada <3

Eu só quis falar sobre o estupro pq tbm vi como gatilho =/

Resposta
Alice 25 de fevereiro de 2018 at 16:27

Oiii Clayci

Essa falta de quimica é complicada, deixa qualquer leitura pesada, cansativa… No momento também ando meio saturada do gênero sabe? Acho que por agora não seria um livro que anotaria para ler. Quem sabe futuramente…

Beijos

http://www.derepentenoultimolivro.com

Resposta
Clayci 1 de março de 2018 at 18:46

<3 Obrigada Alice

Resposta
Mari 25 de fevereiro de 2018 at 09:41

Quando eu vi que você tinha dado 4 de 10 para esse livro, atê assustei, hahahaha. Mas é assim mesmo, tem livro que a gente não consegue gostar. Eu não conhecia a história ou o autor, mas pelo que você falou da escassez de diálogos e das descrições exaustivas, eu teria problemas lendo o livro também.
Beijos
Mari
Pequenos Retalhos

Resposta
Clayci 1 de março de 2018 at 18:45

Amo diálogos e acho que em um livro policial tem que muitas hauhauhauhuahauh

Resposta
Viviane Almeida 25 de fevereiro de 2018 at 00:35

Olá, tudo bem?
Quero te parabenizar pela criatividade das suas fotos, elas ficaram lindas.
Não conheço esse livro, voltei a ler frequentemente ano passado, poucos meses antes de criar o meu blog.
Fico triste quando escolho alguma leitura que não me agrada e preciso fazer a resenha, porque muitas pessoas ficam ofendidas mas, eu particularmente gosto de ler resenhas com opiniões sinceras como a sua, a blogosfera está cheia de gente dizendo: “amei esse livro”, “que livro incrível”, “que fofo”, entre outras coisas mesmo não tendo gostado, não acho que precisamos ofender, mas falar os pontos que não gostou durante a leitura. Por isso quando leio uma resenha como a sua fico muito feliz.

Beijos e abraços Vivi
http://vickyalmeida.blogspot.com.br/

Resposta
Clayci 1 de março de 2018 at 18:42

Oi Vivi. Muito obrigada <3
Fiquei feliz em saber que gostou das minhas fotos e da minha crítica.

Sempre que vejo um livro sendo muito elogiado, fico com o pé atrás hahahaha.

Beijos

Resposta
Beatriz Andrade 24 de fevereiro de 2018 at 22:16

Esse gênero literário é o meu preferido e quando vi a sua foto no Instagram fiquei bem curiosa. Gostei bastante do enredo, mas alguns pontos que você mencionou podem deixar a leitura um pouco cansativa para mim também, mas acho que não atrapalharia ao ponto de eu não gostar da leitura. Adorei a sua resenha!

Resposta
Clayci 1 de março de 2018 at 18:41

Ahhhh leia sim!
Pode ser que a leitura seja diferente pra vc. *_*

Resposta
Estante da Kah 24 de fevereiro de 2018 at 13:37

Olá, tudo bem?
Realmente, quando o autor detalha muito o cenário e os fatos ocorridos, acaba perdendo um pouco o interesse na história. Sem contar que passa a impressão de que aquilo só existe para “encher folhas”, rs.
Ótima resenha!!

Resposta
Clayci 1 de março de 2018 at 18:40

Exatamente Kah! É essa sensação rs

Resposta
Fernanda Santos Barroso 23 de fevereiro de 2018 at 22:52

Olá!

Tenho me aventurado pelos livros policiais recentemente, mas, justamente por isso é que não me arrisco em todos. Por ter dito que é bem lendo e tem muitas descrições desnecessárias, eu perdi o interesse imediatamente. Dessa vez eu passo a dica e é uma pena que não tenha curtido também.

Abraços

Resposta
Clayci 1 de março de 2018 at 18:40

Foi uma pena mesmo =/
Amo o gênero, mas infelizmente esse não rolou.

Resposta

Deixe um comentário

* Seu comentário irá para aprovação

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE