Composições Literárias #3 (Como faço as minhas fotos) 18 94

Olá, curte composições literárias? Faz tempo que não faço uma publicação falando sobre as minhas composições fotográficas e caso você ainda não tenha lido, fiz duas publicações mostrando como faço as minhas fotos e aproveitei para dar algumas dicas na hora de compor. São estas: Composições Literárias  #1 e #2

Atualmente tenho usado o mesmo fundo para criar as minhas fotos. Tinha um pedaço de madeira aqui em casa e meu pai ia dar fim nela, mas tive a ideia de usá-la como mesa e quando falo como a apoio as pessoas dão risada. Ela está apoiada em dois botijões vazios no meu quintal. E como gosto de mostrar a realidade (afinal é a proposta da publicação) e a possibilidade de criar cenários em qualquer local, vou mostrar a gambiarra para vocês.

Eu deixei ela no meu quintal por causa da iluminação natural. Gosto de aproveitar a luz do dia para fotografar, além de ter mais espaço para me mexer. O meu quarto é pequeno e a luz não colabora, por isso esta mesa improvisada tem me ajudado bastante nas criações de fotos literárias. Vamos lá?

SHERLOCK: O BANQUEIRO CEGO (MANGÁ #2)

Composições Literárias #3 (Como faço as minhas fotos)Não é difícil compor com o Benedict Cumberbatch. O ator é lindo até em mangá! Essa foto foi feita em cima da “mesa de madeira” que mostrei ali em cima e usei alguns acessórios para incrementá-la. Tenho usado muitas flores artificiais ultimamente. Gosto de usar as naturais, mas as artificiais são práticas! Nessa foto eu usei meu violino (o personagem toca esse instrumento), um charuto (comprei apenas para compor e ele custou menos de R$2,00 na tabacaria perto de casa) e um lenço com caveirinhas (minha intenção era dar cor e usar uma estampa que combinasse com as cores da ilustração da capa).

A foto foi editada no Photoshop (aliás todas as minhas fotos são editadas nele), porém os comandos que uso são apenas para realçar as cores, ou seja,  é possível usar aqueles editores online que irão servir muito bem para o objetivo. Nesse dia o sol estava forte (dá pra notar na parte inferior da foto, pois ele apareceu um pouquinho) e isso me ajudou a deixar as cores mais quentes na hora da edição.

Você é fã de Sherlock? Então leia a resenha do mangá O Banqueiro Cego aqui no blog.

BROTHERBAND #1 – OS EXILADOS

Composições Literárias #3 (Como faço as minhas fotos)Eu já comentei aqui no blog que gosto de usar itens/elementos que combinem com a história. Acho que dessa forma consigo representar o conteúdo e atrair a atenção de quem não conhece o livro. E em Brotherband  tive um pouquinho de dificuldade. Geralmente uso objetos que tenho em casa, porém dessa vez eu tive que investir R$10,00 para compor esta foto.

Como a história se passa no mar, eu precisava de um barco, afinal essa era a ideia que tinha em mente. Aproveitei a minha viagem até a Praia Grande e comprei este em uma lojinha de presentes, e como na vida poucas coisas são de graça, recebi de braços abertos o presente da mãe natureza e peguei várias conchinhas na praia. Eu queria ter feito as fotos na areia, mas estava com dó de sujar o livro; e por mais que isso teria sido legen… espere… dário, resolvi então fazê-las quando cheguei em casa, em um horário em que o sol estava forte e usei um lenço azul para representar o mar.

Tinha uma moldura de foto por aqui e foi aí que tive a ideia de enquadrar o barco e usar o lenço como fundo. Gostei bastante do resultado!

Você é fã de Rangers? BrotherBand é um crossover da história e fiz a resenha do primeiro livro, vem ler!

EU AMO LAS VEGAS

Composições Literárias #3 (Como faço as minhas fotos)Eu já comentei que estou amando essa série da editora Fundamento, mas não custa repetir: EU AMO essa série! E sempre que vou fotografar algum livro da trama, tento passar romantismo na composição. Não foi difícil compor essa foto – na verdade teve uma gambiarra.

Las Vegas é o lugar da perdição (dizem) e o que pode ser melhor para representar isso do que o jogo? Sorte no jogo, azar no amor (ou seria o contrário?). Usei os dados do meu jogo WAR, algumas flores para incrementar e um lenço rosa que combinava com as cores da capa e deu o ar romântico. Sabe esse Whisky alí? Não se engane! Está longe de ser um Chivas Regal; usei café e misturei com água até dar uma cor semelhante. Palmas para o chafé, salvando fotos desde 1889…

Aproveite para ler a resenha de Eu Amo Las Vegas.

O MENINO QUE DESENHAVA MONSTROS

Composições Literárias #3 (Como faço as minhas fotos)Apesar de não ter gostando tanto da história (gostei mesmo foi do final), O menino que desenhava monstros foi uma leitura interessante, e gosto de investir na fotografia mesmo quando o livro não me agrada. Para essa composição, usei objetos que tinha em casa: lápis de Cor e livros de colorir como fundo. Acho que você já deve ter reparado que estou usando muitos lenços na hora de clicar; adoro inclui-los nas minhas fotos, são versáteis e fáceis de posicionar; dependendo da forma como os coloca, tudo muda! Achei que esse combinava com as cores da capa.

Usei algumas conchinhas para decorar (tem algumas cenas na água) e algumas aranhas para representar os desenhos vivos do personagem. Claro que também usei algumas flores artificiais, afinal, o tema desse livro é delicado e merece atenção.

Quer saber o que eu achei do livro O menino que desenhava monstros? Vem ler!

MENTIRAS COMO O AMOR

Composições Literárias #3 (Como faço as minhas fotos)E pra finalizar essa publicação quero falar de um livro que mexeu bastante comigo. Mentiras como o amor foi uma história complexa e tensa e provocou várias reações em mim; tive até certas dificuldades na hora de compor, pois eu não sabia como iria representar a história em uma foto. E mesmo gostando do resultado final, ainda não foi o suficiente!

Como a história fala sobre depressão, quis remédios para representá-la. Eis que tive de ir na minha vizinha e descobri que la tinha alguns vencidos que iriam fazer o descarte (a oportunidade faz o sucesso), logo disse que tinha um destino muito bom para eles. Usei o lenço azul (que combina com a capa do livro) e flores do campo secas na mesma cor. Essa folhas comprei na 25 de março e custaram algo em torno de R$2,50 o pacote com várias. E como eu tinha uma seringa, aproveitei para colocar água (com umas gotinhas de café para chegar nesse tom). Esse chafé está impossível hoje hein, kkkkk.

Leia a resenha de Mentiras como o amor.

É isso! Adoro compartilhar minhas gambiarras literárias com vocês. Todas as fotos foram feitas com iluminação natural e usei a Canon T5i (com a lente que vem no kit mesmo). Se quiserem alguma dica ou se tiverem alguma sugestão deixe aqui nos comentários. E aproveita para me seguir no instagram.

Beijos

Comentários

Comentários

Existe uma frase que consegue me descrever perfeitamente bem: “Quando acordei hoje de manhã, eu sabia quem eu era, mas acho que já mudei muitas vezes desde então“ (Alice no País das Maravilhas). Sou uma taurina que gosta de mudanças, estranho né?! Sempre gostei de fazer parte do que não conheço e nunca tive medo de arriscar naquilo que acredito. Sou Whovian, Sherlockian, Slytherin e Nintendista. Apaixonada por fotografia, livros, roedores, toys e miniaturas.

18 Comments

  1. Nossa, uma desilusao atrás da outra hahaha. Nunca que eu imaginaria que ali tem botijoes de gás, que é só uma madeira. Eu pensei que era uma mesa enorme. O mais legal é que o marrom da madeira se encaixa perfeitamente nas suas fotos. Parabéns, sempre lindas.

  2. Acho suas composições bem bonitas. Busco sempre fazer composições nas minhas fotos, mas ultimamente estou meio preguiçosa pra isso. Eu também faço gambiarra. Uso um edredom branco do meu filho no chão da minha cozinha pra fazer as fotos. Coloquei papel contact decorado na minha mesa da cozinha pra imitar pedras claras, ai agora faço algumas fotos lá também. As gambiarra da vida.

    Vidas em Preto e Branco

  3. Tinha salvado essa matéria para ler com calma, e esse momento chegou (véspera de feriado, né? Quem tem saco pra alguma coisa? ahahaha). Amei ver os bastidores das suas fotos! Eu quero melhorar as minhas, mas confesso que ainda estou bem travada… antes eu só conseguia tirar foto no fundo de madeira, depois comecei a experimentar outros fundos e, enfim, na última sessão adicionei uma xícara de chá pra compor algo, AHAAHAHAHA. Ainda é muito básico, mas espero ir melhorando aos poucos… saber o que você pensou para cada composição foi muito bom, espero ir exercitando esse pensamento e, um dia, tirar fotos mais elaboradas também <3

    1. Lu no começo eu não tinha nada para compor as minhas fotos.
      Consegui comprando aos poucos e hoje guardo tudo numa caixa de papelão rs
      E o legal é isso, mudar o fundo sempre que puder *_*
      Anima mais

  4. Mostrar a realidade é muito bom para tirar aquela sensação de que a gente não tem o “espaço perfeito” para fotografar… O legal é dar um jeito criativo com as possibilidades que a gente tem, né? E não precisaria nem repetir, mas simplesmente amo as suas fotos de livros e composições maravilhosas <3
    Beijos
    Colorindo Nuvens

  5. eu amo demais esses seus posts, já disse que me ajudam demais a ir evoluindo nas minhas fotos, né? <3
    todo esse pensamento em volta da história na composição da foto é muito legal, a gente vê a foto e já tem uma noção do que se trata
    mas no meio de tudo isso fiquei com um dúvida, como você se organiza pra juntar tanta coisinha pros detalhes sem virar uma acumuladora do h&h?? hahahah pergunto porque sei que eu seria muito assim, já sou com os meus papéis e tecidos, imagina com os outros elementos aiaiai beijo!

  6. Amo saber sobre as composições e os bastidores de como tudo por nós, blogueiros. Somos especialistas em gambiarras, né não? ahahaha
    Aliás, as fotos estão absolutamente lindas! Gosto de usar de inspiração pra projetos futuros ?

  7. Clay, eu tenho feito umas gambiarras que nem você na área de tanque para aproveitar melhor a luz natural, eu percebi que as minhas fotos do quarto mesmo com a janela aberta, não saiam com uma iluminação legal, a diferença é gritante. Eu amo todas as suas composições, acho incrível como você elabora as fotos de livro com elementos que correspondem a ele, já anotei todas as dicas 😀

    bjus

    Ari ?
    http://www.devoltaaoretro.com.br

  8. AAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHH!!! Posso falar que amo sua composições fotográficas literárias? E que elas me inspiram para criar as minhas? *-*
    Porque é isso mesmo! Eu também gosto da luz natural para fotografar, dá uma realçada que a luz de lâmpadas não fazem.
    Ps.: aprendi isso na minha aula de fotografia no primeiro semestre de jornalismo!

    Até mais! O/
    Karolini Barbara
    womenrocker.blogspot.com

  9. Você acredita que só fui notar que era o mesmo fundo porque você disse. Acho ótimo postagens assim pois nos mostram que criatividade faz a diferença e que a gente não precisa gastar muito na hora de criar.

  10. Oie
    Que linda são as suas fotos.
    No meu quintal também tem uma tabua apoiada no botijão de gás ,mas esses dias eu usei para tirar uma foto e não gostei muito do efeito.
    Utilmamente eu uso como fundo normalmente qualquer coisa branca que eu ache pela frent.
    Também gosto de usar elementos que combinem com a historia para compor ou obejtos da mesma cor da capa

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE