Crítica: A Bela e a Fera 12

Não. Você não está lendo errado! Só agora que eu consegui sentar nessa cadeira para falar sobre A Bela e a Fera. Como as críticas que eu faço são apenas para registrar as minhas experiências, não desisti da ideia de trazer minha opinião sobre a live-action aqui no blog.

A Bela e a Fera estava na minha lista de filmes para assistir este ano. Eu amo a história e saber que a Emma Watson assumiria o papel principal me deixou ansiosa. Não vou dizer que minhas expectativas eram altas porque é difícil fazer uma releitura fiel, né? Porém posso dizer que saí satisfeita do cinema e com a musiquinha na cabeça.

Todos já conhecem a história, certo? Iniciamos o filme vendo como o príncipe se tornou a Fera e como foi amaldiçoado pela feiticeira. A Fera foi condenada a viver nesta forma até que conseguisse amar alguém (e ter o sentimento retribuído) antes que a última pétala da rosa encantada caísse. Bela é uma jovem considerada estranha em seu vilarejo, pois ela é inteligente e ama livros. Claro que isso acaba atraindo a atenção de Gaston, que faz de tudo para se casar com ela e por conta disso a vida dela vira uma bagunça.  Seu pai acaba sendo aprisionado pela Fera após roubar uma das rosas do jardim real para a sua filha. Ela tentou resgatá-lo, mas acabou tomando seu lugar e se tornou prisioneira da fera.

Eu achei a experiência maravilhosa. Li várias críticas negativas dando nota baixa para o filme, mas preciso dizer que me senti uma criança na cadeira do cinema (com a diferença que dessa vez eu cantei a música na hora da dança). Claro que foi involuntário a comparação da live-action com o desenho de 1991. Ao contrário de muitos eu consegui enxergar empatia por parte da atriz e achei que ela soube interpretar perfeitamente o papel da personagem. O meu medo era de como o Gaston seria apresentado ao público, porém fiquei tranquila quando vi a atuação do Luke Evans.

O que me incomodou um pouco foi a Fera. Enquanto eu assisti pude ver em suas expressões que ele estava confuso e não passava ameaça, sabe? Criaram uma Fera traumatizada – por causa da morte da mãe e os maus-tratos do pai – e ao invés de enxergamos como uma criatura que precisa se redimir para poder quebrar o feitiço, nós a enxergamos como vítima e achei que isso tirou a essência do conto. Deslocaram um pouco o foco, sabe?

Mas consegui aproveitar o filme com os outros moradores do castelo. Adorei o Lumière e Cogsworth animando a história, apesar de não ter sentido tanta empatia por Mrs. Potts e Chip, achei que eles não estavam combinando com o design do filme, pareciam desenho mesmo. E claro que todo o destaque foi para LeFoumesmo sendo o coadjuvante – pois sua paixão por Gaston é óbvia e fez com a história ficasse mais leve e divertida.

Enfim, não me arrependi de ter assistido. A sessão que peguei era dublada e achei que isso iria me incomodar, todavia na hora da dança eu adorei acompanhar a letra da música.

O que vocês acharam do filme?
Beijos!!!

Comentários

Comentários

Existe uma frase que consegue me descrever perfeitamente bem: “Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então“ (Alice no País das Maravilhas). Sou uma taurina que gosta de mudanças, estranho né?! Sempre gostei de fazer parte do que não conheço e nunca tive medo de arriscar naquilo que acredito. Sou Whovian, Sherlockian, Slytherin e Nintendista. Apaixonada por fotografia, livros, roedores, toys e miniaturas.

12 Comments

  1. ai gente, eu consigo ver os problemas da atuação da Emma, eu consigo ver os problemas com a Fera menos ameaçadora do que deveria, mas MEU DEUS DO CÉU ESSE FILME. chorei do começo ao fim <3

  2. Uffffaaaa…. fiquei até tensa quando entrei no post. Tanta gente criticando, e eu nem consegui ver o filme ainda! (está sempre lotado)
    Eu gosto tanto da Emma, espero mesmo que a interpretação dela tenha sido legal!
    Sobre essa mudança de perspectiva da Fera eu não sabia… acho errado tbm, pq toda a ideia do sofrimento dele era como punição pela própria arrogância, né? Se mudarem, ele vira uma eterna vitima sofrendo sem motivo! Acho errado.

    Mais uma boa resenha, como sempre, Clay!

    Beijos!
    Andréia Campos
    http://petitandy.com

  3. Eu achei que o LeFou devia ter mudado de nome nesse filme, porque foi um personagem que cresceu TANTO! Em relação á animação e a ele por si só, de “fool” no final já não tinha nada!
    Acho que em comparação à animação as pessoas nem deviam reclamar, ficou perfeito! E tenho muitas críticas em relação ao filme, mas disso não dá pra reclamar, gente, tá absurdamente maravilhoso e fiel!

  4. Olha eu ainda não assisti o filme mas estou lendo tantas crísticas que estou desanimando sabia?
    A bela e a Fera nunca esteve na minha lista de prioridades do cinema, na verdade eu não muito fã de filmes baseados em desenhos, até porque eles mudam muita coisa e a maioria das vezes as mudanças acaba perdendo o sentido do desenho, enfim vira bagunça.

    Bom vou ter que assistir rsrs

    Beijinhosss ;*
    Blog Resenhas da Pâm

  5. Oi Clayci!!

    Poxa, você acredita que eu nunca tinha visto a animação de A Bela e a Fera? Jurooo! Sempre tive curiosidade, mas nunca aconteceu, todas as animações da Disney aconteceram comigo porque nunca busquei, não tinha essa coisa de menininha e princesas, hahahaha. E acho que devia ter visto o desenho antes de ver o filme 🙁

    Adorei o filme, mas infelizmente não tenho paciência de criança pra ver, a gente cresce e fica chato né?! kkk, musical me incomoda um pouco, antes de ir assistir eu pensei que seria como os outros remakes que tiveram mais ação por parte das princesas e tal, então posso dizer que me decepcionei um pouco, fora isso Emma estava incrível no papel de Bela! Ela sempre arrasa né! rs

    Poxa você queria ter ido ao SP-ARTE, tava com ingresso sobrando! Se eu soubesse tinha te arrumado um 🙁 que pena!
    Obrigada pela visita lá no blog! Beeeeeeeeeeijo!

  6. Olha, vou confessar, não li sua crítica porque eu ainda não vi o filme e não quero criar expectativas hahahahaha Assim que eu assistir eu volto 😉 Vai demorar um pouco tá, mas eu volto. Se eu esquecer, me lembra hahahaha
    Beijos! =**

  7. Eu gostei muito do filme, mas confesso que tive mais problemas com a atuação da Emma, apesar de gostar muito da atriz. Mas foi ótimo assistir esse live-action, muito nostálgico!
    Beijos
    Mari

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE