Image default
Home - Eu assisti: Extraordinário (e aprendi coisas extraordinárias também)
Filmes Filmes & Séries

Eu assisti: Extraordinário (e aprendi coisas extraordinárias também)

Já faz um tempinho que li Extraordinário. Lembro que peguei essa indicação no blog da Melina Souza. Na época eu estava com uma ressaca literária e procurava algo leve para me distrair. Como o livro é voltado para um público mais jovem, pensei que seria ideal para distrair a minha cabeça (e foi), mas não tinha nada de leve na trama. Finalizei a leitura no mesmo dia com a cara inchada de tanto chorar.

E não foi diferente com o filme. Eu já sabia o que me esperava naquela sala de cinema. Se com o livro (só fantasiando tais cenas) eu fiquei despedaçada, imagina assistindo? Nossa sessão estava “vazia” e por isso deu para ver todos saindo com os olhos vermelhos.

Extraordinário é uma adaptação do livro (de mesmo nome) da autora R. J. Palacio. Na história conhecemos Auggie (interpretado por Jacob Tremblay), um garoto que nasceu com um problema, já passou por 27 cirurgias e possui o rosto deformado. Ele tem uma irmã chamada Via (Izabela Vidovic) e uma cachorrinha chamada Daisy. Sua mãe, Isabel (Julia Roberts) foi a responsável por educá-lo e ensiná-lo enquanto ele não estava pronto para frequentar uma escola. Porém, acredita que chegou a hora dele socializar com outras crianças e ter um ensino de verdade. Por mais que Nate (Owen Wilson) – seu pai – pensasse ao contrário ele não interferiu na escolha da sua esposa.

Eu assisti: Extraordinário (e aprendi coisas extraordinárias também)

Essa decisão foi um grande passo na vida de Auggie. Dificilmente ele saía de casa e sempre que precisava, usava um capacete de astronauta para esconder o seu rosto. Antes das aulas iniciarem, Isabel o levou para conhecer a escola e o diretor selecionou algumas crianças para interagir com ele. Charlotte (Elle McKinnon), Jack Will (Noah Jupe) e Julian (Bryce Gheisar). Auggie já imaginava como os seus coleguinhas reagiriam ao primeiro contato com ele.

Se conhecer esses três colegas já foi difícil para Auggie, você já deve imaginar como foi com o resto da escola. Vários olhares curiosos, comentários maldosos (alguns bullyiing pesados) e desentendimentos. Assim como no livro o filme mostra o ponto de vista de vários personagens que convivem com Auggie.

Via é uma personagem incrível. Lembro que ao ler o livro fiz várias marcações sobre os seus pensamentos. Ela ama o seu irmão, mas sente falta da atenção da sua mãe. Ela não a culpa, pois a entende. Sabe que Auggie precisa de uma atenção maior e por conta disso faz de tudo para não “atrapalha-la”. Além de Via, veremos o lado de Jack e Miranda (melhor amiga de Via).

Eu assisti: Extraordinário (e aprendi coisas extraordinárias também)
Extraordinário (Filme 2017)

O que posso dizer é que o filme emociona em vários momentos. Há cenas descontraídas – geralmente é o Nate que traz essas cenas mais leves – e outras capazes de deixar a sua visão embaçada ao tentar segurar o choro. Auggie é um menino doce, divertido, inteligente e usa a sua imaginação para estar onde deseja. Senti falta de algumas cenas no filme, mas nada que tenha atrapalhado. Achei a adaptação bem fiel, por isso se você ainda não leu, pode dar uma chance para o longa que a mensagem transmitida é a mesma.

O que eu aprendi com Extraordinário?

1 – Ser gentil

Soa clichê, afinal o primeiro preceito apresentado em sala de aula pelo Mr. Browne (Daveed Diggs) é: Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil. Mas é impossível não pensar a respeito. Fica muito mais fácil entender o próximo quando sentimos empatia pela sua história. Como o personagem disse em uma cena, cada um está enfrentando uma batalha na vida e nem sempre isso é visível.

Não vou ser a falsa moralista, pois já pisei na bola diversas vezes. Já machuquei pessoas involuntariamente por conta de comentários que eu já fiz. E só me dei conta do erro quando me coloquei no lugar dela. O mundo seria um lugar bem melhor se todos fizessem isso. O que me faz lembrar de outro aprendizado…

Eu assisti: Extraordinário (e aprendi coisas extraordinárias também)

2- Há sempre um ponto de vista diferente do seu.

Julian foi um personagem irritante e fez da vida de Auggie um inferno. Mas consegui aprender muito com ele, aliás eu consegui aprender muito com os personagens secundários. Por mais que Auggie seja o centro da história, conhecer o ponto de vista de cada um deles fez com que eu entendesse que precisava aplicar esta lição nos meus dias.

Como trabalho com criatividade, aprendi que quanto mais diversificada a minha lista de contatos for, melhor. Conviver com pessoas que pensam diferente faz com que eu enxergue as coisas por outro ângulo. E em Extraordinário é fácil identificar esse aprendizado com o ponto de vista da Miranda, por exemplo. Ela se afastou de Via, mas não deixou claro o motivo que a fez tomar essa decisão. Durante toda a história acreditamos que a sua atitude foi egoísta, mas só quando ela explica a sua versão que a compreendemos e sentimos empatia por sua personagem.

Nem todo mundo consegue deixar claro o que está sentindo ou pelo que está passando. E são essas pessoas que precisam da nossa atenção. Se alguém se afastar, antes de achar que você é o problema, tente identificar se não há fatores externos que a ajudaram a tomar essa decisão.

Eu assisti: Extraordinário (e aprendi coisas extraordinárias também)
Extraordinário (Filme 2017)

3 – Amar quem somos

Logo que Auggie entra na escola e atrai os olhares curiosos, se sente inseguro. Essa foi uma das cenas em que mais chorei, pois sua mãe teve que ser forte para mostrar que essa beleza existe e era ele que não queria enxergá-la. Tenho certeza que você já teve um dia (ou vários) em que já se olhou no espelho e não gostou do que viu.

Extraordinário ensina que devemos nos amar antes de querer o amor de outra pessoa. Não ter vergonha de ser quem você é. Auggie usava um capacete em situações em que queria se esconder, mas quando esse acessório deixou de ser essencial nos seus dias foi uma sensação tão gostosa. Ele enfrentou seus problemas de cabeça erguida e a vida apresentou pessoas maravilhosas no caminho.

Sem dúvidas foi um dos melhores filmes que assisti este ano.
E você? O que aprendeu com Extraordinário?

Leia também:

The End of the F***ing World não é tão superficial quanto parece

Clayci

Preparando a Pipoca: O que andei assistindo #3

Clayci

Doctor Who: 10ª temporada – O que achei dos três primeiros episódios

Clayci

52 comentários

cila-leitora voraz 10 de janeiro de 2018 at 21:14

Oi Clayci, sua linda, tudo bem?
Que resenha inspiradora!!! Essa história é incrível, eu não acredito que até hoje não li o livro. Mas dessa vez vou ler antes e depois irei ver o filme, pois já vi que é a história do ano.
beijinhos.
cila.
https://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

Resposta
Clayci 11 de janeiro de 2018 at 18:00

Oi Cila, eu estou bem e você?
Ahhhh leia sim *_* tenho certeza que vc vai gostar.

Beijos

Resposta
Jennifer Silva 29 de dezembro de 2017 at 13:37

Que post lindoo! Com certeza esse é um filme que todos deveriam assistir, não apenas para se emocionarem, mas também para aprenderem belas lições e que nos farão refletir bastante. Adorei a sua crítica ao filme e saber que ele lhe proporcionara belos aprendizados. Obrigada pela dica e espero conferi-lo em breve. Bjss!

Resposta
Clayci 30 de dezembro de 2017 at 09:30

Oi Jennifer!

Sem dúvidas foi um filme que me ensinou muito e queria que todos tivessem a oportunidade de assistir.
Espero que curta a sessão.

Beijos

Resposta
Carol Garcia 27 de dezembro de 2017 at 21:14

Oi Clay,

Vi que você tinha feito esse post, mas resolvi esperar porque sabia que veria o filme. E só de ler sua resenha, parece que a sensação de olhos cheios de emoções voltou. QUE FILME!!!

Ele te conquista a cada cena. Dá vontade de ter o Auggie como amigo tipo para sempre. Pois como uma criança, que já sofreu tanto na vida te deixa sempre de boca aberta? E realmente o caso da Miranda, é claramente como descreveu. Julgamos sem saber, e quando sabemos a versão dela da historia, entendemos muito melhor.

Foi um dos melhores filmes vistos em 2017. Possivelmente lerei em 2018 e verei novamente. Confesso que chorei menos do que achei que choraria pelo que todos falavam, mas amei demais esse filme!!!

É simplesmente assim… EXTRAORDINARIO!

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 10:01

hahahahah
Eu chorei demais, até quando não era pra chorar…

Resposta
Luan 26 de dezembro de 2017 at 20:55

Oi, tudo bom?
Ah, puxa, como eu adoro esse livro! Devo confessar que um dos meus favoritos da estante, sabia? Aprendi muita coisa com o Auggie e além disso eu curti muito a escrita da RJ, é uma pena que eu ainda não tenha assistido ao filme devido ao local onde moro, mas enfim, a sua postagem ficou linda demais e é uma homenagem linda aos fãs desta obra! 🙂

Abraços,
http://www.residiu.tk

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 10:00

Poxa, Luan.
Torcendo para que o filme chegue por aí logo. =/

A história á maravilhosa e a autora conseguiu fazer com que me emocionasse só com o livro rs

Beijos

Resposta
Ana Paula Lima 26 de dezembro de 2017 at 14:56

Oii!

Acabei de comentar em uma resenha sobre isso. Eu entrei chorando e sai chorando do filme. É uma história que nos acrescenta tanto que não dá nem para expressar quão linda é.
Adorei saber os pontos que aprendeu com Auggie. Que mais livros nos toque como esse.

Beijinhos,

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:59

Oi Ana <3
É uma história linda, né?

Beijos e obrigada

Resposta
milca abreu 26 de dezembro de 2017 at 12:08

eu adorei esse livro, ate hj é um dos que mais indico ate hj
to muito ansiosa pra ver o filme e sei que ele vai ser lindo demais!

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:58

O filme está maravilhoso amiga.
Desejando aqui para que curta a sessão e leve lencinhos rs

Beijos

Resposta
Marijleite 26 de dezembro de 2017 at 10:08

Olá, eu li o livro faz alguns anos, e estou com uma vontade enorme de ver o filme. Que bom saber que ele lhe emocionou e que lhe trouxe essas reflexões e aprendizados extraordinários.

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:51

A história me emocionou bastante.
Quando o filme terminou corri para enxugar as lágrimas, até ver que todos estavam fazendo o mesmo )ao meu lado) auhauhauhauhuaha

Beijos

Resposta
Lucy 25 de dezembro de 2017 at 23:52

Não vejo a hora de assistir esse filme! Eu li o livro e fiquei como você, meu rosto inchou de tanto chorar! Adorei seu texto, eu tive essa experiência com o livro, quero ter com o filme também.
Bjos
Lucy – Por essas páginas

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:45

Oi Lucy <3

Obrigada pelo comentário e é impossível não chorar com a história, né? rs

Beijos

Resposta
Mari 25 de dezembro de 2017 at 20:28

Oi, Clay! Eu só li o livro e é realmente maravilhoso, chorei horrores e tenho lido várias opiniões super positivas a respeito do filme também. Infelizmente eu ainda não consegui ir ao cinema assistir, mas pretendo ir o mais cedo que puder. E é impressionante como a gente aprende lendo esse livro, né?
Beijos
Mari
Pequenos Retalhos

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:44

Mari, tomara que vc consiga assistir logo.
Ctza que vc vai amar – ainda mais – o Auggie <3

Beijos

Resposta
Beatriz Andrade 23 de dezembro de 2017 at 21:03

Olá, adorei poder conferir a tua opinião sobre o filme. Eu ainda não li o livro, mas assim que o fizer eu quero assistir ao filme também. Com certeza eu vou gostar das duas experiências e estou muito ansiosa para ambas.

