Image default
Home - Geekerela – Ashley Poston (Um conto de fadas moderno)
Romance

Geekerela – Ashley Poston (Um conto de fadas moderno)

Geekerela - Ashley Poston (Um conto de fadas moderno)

Apontar para as estrelas. Mirar. Disparar. Geekerela é uma releitura de Cinderela da autora Ashley Poston, o livro foi publicado aqui no Brasil pela editora Intrínseca.

SOBRE A HISTÓRIA

Se você faz parte de algum fandom tenho certeza que vai se identificar com a protagonista dessa história. Elle é uma adolescente apaixonada por um antigo seriado de ficção científica (não, não é Doctor Who) chamado Starfield. Uma série que mostrava a rotina da tripulação da nave espacial Prospero explorando os limites do universo. Ela conheceu esse sci-fi através do seu falecido pai e desde então acompanha e publica todas as notícias que surgem a respeito.

Acontece que – para o desespero dos fãs – foi anunciado um remake hollywoodiano com um astro teen no papel principal. E o que era pra ser uma boa notícia se tornou um pesadelo quando Elle descobriu que o ator escalado pra interpretar Carmindor (seu personagem favorito) era ninguém menos que Darien. Um jovem ator (popular) que deixou claro em um programa de TV não saber muito sobre a série. Ela ficou revoltada com a notícia e achou que isso seria uma ofensa para os verdadeiros fãs da série, por isso, publicou sua indignação em seu blog pessoal.

Por outro lado, Elle não fazia ideia de que o ator foi obrigado a fingir que não sabia muita coisa sobre a série. Darien é apaixonado por Starfield e estava empolgado para interpretar o papel principal e realizar o seu sonho. Entendam que para Elle, esta série é mais do que especial, é a única lembrança que ela tem dos pais. Ela é uma jovem solitária e humilhada diariamente por sua madrasta e irmãs. Ver a sua série do coração sendo arruinada a deixou profundamente magoada.

Nunca desista dos seus sonhos, e nunca deixe que digam que seu amor é inconsequente, inútil ou uma perda de tempo

Geekerela - Ashley Poston (Um conto de fadas moderno)

Assim que ela publicou sua indignação em seu blog pessoal, não fazia ideia de que esse artigo faria tanto sucesso a ponto de chegar até Darien. E justamente por ser fã da franquia, ele começa a se sentir inseguro e a ter medo de decepcionar os fãs fiéis. O jovem dava sempre o seu melhor nas gravações, porém tinha alguém querendo sabotar o seu trabalho e vazava informações sobre sua vida pessoal, sujando ainda mais a sua imagem com os pistoleiros estelares.

Darien estava disposto a cancelar a sua presença em um evento – criado para os fãs da série – e depois de muito procurar um contato de algum organizador, decidiu se passar por seu assessor e pedir o cancelamento da sua presença. Mas para a sua surpresa o número estava errado e acabou mandando uma mensagem por engano – para Elle. Do nada eles começam a conversar através de mensagens (sem revelar as suas verdadeiras identidades) e começam a se aproximar um do outro.

MINHA OPINIÃO

Esse livro possui todos os elementos que me atrai. É uma história leve, divertida, com várias referências e uma releitura de um clássico que adoro. Li Geekerela em um dia e fiquei apaixonada pelo casal da trama.

Elle é uma garota forte e determinada. Assim como no conto original, está cercada de pessoas que tentam colocá-la para baixo a todo momento. Mas ao invés de se lamentar e reclamar da vida, a adolescente faz de tudo para não se deixar abater e se apega às lembranças boas que teve ao lado de seu pai. Elle é solitária, não possui muitos amigos e trabalha em um foodtruck em formato de abóbora que vende comida vegana (Abóbora Mágica); faz de tudo para conseguir um futuro melhor longe da sua madrasta e perto do cachorro do seu vizinho (que fora abandonado pelo dono).

Ao contrario dela, Darien vive cercado de pessoas por causa do seu trabalho, porém se sente tão solitário quanto ela. Seu pai esqueceu do seu papel quando assumiu o cargo de empresário e por isso vive distante do filho, controlando sua agenda e monitorando os seus passos. E achei incrível a sintonia entre os dois adolescentes.

Geekerela - Ashley Poston (Um conto de fadas moderno)

A única coisa que me incomodou um pouco foi a forma com que Elle deixava a sua madrasta falar com ela. Sei que ela se sentia sozinha e consequentemente desmotivada, mas por ser um conto de fada moderno seria possível evitar o abuso psicológico que sofria dentro de casa se ela fosse um pouquinho mais ousada. E falo o mesmo de Darien, mesmo com agendas e compromissos com a mídia, muitas vezes ele não tinha voz e fazia o que não queria só para agradar o seu pai.

Sei que estou focando no casal da história, mas os personagens secundários também tiveram seus destaques. Hera se tornou uma das minhas personagens favoritas enquanto eu lia.

Outra coisa que eu gostei foi o estilo com que a autora trabalhou essa relação de celebridade e fã. Como nos enganamos facilmente com as notícias que surgem e nos esquecemos que por trás daquele papel existe uma pessoa comum. Elle foi impulsiva ao publicar um artigo falando mal do ator sem nem ao menos dar uma chance para vê-lo atuando. E por conta da sua precipitação, várias pessoas compartilharam sua publicação distribuindo ódio gratuito. Enquanto Darien estava inseguro e com medo de decepcionar os seus fãs e duvidando do seu talento, por conta das palavras usadas por ela.

O final é completamente previsível, mas quem é que não gosta de um final fofinho, não é mesmo? Gostei bastante da leitura e super recomendo

 

 

 

Geekerela Book Cover Geekerela
Ashley Poston
Intrínseca
384

Sinopse: Um divertido romance que traz a clássica história de Cinderela para os dias de hoje.

Quando Elle Wittimer, nerd de carteirinha, descobre que sua série favorita vai ganhar uma refilmagem hollywoodiana, ela fica dividida. Antes de seu pai morrer, ele transmitiu à filha sua paixão pelo clássico de ficção científica, e agora ela não quer que suas lembranças sejam arruinadas por astros pop e fãs que nunca tinham ouvido falar da série. Mas a produção do filme anunciou um concurso de cosplay numa famosa convenção valendo um convite para um baile com o ator principal, e Elle não consegue resistir. Na Abóbora Mágica, o food truck vegano onde trabalha, ela encontra a ajuda de uma amiga cheia de talentos para moda que vai criar o traje perfeito para a ocasião. Afinal, o concurso é a chance de Elle se livrar das tarefas domésticas impostas pela terrível madrasta e das irmãs postiças malvadas.

Já Darien Freeman, o astro adolescente escalado para ser o protagonista do filme, não está nada ansioso para o evento, embora o papel seja seu grande sonho. Visto como só mais um rostinho bonito, o próprio Darien também está começando a achar que se tornou uma farsa. Até que, no baile, ele conhece uma menina que vai provar o contrário.

Esta releitura de Cinderela transporta para o universo nerd os principais elementos do clássico conto de fadas, fazendo uma verdadeira homenagem a todos aqueles que sabem o que é ser fã e se dedicar de coração àquilo que amam.

Leia também:

A vida do Livreiro A. J. Fikry

Clayci

Geek Girl: De Geek para Chique – Holly Smale

Clayci

Fator Nerd

Clayci

24 comentários

Ana Caroline C. dos Santos 16 de julho de 2018 at 18:35

Olá, tudo bem? Estou interessada nesse livro desde que soube do seu lançamento aqui. Todo mundo fala bem das referências que ele traz, e como sou desse meio geek, com toda certeza amarei e irei me identificar. Sem claro de também amar a conexão com um conto de fadas, modernizado. Adorei e com certeza dica anotada (;
Beijos,
http://diariasleituras.blogspot.com.br

Resposta
Clayci 17 de julho de 2018 at 07:57

Ana, acredito que vc vai adorar a história <3
Espero que consiga ler em breve *_*

Resposta
Jéssica Melo 16 de julho de 2018 at 13:13

Olá Clayci, eu não sabia que esse livro era uma releitura d e Cinderela *o* Adoro releituras e só por isso já fiquei curiosas, pelos seus comentarios parece que o enredo esta bem divertido e leve mesmo *-* Dica anotada.

Resposta
Clayci 17 de julho de 2018 at 07:54

Muito obrigada <3
Espero que curta a leitura *_*

Resposta
Lucy 15 de julho de 2018 at 23:22

Olá!
Simplesmente AMO essa história! Li ano passado e achei muito meigo e bem o estilo de Cinderela. Acho que às vezes a gente não consegue reagir como gostaria ou deveria quando nos deparamos com o tipo de abuso que Elle sofria nas mãos da madrasta. Além do mais, é um tratamento que ela recebia havia anos, aí acho que isso influencia também.
Bjs
Lucy – Por essas páginas

Resposta
Clayci 16 de julho de 2018 at 21:05

Exatamente, Lucy.
Eu me revoltei com os abusos que ela sofria da madrasta, mas depois parei para me colocar no lugar e pensar se eu tbm agiria da mesma forma =/

Resposta
Wesley Ítalo 15 de julho de 2018 at 22:28

Esse enredo simplesmente me encanta!
Eu já ADORO o conto original (a Cind é uma das minhas princesas da Disney favoritas) e quero ler essa adaptação desde que lançou. Que bom que foi uma leitura que você galgou tanto, torço para gostar tanto quanto você.
Beijos do Wes ^^

Resposta
Clayci 16 de julho de 2018 at 21:03

Obrigada Wes. <3
Torcendo pra vc curtir essa leitura *_*

Resposta
Debyh 15 de julho de 2018 at 17:21

Que livro amorzinho ?. É tão amorzinho e eu não estava esperando isso. Sendo sincera esperava uns dramas desnecessários e que no final eu acabasse detestando o livro por algum motivo besta e ficasse frustrada porque não obtive minha dose de açúcar em livros faz um tempo, sim criei toda uma teoria mental do que ia acontecer. Porém, contudo, todavia eu estou muito feliz em dizer que não foi isso que aconteceu e que EU APENAS AMEI O LIVRO.

Resposta
Clayci 16 de julho de 2018 at 21:02

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHA
Eu faço a mesma coisa que vc antes de ler um livro, Debyh… me abraça

Resposta
Ritchelly 15 de julho de 2018 at 00:54

Aaah eu sou daquelas que ama finais fofinhos haha.. amei a sua resenha! Eu juro que nunca dei atenção pra esse livro tanto quanto estou dando agora, depois de ler a su resenha.. gostei que apesar de ser uma releitura de conto de fada o enredo conseguiu ser bem criativo e isso me cativou bastante! Adorei a dica!
Beijos,

Resposta
Clayci 16 de julho de 2018 at 20:57

Como fico feliz e saber disso.
O livro é bem clichê, mas a história é bem gostosinha *_*

Resposta
Nina Spim 12 de julho de 2018 at 22:46

Oi, Clayci, tudo bem? Eu já vi esse livro bastante por aí, mas nunca tinha me interessado, porque achei a história clichê. Mas acontece que eu sou uma eterna apaixonada por livros YAs, e acho que nunca tinha lido uma resenha tão boa, que tenha me despertado realmente o interesse por esta leitura. Fiquei com muita vontade, porque me lembrou aqueles filmes adolescentes fofinhos da Disney (que eu ainda amo, me julgue haha). Tem um, inclusive, muito amorzinho, chamado Starstruck haha. Como sempre, adorei suas fotos! 🙂

Resposta
Clayci 16 de julho de 2018 at 20:54

Eu li e fiquei com aquela sensação de filme da sessão da tarde hahaha <3

Resposta
Thai Martins 12 de julho de 2018 at 12:27

Eu já tinha visto o título do livro, mas nunca tive curiosidade de ler, até ver essa foto linda que você tirou e ler essa resenha <3
Mesmo que seja uma "releitura" de Cinderela (que é uma princesa que não toca muito o meu coração), fiquei com vontade de ler o livro, acho que a Elle deve ser uma personagem super forte, do tipo que eu amo em livros!

Resposta
Clayci 17 de julho de 2018 at 07:52

Oi Thai <3
Ahhh como fico feliz em saber que gostou da minha foto =D
E Elle é bem determinada sim *_*
Espero que consiga ler futuramente.

Beijos

Resposta
Larissa Dutra 11 de julho de 2018 at 20:16

Olá, tudo bem? Já tinha visto esse livro diversas vezes por aí, porém não sabia detalhadamente do que se tratava. Depois de ler tua resenha fiquei mega curiosa para ler a obra, achei a trama toda bem diferente do que estou acostumada. Releituras geralmente são muito gostosinhas de ler. Ótima resenha!

Beijos,
Duas Livreiras

Resposta
Clayci 12 de julho de 2018 at 08:59

Obrigada, Lari <3

Resposta
Juliane 10 de julho de 2018 at 14:25

Clay, que saudades de vim comentar no seu blog!
Cinderella é um dos filmes da Disney que mais gosto, eu canto a música dos ratinhos como se não houvesse amanhã, e trazer isso para um ambiente fácil de se identificar, é muito legal. A Elle é uma personagem bem sofrida por uma tortura psicológica dentro da própria casa, em vários momentos Catherine parece irreal, parece realmente só uma vilã, mas comecei a refletir sobre quantas crianças e jovens realmente passam por abusos de poder dessa forma.
Curti muito esse livro!
Beijos!

Resposta
Clayci 10 de julho de 2018 at 14:41

Ahh também estou com saudades do seu blog e já já estarei lá te stalkeando <3

E sim..fiquei muito chateada com as cenas com a madrasta e pensando em como existem pessoas assim =/

Resposta
Stephanie Vasques 10 de julho de 2018 at 11:00

Que enredo incrível! Adoro os remakes de contos de fadas (li Caperucita en Manhattan, versão espanhola de Chapeuzinho Vermelho, gostei bastante) e os da cinderela são os melhores! Essa história me lembrou um pouco do livro Billy e Eu, pois a protagonista também se decepciona com a escolha do personagem principal do seu filme favorito. Vou adicioná-lo na minha booklist!

Com amor,
Steph • Não é Berlim

Resposta
Clayci 10 de julho de 2018 at 13:56

Oba! Espero que curta a leitura, Steph

Beijos

Resposta
Mari 9 de julho de 2018 at 15:44

Clay, eu amei tanto essa leitura! Como você mesma disse, ela tem tudo o que me atrai. Eu realmente fiquei super envolvida na história e amei conhecer a Elle nesse ambiente que me faz sentir em casa de cons e cosplays.
Beijos
Mari

Resposta
Clayci 10 de julho de 2018 at 13:55

Ahhhh essa história merecia um filme hauhauhauhauhauha
Lembrei no filme a Nova Cinderela com a Hillary Duff

Resposta

Deixe um comentário

* Seu comentário irá para aprovação

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE