Fatastic!!! E aí pessoal como estão? Aqui é o Diego e vim trazer para vocês um pequeno resumo da experiência ade jogar Pokémon GO por aí afora. Então vamos lá.

Primeiramente, você terá de escolher seu Pokémon inicial entre Charmander (fogo), Squirtle (água) ou Bulbasauro (planta). Mas é possível você sair e entrar novamente nesse processo de escolha para que possa selecionar o Pikachu (elétrico) como seu primeiro pokémon.

Depois disso você inicia sua jornada. Com o GPS e uma conexão de Internet poderá jogar sem maiores dificuldades. O que você precisa fazer é ir até o primeiro cubo azul mais próximo que aparecer no mapa, sendo que este é um pokestop para você obter alguns itens, inclusive pokebolas. O mesmo pode aparecer como um símbolo de pokebola no tom azul quando estiver no seu raio de ação (círculo em volta do seu avatar). Toque nele e deslize o dedo na horizontal para girar a imagem do pokestop.

Pokemon Go BC 1

 

Próximo passo, fique atento aos pokémons que aparecerem próximo de você e no seu raio de ação.

Com essa rápida explicação de como funciona o início do jogo, vou agora falar da minha experiência com ele. Sai logo cedo, pela manhã, para encontrar o pokestop. Fui com o maior cuidado para esconder o celular a maior parte do tempo, para tanto digo uma dica a vocês: use fones de ouvido para saber se está próximo de um Pokémon que eventualmente aparecer, pois ele irá fazer um som característico. Foi o que fiz. Quando escutava, pegava o celular do bolso e o capturava. Meu primeiro Pokémon foi um Krabby. Com mais caminhadas cheguei nos pokestops para recolher algumas pokebolas e ovos de Pokémon. Usando o mesmo esquema do fone de ouvido; e como conheço o meu próprio bairro, não era necessário ficar olhando para a tela o tempo todo para saber o caminho.

Com isso foram aparecendo cada vez mais monstrinhos: Zubat, Ekans e até um raro, Tangela, o qual apelidei de Miojo Azul. Mas ao eu dizer isso, parece que os pokémons aparecem a rodo, o que não é verdade. Andei várias ruas para achar alguns, o que me causou alguma frustração; ainda mais porque nem na minha própria casa eles apareceram, enquanto diversos amigos capturaram cerca de 5, 7 sem nem levantar da cama.

Pokemon Go BC 2

É realmente desafiante e divertido até para quem nem sequer entende nada de Pokémon, e assim sentir o gostinho de capturar (tentar capturar) os monstrinhos arremessando uma pokebola. Nas minhas andanças pelo bairro pude notar várias pessoas com os celulares usando o aplicativo, sendo que a primeira com quem me deparei foi um garoto com sua mãe que estavam na tentativa de conseguir um Pidgey (voador) que estava por ali.

No mesmo dia peguei o metrô e notei que as estações são Ginásios, e a Companhia do Metropolitano já está até avisando os treinadores para tomarem cuidado. O mais interessante é a variação na funcionalidade do GPS, o que pode te deixar na mão em certos momentos. Eu perdi o sinal várias vezes. Em contrapartida, se você tenta acessar algum pokestop de dentro de algum veículo em movimento, é provável que você saia do raio de ação antes que consiga fazer qualquer coisa.

Por enquanto não fui até nenhum Ginásio, pois todos já estavam dominados por treinadores muito fortes, que certamente usaram de meios alternativos para estarem a este nível. Uma espécie de campanha está rolando nas redes sociais para que sejam denunciados à produtora do game.

 

Abaixo coloquei algumas tabelas com o nível de dificuldade de encontrar os pokémons. É isso aí pessoal, boa caçada para vocês e até mais. ^^/

pkmss

Quem mais está viciado em Pokémon Go?

Comentários

Comentários