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:40

Obrigada <3

E torcendo aqui para vc conseguir ler em breve

beijos

Resposta
Eli - Leitura Entre Amigas 23 de dezembro de 2017 at 18:39

Oie!
Eu quero muito assistir o filme, mas só pretendo fazer isso quando realizar a leitura do livro, amei a sua forma de ter falado do livro e do filme, e fico muito feliz pelo filme ter sido fiel ao livro, tenho certeza que ambos traz lições valiosas para leitores, que levaremos para o resto de nossas vidas

Beijos,
Eli – Leitura Entre Amigas
http://www.leituraentreamigas.com.br/

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:38

Oi Eli, tudo bem?
Ahhhhh certeza de que vai curtir a leitura e se apaixonar po Auggie *_*

Beijos

Resposta
Lu | www.residiu.tk 23 de dezembro de 2017 at 11:37

Oi, tudo bom? ?
Ainda não acredito que ainda não assisti ao filme (T_T), infelizmente na minha cidade ainda não está passando essa obra de arte, então vou ter que esperar um longo tempoo! UAHAUAHAUH, “Extraordinário” é o meu livro favorito da vida, adorei conhecer toda a filosofia do personagem principal, é doloroso e emocionante. Esses teus comentários me chamaram ainda mais atenção a respeito da adaptação!

Abraços,
ww.residiu.tk

Resposta
Kamila Villarreal 22 de dezembro de 2017 at 22:40

Olá!

Eu saí com os olhos vermelhos da sessão, não tem como não amar o Auggie! E eu me vi na Via, as cenas com ela foram as que me fizeram debulhar em lágrimas. Um livro e um filme pra gente guardar no coração.

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:38

Via é maravilhosa, né?
Lembro que quando li eu senti vontade de abraçá-la e quando vi o filme a vontade só aumentou.
<3

Resposta
Larissa Dutra 22 de dezembro de 2017 at 12:57

Olá, tudo bem? Ahhhh, esse livro é a coisa mais linda do mundo, sem dúvidas! Ainda não consegui assistir o filme, mas minha mãe assistiu e disse que é incrível. Adorei tua postagem!

Beijos,
https://duaslivreiras.blogspot.com.br/

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:35

Oi Larissa, tudo bem? <3
Essa história é linda demais, né?

Beijos

Resposta
Thalita Sousa 22 de dezembro de 2017 at 11:31

AAAh esse livro <3
Minha indicação de sempre. Todos deveriam ler e pensar num mundo melhor. Não soube lidar com o livro e nem com o filme. Me arrebentaram o coração de uma tal forma que não sei explicar 🙂

Adorei o post 🙂

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:34

Lindo, né?
Tbm acho que todos deveriam dar a oportunidade de conhecer o Auggie <3

Obrigada pelo comentário.

Beijos

Resposta
Aline Amorim 22 de dezembro de 2017 at 09:00

Eu não li o livro mais me encantei pelo filme. Acho que ele deveria ser obrigatório para todo mundo!
É um aprendizado de gentileza mesmo. Beijos

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:30

Oi Aline <3
Tbm acho que deveria ser uma história "obrigatória".
<3

Beijos

Resposta
Cabine de Leitura 22 de dezembro de 2017 at 08:13

Desde que eu li esse livro, lá em 2013 eu tento todos os dias, tento mesmo, por mais que as vezes esqueça ou seja dificil, tento ser gentil com todos. Agora que vi o filme isso só ressaltou em minha mente, chorei do começo ao fim.
Tenho pra mim que este livro devia fazer parte da agenda escolar, ser obrigatório nas escolas, tem muita coisa para se aprender com ele.

Feliz Natal.

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:29

E é bem assim mesmo. Finalizei a leitura anos atrás com essa mesma intenção. Ser gentil, claro que é um exercício diário, mas o filme reforçou ainda mais a mensagem. E tbm acho que é um livro que deveria ser incluído nas escolas urgentemente.

Beijos

Resposta
Bya (Paixões Literárias) 21 de dezembro de 2017 at 21:13

Oiie
AHHHHH, eu amo esse livro demais, li esse ano por causa do filme que tava se aproximando e fiquei tipo “Por que não li antes??” kk é muito bom e traz muitos ensinamentos pra gente. Não vejo a hora de ver o filme. Amei o post.
Bjos, Bya! ?

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:25

Oi Bya, tudo bem?
O livro é livro demais, né? Espero que consiga assistir o filme o quanto antes =D

Beijos

Resposta
Camila de Moraes 21 de dezembro de 2017 at 17:48

Olá!
Eu simplesmente amo essa história. Ainda não assisti o filme, mas to morrendo de vontade de conferir.
Sou apaixonada pela história de vida do Auggie e toda a força que ele represente.
Vou aproveitar as férias pra ir ao cinema. Certamente vou chorar!
Beijos!

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:24

Oi Camila <3

Acredito que vc vai gostar do filme e se apaixonar ainda mais pelo Auggie.

Beijos

Resposta
Juliane 21 de dezembro de 2017 at 15:48

Tenho certeza que eu já iria entrar no cinema chorando haha
Extraordinário foi um livro que deixei escapar e acabei não lendo, mas espero um dia ter a oportunidade de fazê-lo.
Vou levar minha mãe pra ver esse filme, acho que ela vai adorar 🙂
Beijos Clay!

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:14

Ju, conseguiram assistir?
Nossa o Di riu da minha cara pq eu já chorei na introdução ahuhauhauhauha
ELE FICOU COMO ASSIM (o Di tbm leu o livro).

Resposta
Eduarda Henker 21 de dezembro de 2017 at 13:57

Oi Clayci, curti bastante o post. Como livro a história não me chamou tanto a atenção, mas fiquei bem interessada no filme desde que vi o primeiro trailer. Parece ter uma mensagem realmente muito linda e importante.

Att.,
Eduarda Henker

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:09

Oi Eduarda, tudo bem?
Quando li pensei que seria algo bobo e estava sem expectativas. Porém no meio da história eu já estava chorando e quero conhecer o desfecho rs. É lindo, assista o filme sim.

Beijos

Resposta
Monyque Evelyn 21 de dezembro de 2017 at 09:06

Traz muitos aprendizados mesmo, eu amei demais e me acabei de chorar kkk Muito lindo, vale super à pena 😀

http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:06

<3 Muito

Resposta
VANESSA BRUNT 21 de dezembro de 2017 at 08:49

Poxa, comentei aqui, mas acho que não funcionou. Só sei que surtei com a sua delicadeza, entrega e com cada reflexão tão intensa e importante! Estou louca para conferir o filme.

http://www.semquases.com

Resposta
Clayci 30 de dezembro de 2017 at 09:34

Oi <3
Deu erro e seu comentário foi pro Spam, mas consegui recuperá-lo <3
Espero que vc curta o filme *_*

Feliz ano novo, Van
Beijos

Resposta
VANESSA BRUNT 21 de dezembro de 2017 at 08:38

Cla, quero abraçar você bem fortão! Ai, que lindeza de postagem, de análise e de reflexão geral (e nos plurais). Ainda não vi o filme, mas estou cada vez mais curiosa!

http://www.semquases.com

Resposta
Luciana Midory 21 de dezembro de 2017 at 08:02

Eita que só de ler a sua resenha já fiquei com os olhos marejados, ahahahaha! Não tenho estrutura emocional para assistir esse filme no cinema, mas tenho muita curiosidade e aguardarei ele ficar disponível em outros meios para assistir. Gostei muito dos seus tópicos sobre o que aprendeu com o filme <3

Resposta
Clayci 28 de dezembro de 2017 at 09:05

Lu, quando terminou o filme corri para enxugar os olhos e quando olhei pro lado o pessoal estava fazendo o mesmo. haihaiuhauihaiuh
Fiquei pensando “UFA não fui a única”

Resposta
Strange Boy 21 de dezembro de 2017 at 07:50

Um filme maravilhoso! também li o livro e fiquei apaixonado.
Beijos Strange Boy

Resposta
Fernanda Barroso 20 de dezembro de 2017 at 22:59

A cada resenha ou postagem sobre o filme que eu leio, me pergunto “por que raios eu ainda não li?”. O filme ainda não chegou à minha cidade (atrasadíssimo, sabemos), mas o livro eu ainda não sei porque não comprei (pelo menos antes de estar falida como agora hahaha). O que me resta é torcer pro “papai noel” trazer, né? E ansiar pela chegada do filme para que eu mate um pouquinho dessa vontade e aprenda tanto com esse garotinho que se mostra tão forte.

Resposta
Priscilla 20 de dezembro de 2017 at 20:00

Me arrependi de não ter lido Extraordinário, fiquei deixando ele de lado e lendo outros títulos. Acho que desta vez vou assistir o filme primeiro e depois ler o livro, rsrs. Beijos!

Resposta
Thais Pereira Terra 20 de dezembro de 2017 at 17:53

Eu ainda não li o livro e nem assisti ao filme, mas vejo tanta gente comentando. Parece ser uma história e tanto, e pretendo ler o livro ou ver o filme assim que der.

http://www.biigthais.com

Beijoos ;*

Resposta

Deixe um comentário

* Seu comentário irá para aprovação

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE