E vamos começar 2018 com uma categoria nova aqui no blog? Na verdade a ideia da categoria não é tão nova assim, pois minha primeira publicação sobre composições literárias foi ao ar em novembro de 2016. Mas eu não fazia ideia de que iria agradar (e ajudar) várias pessoas que gostam de ler.

Depois da publicação em 2016, fiz mais duas ano passado e quero aumentar a frequência do conteúdo. Gosto de compartilhar as minhas gambiarras no processo de criação. Inclusive se você gosta desse tipo de conteúdo e ainda não me segue no instagram, aproveita para seguir o meu perfil. Quero compartilhar em stories (e quem sabe transmitir ao vivo) algumas dicas de composição no decorrer do ano.

Se você não leu nenhuma das publicações anteriores, vou explicar o meu objetivo: Gosto de ler e fotografar; E como faço resenhas literárias aqui no blog, gosto de explorar e trazer elementos da história na hora de fazer as fotos. Isso não é uma regra, pois às vezes faço uma foto inspirada apenas na capa. No entanto, sinto que ao fazer isto, valorizo não só o conteúdo da minha resenha como também a obra na hora de apresentá-la.

Tento sempre usar materiais baratos e fáceis de encontrar na hora de criar as composições literárias. Isso quando não invento de fazer algum DIY para incluir no cenário. Vamos ver as minhas composições?

TIME RIDERS #3

Time Riders #3 -O código do apocalipse - Alex Scarrow

Time Riders #3 -O código do apocalipse – Alex Scarrow

Time Riders #3 -O código do apocalipse - Alex Scarrow

Time Riders #3 -O código do apocalipse – Alex Scarrow

Eu mudei o meu cenário recentemente. Na última publicação (Composições Literárias #3), mostrei a gambiarra que fiz com uma pedaço de madeira e botijões para elaborar as minhas fotos. Na época a minha sala estava em reforma e como iríamos trocar o piso, aproveitei para escolher um que me ajudasse na hora de fotografar. Meu pai queria o tão sonhado piso de madeira, mas não deu certo e aderimos a um que imita a madeira. Time Riders foi o livro que estreou o piso novo hahahahaha.

O que usei para compor essas fotos?

Flores artificiais que custaram menos de R$5,00 no meu bairro;
Folhas secas que comprei na 25 de março um pacote por R$2.50;
Folhas de livros que enrolei com um pedaço de fita. Eu tinha um livro velhinho e as páginas estavam soltando, aproveitei para guardá-las e usá-las.
Cimento: Eu só inclui esse material na foto por dois motivos: 1) Como minha sala estava em reforma, tinha fácil acesso e nem precisei fazer; 2) Caso você ainda não tenha lido o livro (o que recomendo) há uma cena em que os personagens se comunicam em pedras. Inclusive esses símbolos que aparecem no pedaço de cimento é parte do livro.
Impressão do Manuscrito Voynich (que faz parte da história) em um sulfite A4;
Um pedaço de renda que tinha em casa; Uma xícara de café e Vela (que custou R$2,50 um pacote com 6 no meu bairro).

LEIA A RESENHA DE TIME RIDERS #3 AQUI NO BLOG.

Curiosidade: Não precisei editar essas fotos. Para ficarem com essa cor eu fotografei na hora mágica (no pôr do sol) e como estava ventando as folhas mudavam de posição conforme os registros. 

A LONGA VIAGEM A UM PEQUENO PLANETA HOSTIL

A Longa Viagem a um pequeno planeta hostil - Becky Chambers

A Longa Viagem a um pequeno planeta hostil – Becky Chambers

Não consegui fazer o que tinha em mente com esse livro. Para a composição fotográfica, usei materiais que já tinha em casa. Minha intenção era fotografar no céu estrelado, mas a região em que moro não permite por conta dos prédios e iluminação.

O que usei para compor essa foto?

Folhas secas: comprei na 25 de março um pacote por R$2,50;
Flores secas: comprei no mesmo local das folhas e custou R$3,80;
Páginas de livros: peguei de um livro velho que tinha na estante;
Fios de Anjos: encontrei em uma loja com artigos para festas;
Caixinha: foi lembrancinha de aniversário das bodas de diamante dos meus avôs;
Fitas que já tinha em casa;
Gel e estrelas de lantejoulas
Xícara de chá;

LEIA A RESENHA DE A LONGA VIAGEM A UM PEQUENO PLANETA HOSTIL AQUI NO BLOG.

Curiosidade: Para fazer esse céu estrelado dentro da xícara, usei gel de cabelo e lantejoulas douradas em forma de estrela.  

BONECO DE PANO

Boneco de Pano - Daniel Cole

Boneco de Pano – Daniel Cole

Aproveitei o mês do Halloween para colocar algumas leituras com o tema em dia. Boneco de Pano foi uma surpresa, pois não esperava gostar tanto da história. Foi uma das composições literárias que mais gostei de fazer; só pelo fato de ter todos os objetos em casa, não pensei muito na hora de compor o cenário. Fui jogando as coisas e na posição que caia, ficava (composição abstrata!?).

O que usei para compor essa foto?

Folhas secas: as que comprei na 25 de março por R$2,50 o pacote;
Musgo: comprei no meu bairro e paguei R$1,50;
Galhos secos: tirei do vaso da minha mãe (hahahaha);
Caixinha: que foi lembrancinha da festa dos meus avós;
Colar: que eu já tinha e achei que combinou com as cores da fotos;
Dama da Justiça: ela é citada na história logo nas primeiras páginas. E como se trata de um livro policial achei legal inclui-la. Não me lembro onde comprei;
Vela: comprei um pacote com 6 no meu bairro;
Linha e agulha: já tinha em casa e faz todo o sentido com a história.
Boneco de pano: veio junto com o livro quando a editora Arqueiro me enviou;
Faca: para deixar a foto mais sombria;

LEIA A RESENHA DE BONECO DE PANO AQUI NO BLOG.

Curiosidade: Tentei fazer algo que imitasse sangue para incluir na foto, mas não deu certo. Então só usei a peixeira ali para enfeitar mesmo. 

Gostaram das fotos? Diminui a quantidade de fotos nessa publicação para não ficar cansativo e extenso, porém ainda tenho vários livros para mostrar. Se gostou dessa publicação me avisa nos comentários para que eu possa trazer mais gambiarras e dicas para vocês.

Beijos e até a próxima.

Comentários

Comentários